Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Efeito Brasil

22 de março de 2012 0

Na terça-feira, vi no noticiário da TV Record umas considerações sobre turismo sexual no Brasil, com estudos da personalidade dos turistas, de que país eles vêm, quem os traz, etc., que as operadoras são proibidas de operar no Brasil, etc., etc. Nada foi dito que quem começou com isso foi a própria Embratur, publicando fotos de moças que, provavelmente, eram dentistas, pois usavam fio dental.

E tudo isso foi passando, até que, um dia, estávamos na Itália para uma boa temporada. A desculpa também era boa: um curso de especialização da advogada, Dra. Eliana. A hospedagem era ótima (com garagem, o que, na Toscana, é uma coisa extraordinária). O prédio, um convento de 1700 e qualquer coisa, a mais ou menos 400 metros da Ponte Vecchio. A cidade-base não podia ser melhor: Firenze – ou Florença, se você quiser. Conseguimos graças aos sentimentos ultra religiosos da minha mãe, que era contra o aborto, a viadagem e o divórcio ( com exceção dos três do Alemão Octavio – o Octavio podia… vai entender as carolas…).

Para contrabalançar, tive um pai, agnóstico. Deu no que deu: mais um agnóstico – darwiniano, para não deixar dúvidas. Acho que não preciso dizer mais nada.

Mas, um belo dia, a cidade, as estradas, toda a Toscana e, provavelmente, toda a bela Itália, amanhecem com o outdoor que você está vendo. A foto foi publicada na época pelo Fernando Albrecht. Voltei a encontrá-la limpando gavetas, é claro. Mas, como na nossa cabeça ainda estão as imagens do carnaval, parei e fiquei olhando. Será que as bundas brasileiras são tão famosas a ponto de ressaltarem o efeito Brasil?

Nada contra as bundas brasileiras ou estrangeiras – brancas, pretas, as de pele vermelha ou amarela –, mas que tenham virado distintivo, bandeira, representatividade? Sei lá, mas bem melhor que uma bola de futebol e bem maior também. Veja as mulheres jaca, melão, melancia, e agora a da Valeska Poposuda.

Mas não culpem os brasileiros e brasileiras. Quem começou a história foi a propaganda oficial: a Embratur que, levado ao pé da letra, deve ficar curioso. Mas será que o nosso país deve ser representado por um traseiro. E se queixam que os estrangeiros vêm por sexo?  

Bookmark and Share

Envie seu Comentário