Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Prezado Sr. Ernest:

13 de abril de 2012 0

Estou morrendo de vergonha de ter que repetir uma frase popular em Brasília: “eu não sabia”. Mas é verdade. Eu olhei e gostei da obra. Só não sabia que ela pertencia à série da Artemosfera, em que as obras só permanecem por um período nos locais onde são colocadas. O que está certo, mas, quando o trabalho é do gosto da gente: lamentamos muito. Todos os meus amigos que moram na zona sul gostaram, e poucos já se deram conta que ela não está mais. Assim como tiraram os quatro totens do Britto Velho no entroncamento da Silva Só com a Ipiranga e uma peça do Mauro Fuke do aeroporto.

Reconheço que, morando no Jardim Lindoia, a zona sul não fica no seu trajeto usual.

Mil perdões. Quem me esclareceu da não perenidade das obras foi o próprio Britto Velho. Em atenção ao senhor e à sua incursão para vê-la, publico uma foto da escultura inteira.

A obra estava uns 200 metros antes do museu do Iberê.

Abraços.

Flavio. 


Bookmark and Share

Envie seu Comentário