Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Sargentelli e o dia da Mulata

19 de abril de 2012 0

Li no Globo do Rio  que  há 10 anos morria o Sargentelli.

Os mais jovens não deve lembrar , para alguns , claro, dez anos é muita coisa. Sargentelli foi o primeiro a valorizar  a mulata . O primeiro a ganhar fama promovendo shows delas pelo Brasil e pelo mundo. A Europa chegou a ter grupos itinerantes e de grande sucesso: Londres, Paris, Roma, Milão e Moscou as aplaudiram. Eram sensacionais .

Na realidade não foi exatamente o primeiro a valorizá-la , na frente dele houve muitos Manueis e Joaquins, aqueles  de bigode , colete e relógio de algibeira, nem todos donos de botequins e armazéns ou estabelecimentos,  como preferirem.  O Sargentelli que se intitulava mulatólogo  foi o primeiro a colocá-las no palco e sair cantarolando : branca é branca, preta é  preta , mas  a mulata é a tal ! Tentou criar o dia da mulata ora !  Se todos e tudo têm um dia porque  não o dia  da mulata ?

Hoje, por exemplo, é o dia do índio , uma ironia se pensarmos que antes de 1500 todo o dia era do índio e se não fosse o Seu Cabral ainda seria e até hoje viveríamos nas suas chossas. Pois até  os índios deste lado do Atlantico  eram preguiçosos. Vejam o que construíram os índios do lado do Pacífico! Machu- Pichu, Tiuanaco, Sacsauama, etc.   E os nossos ? Vasinhos de argila e de segunda.  Feito o reparo , prossigo…

Tentou, então Sargentelli, mulatólogo assumido, o dia 8 de dezembro, dia de Nossa Senhora da Conceição. A igreja berrou e a data não vingou, apesar de constar nos calendários oficiais.  Só no Rio, uma lei consolidou a data comemorativa de 7 de outubro como o Dia da Mulata, instituído ainda em 1996, de autoria do então deputado estadual Farid Abraão , ex- prefeito de Nilópolis e até hoje ligado à Beija – Flor, a mesma do Joãozinho 30.

No primeiro ano em a data que foi comemorada, que chegou  a ser criticada por promover a exploração sexual, mesmo sabendo que já vinha dos anos 80 o hábito  do criador  – Sargentelli – das antigas badaladas  boates  Sambão,  Sucata e  Oba-Oba, a tradição de reverenciar o 8 de dezembro , quando de branco, levava as suas mulatas, uma delas sua filha, à praia para jogar flores a Nossa Senhora.Nada mais merecido em um país miscigenado como o nosso.




Bookmark and Share

Envie seu Comentário