Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Presidiários devem trabalhar?

02 de maio de 2012 0



Parte 1

Quase diariamente vemos na imprensa fotos e relatos de nossos presídios, principalmente do “central”, com toda a razão. Nem ratos deveriam viver ali. A pena para os detentos é a reclusão e não, viver em condições sub-humanas. Me chocou ainda mais quando li ou alguém da área jurídica me disse que há um artigo na Constituição que impede os detentos de trabalhar. Nunca conferi, mas fiquei extasiado, até porque em países como nos Estados Unidos e Canada já passei várias vezes por estradas com cartazes dizendo: Não dê carona –presidiários trabalhando nesta rodovia. Ou seja, lá trabalham e muito. E às vezes veem-se guardas armados longe da pista, de pé sobre armações de ferro ou sobre as próprias caminhonetes. Nas mãos, armas que desencorajam qualquer um a achar outro caminho. Já que falamos no assunto, quem tem vontade pode visitar o presídio de Alcatraz, cujo prisioneiro mais conhecido foi o mafioso Al Capone (1899-1947), transferido da penitenciária de Atlanta para a ilha em 1934 e lá ficou por quatro anos e meio, vindo a morrer de sífilis em um sanatório e não na cadeia, como alguns filmes nos mostram. Para quem tem curiosidade em conhecer Alcatraz, hoje um parque nacional, há barcos que levam para tours pela antiga penitenciária, que funcionou entre 1934 e 1963. É possível conhecer as celas individuais, com cama, privada e pia, os jardins floridos e um pouco das histórias do presídio para onde eram mandados os detentos mais perigosos. Também veem-se filmes dos presidiários trabalhando no aumento do próprio presídio ou fazendo reformas, pintando muros, melhorando o cais, etc. Sendo que (supondo os mais perigosos) quebrando pedras com a clássica bola de ferro presa a um pé. E isso não faz muito tempo. Os Direitos Humanos já existiam e eram atuantes. Alcatraz funcionou até 1963 e foi devolvido intacto para a União para ser parte do atual parque nacional.

A história é até curiosa; enquanto preparavam, o prédio e o  parque (sim, lá também tem burocracia) foi ocupado não por sem-terras, até porque lá só tem rocha, mas por uma tribo de índios que se apoderaram da chama da “ the rock”, porque ali seus antepassados teriam vivido.. A versão dos índios nunca foi comprovada e quando o prédio foi retomado 2 ou 3 anos depois estava demolido, todo pichado, sem torneiras, azulejos quebrados e sem fiação elétrica…ou seja, não muito diferente daqui , eles destruíram que os “inmates” construíram e cuidavam.

Envie seu Comentário