Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

A pé ou de barco, siga o aroma do tempero Manezinho.

22 de janeiro de 2013 0

A comparação pode parecer ingênua, mas se a Ilha de Santa Catarina fosse humana, certamente a Lagoa da Conceição seria um dos seus órgãos vitais. Quem sabe até o coração, já que todos passam por ali. Porém, mais que um ponto de passagem, a lagoa é um efervescente polo gastronômico que reúne turistas e manés.

Com quase 20 km quadrados, a Lagoa da Conceição costuma ser dividida em duas partes: a de dentro, mais residencial e a de fora, onde está o trecho conhecido como Costa da Lagoa. Mas quem já foi até lá? A área é acessível apenas de barco – que opera como linha de ônibus – ou por meio de uma trilha para ser percorrida a pé. Além da água limpa de toda a lagoa, a região preserva uma atmosfera rústica de vilarejos pesqueiros, habitados por descendentes de colonizadores açorianos. Desça e procure um ponto para petiscar. A pedida ali e o inesquecível pastelzinho, de camarão ou siri, uma cerveja e contemple a lagoa, transparente. Claro, pode mergulhar à vontade.

Guarde apetite para desbravar as delícias, do outro lado da Lagoa da Conceição. Com uma vista poética, a difícil escolha fica entre o camarão na moranga e a famosa sequência de camarão, com o crustáceo nas versões fritas ao alho e óleo, à milanesa, grelhado e ao molho do badejo.

Depois de tanta comilança, que tal gastar as calorias em uma caminhada? Empresas como a Trilha da Ilha oferecem opções de trekking com a companhia de um guia certificado. O trajeto dura cerca de quatro horas e passa por antigos engenhos de mandiocas e mirantes de tirar o fôlego, incluindo almoço e podem ser customizados com viés histórico, biológico ou esportivo, de acordo com o visitante.

Quebrando o clima plácido e bucólico, a Lagoa da Conceição contempla também os que buscam adrenalina. E o melhor: acessível tanto aos que já praticam como aos que querem aprender esportes aquáticos. Na Avenida das Rendeiras que margeia a lagoa, há diversas escolas- que também alugam equipamentos. Basta olhar a quantidade de pipas no ar para saber que o kitesurfe é o queridinho do momento. Já o windsurfe é uma opção mais barata. Para os dias sem vento, a moda é o stand-up surfe, esporte em que os praticantes remam de pé sobre uma prancha mais grossa. Os menos corajosos encontram caiaques e pedalinhos.

Bookmark and Share

Envie seu Comentário