Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Cálices e Reivindicações

28 de janeiro de 2013 0

Na semana passada, fui a um coquetel, numa cantina, na região do vinho. Gostei muito do papo e da cantina. Esta é espetacular. Mas não digo o nome nem sob tortura: prometi ao dono, ou melhor, até direi se me submeterem a três horas de música sertaneja, aí confesso qualquer coisa. O dono, generoso, enchia os cálices e falava das personalidades que os visitaram antes das eleições. Porém, a uma pergunta minha, baixinho, (qual a atitude dos políticos que o visitavam, em relação aos impostos escorchantes que os produtores de vinho pagam?) declarou: “Em época de campanha, eles vêm até aqui, os assessores pedem grana, prometem tudo e tomam o nosso vinho, mas depois de eleitos, trocam os nossos pelos importados e não se interessam mais pelo que pagamos ou pela criação de mecanismos que impeçam a entrada no país de produtos subsidiados”.

É uma concorrência desleal. A pressão do vinho importado é muito grande e consumi-lo, dá status. Nossa situação (a de todos os produtores) é preocupante, o futuro não sei como será.

Outra reclamação que ouvi, é sobre a dificuldade de obter financiamentos, não há incentivos. Se você quiser ampliar os parreirais, vai pagar juros de mercado, além de impostos e taxas.

Ora! Uma parreira leva alguns anos até começara a produzir. Como é que alguém vai pagar juros de mercado?

Bookmark and Share

Envie seu Comentário