Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Vikings

26 de julho de 2013 Comentários desativados

Prezado Flávio

- A tempo queria fazer-te uma pergunta, repassando um dos teus posts, escrevestes que os Viking não tinham chifres, mas sempre que vejo fotos, tuas inclusive, eles tem, como se diz aqui no Rio Grande, um belo par de guampas, etc, etc.

- Caro Mauro tens toda razão, a tua dúvida tem sentido.  Visitando os museus Vikings, e eles são vários na Escandinávia, observa-se que em seus capacetes não há chifres, nem vestígios que tenham sido quebrados, etc. São capacetes lisos, sem nenhum desenho, filete ou incrustações. Num dos museus, acho que o melhor deles com exceção de um que existe na Península Náutica de Oslo que é espetacular, mas só tem o casco dos barcos. Elegantérrimos por sinal

. O museu que me refiro fica no Atlântico Norte, nas ilhas Lofotem que margeiam todo o norte da Noruega. Ali tem centenas de capacetes… Todos sem chifres.

O que se conta é que no início do século passado um produtor de espetáculos italiano precisava por uma figura forte para os “Bárbaros do Norte” numa peça de teatro, e nos capacetes convencionais colocou, como dizes, um belo par de guampas. Pois bem Mauro, o efeito foi tão bom que passou aos poucos e até hoje a caracterizar os Vikings. Mesmo não sendo verdadeiros.

Não digo com isto que os “Valentes do Norte” não os tivessem no sentido Latino da expressão, que quer dizer, corno, cornutto em italiano, cabron em espanhol pois foram eles que os popularizaram e até hoje é a palavra mais ouvida no transito italiano. Isto não sei, não se sabe, e nunca se saberá. O que posso acrescentar é que entre os anglo-saxões germânicos ou escandinavos a expressão não tem nada a ver com alguma pulada de cerca de alguém da família.

Bookmark and Share

Não é possível comentar.