Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Onde ir no Natal?

25 de dezembro de 2014 0

natal3

Um leitor do blog me enviou um e-mail, e me cobra por ter vendido o Studio. Depois de alguns imerecidos elogios, me faz uma pergunta de difícil resposta. O mundo é grande, as opções não são finitas, o dólar subindo, onde ir nesse Natal? Já não dá mais para este, mas vem mais por aí.

Orlando, no ano passado, deu vazão aos seus sonhos. Há muitos lugares belíssimos e com clima de Natal, mas o importante é no que você e sua amada estão pensando: praia ou serra, para começar? Onde eu gostaria de passar o Natal? Acho que isso é mais difícil. Natal é uma festa familiar e eu não tenho família, portanto fica ainda mais difícil dar palpites. Provavelmente, o melhor Natal é onde os teus queridos estão, ou quem sabe… um lugar bem longe, onde eles não possam ir…

Para mim, é um evento triste, sou filho único e meus pais já faleceram e nunca fomos natalinos. Ou seja, não sou ‘’gingo bélico’’, e acho a Simone cantando ‘’hoje é Natal…’’ um saco.

Pelo teu sobrenome, penso que os teus devaneios podem, no próximo ano, te levar à uma vila na Alemanha. Se falas alemão, ótimo, caso contrário, pense duas vezes. Depois do segundo “shnaps” todos falam com você em alemão e quando percebem que você não entende, seguem falando… em alemão.

Alguma cidadezinha do Piemonte, quem sabe, com 1 metro de neve, e um idioma mais próximo ao nosso. Tem também Rovaniemi, nordeste da Finlândia, com renas de verdade puxando trenós de verdade; ou até mesmo para Place de la Concorde, olhar a subida da Champs Elisée toda iluminada e tomando champagne nacional (a não ser que você tenha levado a sua de Garibaldi).

O Natal é algo que tem a ver com nossas fantasias, e não vou dizer que não gosto, mas quem entende mesmo de Natal são os norte-americanos. Você é envolvido pela atmosfera do lugar, pelas músicas, pela decoração urbana, pelas liquidações e, nas cidades menores, todas as casas com seus jardins iluminado (falei todas as casas).

Deves estar achando que sou mais um idiota americanófilo. Idiota, quem sabe, americanofílo acho que não. Me sinto melhor, muito mais em casa, na Europa, do que nos Estados Unidos. A genética pesa muito.

Mas, voltando ao Natal e a sua pergunta. Se alguém me oferecesse uma passagem, um free ticket, eu iria à Las Vegas. É o único lugar que se pode viver uma fantasia completa. Você pode tomar o café da manhã em Paris, almoçar no Cairo, tomar o chá das 5 em Londres e navegar ao entardecer, numa autêntica gôndola veneziana, vendo o sol se pôr no deserto.

Você pode estar pensando… Las Vegas? Mas Flávio, em Las Vegas é tudo artificial, tudo é fake! E eu pergunto: por acaso o Papai Noel é verdadeiro?

Bookmark and Share

Envie seu Comentário