Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Boutiques de zeite - II

28 de dezembro de 2014 Comentários desativados

P1100224

Fomos ficando e provando… mas uma das minhas curiosidades continua, não tive coragem de perguntar: falsificações. Tenho lido e ouvido que hoje o azeite de oliva é um dos produtos mais falsificados, e seu baixíssimo preço (até no Brasil onde tudo custa o dobro) não me faz crer na desculpa de que com a ‘’crise mundial’’ o consumo baixou, o estoque mundial subiu, etc…e o preço consequentemente baixou também. Não sei se existem sommelier’s de azeite, tomara que não; já ouvi demais aquelas explicações de ‘’na narina direita…bem, na narina esquerda…’’. E no máximo, o que oferece é o vinho que o sommelier mais gosta, (ou do que o vendedor mais paga pela rolha, quando vem ‘’tirar’’novo pedido). Hoje, segundo dizem alguns experts, a tecnologia permite estarmos perto de fazer qualquer rótulo com qualquer uva. Quien lo dije son dos espanholes, no yo; y ellos saben de vino.

Felizmente tenho um nariz comum, o que facilita muito o prazer do que gosto de consumir. Espero que com o azeite, quando eu aprender seja a mesma coisa, concordo. São produtos mágicos; assim como o azeite, você entra numa loja de vinho e tem 500 rótulos. Se estão ali, é porque alguém compra e repete, senão não estaria ali.

 

 

Bookmark and Share

Não é possível comentar.