Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

A pergunta é...

13 de janeiro de 2016 0

rio-grande-1024x716                                            Foto de O Globo.

Estou lendo o que deve ser um “release” do governo do Estado na ZH de hoje. Para tentar tirar o Rio Grande do Sul da crise, a estratégia do governador Sartori será buscar investimentos no Exterior e tentar aumentar as exportações gaúchas. Sua agenda de viagens já tem quatro países definidos: Argentina, Alemanha, China e Japão. O Japão por exemplo, tem dinheiro e disposição, mas o Estado precisa demonstrar o seu interesse, portanto, nada mais justo que bater na sua porta.

Não sou um cara analista da situação, mas como gaúcho também acho preocupante a situação do RS, violência, segurança, saúde, ensino etc, e tudo mais que temos ouvido e lido. Como diz a minha carteira de trabalho, que fui metalúrgico em São Paulo no Bairro do Baixo Ipiranga, baixo é só o nome, pois todos sabemos que a Riacho não sobe lombas. Na época já era um charco e como vejo hoje na TV, mais de uma vez fomos retirados da estação do trem na caçamba de um caminhão, mas independentemente disso penso e gostaria também, de saber o que pensam os leitores do Viajando e do Puxadinho para a mesma pergunta.

Como seria hoje o nosso Rio Grande se a Ford não tivesse sido enxotada?

A pergunta não é política, é sobre empregos, impostos, produção e exportação, etc. Fiz a pergunta no sábado, num grupo que reunimos regados a cerveja, café e coca-cola, o nível intelectual afirmo que é muito bom. Dois dos nossos amigos de esquerda e funcionários do Estado foram os primeiros a responder, já tinham ensaiado: estaria tudo igual. Ninguém entendeu mais nada. Achei que devia perguntar aos universitários, mas metade estava ocupada com o Silvio Santos e a outra metade, provavelmente os não aprovados no vestibular, estavam cantando e tocando música sertaneja, então curioso que sou, resolvi pedir opiniões aos nossos blogueiros.

Abraços

Bookmark and Share

Envie seu Comentário