Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

O nosso Centro Histórico

22 de janeiro de 2016 0

casa-cultura-mario-quintana                                                                                                     Foto: www.embaixador.com.br

 

Sempre gostei do “Centro Histórico”, onde só o nome é novo. Gosto do local e do nome, mas de preferência assim como está, sem os planejados shoppings, com os prédios restaurados sem dúvida, com os armazéns atualizados e funcionando, mas mantendo o original. Não estou inventando nada. Assim como fizeram Seattle, São Francisco e Vancouver. Falo dessas três, porque os depósitos, “os armazéns” como chamamos, eram e são iguais aos nossos até hoje, e tudo funciona muito bem. Há um certo saudosismo e só.

Ausência de lobos marinhos e seu “perfume” não vão fazer falta. Até parece que os projetistas das grandes mudanças esqueceram que estamos num país de milhões de km² e que no passado, os Manueis e Joaquins fizeram a Cidade Baixa com casas de portas e janelas, e a Travessa dos Venezianos, pois tinham pouca grana. E com suas cabeças voltadas para a Santa Terrinha, não podemos esquecer, que salvo alguns judeus expatriados, eram “Ilhéus dos Açores” os que vieram. E que no português de Portugal, Ilhéu está longe de ser um elogio…

Hoje os tempos são outros, o discutível aterro já foi feito e está habitado e deve ficar ótimo com o projeto do arquiteto Lerner, que já provou em outros lugares o seu talento, mas desestruturar o Centro? Nem pensar.

Um metrô ou trem de superfície ou algumas avenidas nos permitirão deixar Porto Alegre aprazível como sempre foi e manter o seu Centro como está, sem grandes hotéis, shoppings e viadutos. Manter o clima atual será a conquista. Quem sabe com melhor fluxo para os carros, ônibus, táxis e o VLT, que um dia chegará. Entretanto, quem frequenta e passeia nesses locais? O que se vê são pivetes, moradores de rua, desocupados e turistas desavisados. Você já tentou subir o primeiro pedaço da Rua da Praia depois que o comércio fecha? Quem trabalha no Centro tem justificada pressa para sair.

Bookmark and Share

Envie seu Comentário