Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

PARATY, HISTÓRIA E CULTURA EM TODAS AS ESQUINAS (2 de 2)

10 de julho de 2019 0

Muitos dos casarões expõem pinturas que remetem à maçonaria e dão um ar místico para quem visita a cidade pela primeira vez. Detalhes que ornamentam muitas casas intrigam os visitantes. São símbolos, triângulos, bases com três pedras: tudo remete ao três, número chave para os maçons. Se não é três, é 33. A simbologia está presente nos detalhes, em cada casa, em cada esquina.
Os guias explicam várias curiosidades do período colonial. São informações sobre a arquitetura, o uso dos casarões, a influência da maçonaria ou mesmo a forma de concepção das ruas e de escoamento da água.
A herança maçônica espalhada pela cidade desde meados do século XIX continua viva. Os símbolos serviam como forma de comunicação entre os moradores e os maçons que chegavam a Paraty. Assim, era possível identificar os locais de acolhimento e onde poderiam procurar ajuda ou informações. Mesmo assim…
O centro histórico tem quatro igrejas, que guardam passados distintos. Cada uma era destinada a uma parte da população. A Igreja de Nossa Senhora dos Remédios “pertencia” aos ricos. Foi concebida para ser a principal edificação da cidade. Nenhum prédio poderia ser mais alto que a matriz. De estilo neoclássico, com nave única e dois corredores laterais, conserva características do século XVIII, de quando foi construída. Tombada em 1962, passou por uma ampla restauração em 2011. A Igreja de Nossa Senhora das Dores era de uso exclusivo das mulheres aristocratas. Os escravos libertados frequentavam a Igreja de Santa Rita, onde hoje fica o Museu de Arte Sacra, e os cativos só podiam entrar na Igreja de São Benedito e na Nossa Senhora do Rosário. Vale reservar um tempo para conhecê-las, já que durante o passeio guiado não há tempo para se contemplar com calma o interior das construções.

A imagem pode conter: céu, nuvem, casa e atividades ao ar livre

 

Bookmark and Share

Envie seu Comentário