Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Exoneração

19 de fevereiro de 2010 12

Aloysio Machado Filho, secretário adjunto da Secretaria Municipal de Turismo de Florianópolis, e a assessora jurídica da secretaria, Daniela Secco, foram exonerados dos cargos pelo prefeito Dário Berger. A decisão sequer foi publicada no Diário Oficial  e os motivos ainda não foram divulgados. Alyosio foi quem assinou os contratos para a contratação das empresas no caso da árvore de Natal, sob a orientação da então assessora jurídica.

Desde a saída do secretário Mário Cavallazzi, no início de janeiro, desgastado pelo episódio da árvore, Aloysio vinha respondendo interinamente pela secretaria. Agora, passado o Carnaval, a pasta mais importante para a economia do município, a de Turismo, está sem titular e sem adjunto. Somente nos quatro dias de Carnaval, cerca de 100 mil turistas passaram por Floripa, segundo levantamento do governo do Estado.

comentários

Comentários (12)

  • Carlos Amancio diz: 19 de fevereiro de 2010

    Engraçado, hoje o prefeito deu entrevista na televisão e ninguém falou disso. como tem jornalista desinformado nessa nossa imprensa…Parabéns Rafael Martini!!

  • Eduardo diz: 19 de fevereiro de 2010

    Estão envolvidos até pescoço no caso da árvore de natal.

  • Jean Souza diz: 19 de fevereiro de 2010

    Só para saber, gostaria de saber das autoridades como anda a investigação sobre a falcatrua com relação a árvore da discordia do Mario Cavallazzi?

  • Mariana diz: 19 de fevereiro de 2010

    Até que demorou prá alguns subalternos serem exonerados.

  • Ricardo diz: 19 de fevereiro de 2010

    Isso está parecendo manobra política para tirar o buraco do Preeito da reta.

  • doctor diz: 19 de fevereiro de 2010

    Gostaria de saber se o novo secretário vair ser uma pessoa com conhecimentos técnicos em Turismo, ou vai ser mais um amiguinho do secretario?

  • Edemilson diz: 19 de fevereiro de 2010

    Só a Exoneração dos envolvidos não basta, até porque amanhã estarão ocupando outros cargos comissionados e aprontando mais algumas. Queria ver devolverem todo o dinheiro gasto com a tal da árvore natalina aos cofres públicos.
    Assim é fácil, faz mal uso do dinheiro público, supostamente são exoneraodos e o povo, mais uma vez, paga a conta. Cadê a justiça?

  • Paulo diz: 19 de fevereiro de 2010

    Que bela orientação jurídica hein!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • VIRIATO CORREIA BERGER diz: 19 de fevereiro de 2010

    Mais uma manobra dos safados. Ele faz muito dinheiro com a prefeitura da Capital. Ainda queriam botar este safado no Estado. Fora Bergers, fora Bornauhsens, fora Colombo. Nosso Estado é merecedor de pessoas honestas.

  • Holandes diz: 19 de fevereiro de 2010

    Quanto ao Mario Cavalazzi, chegou a vender vacas holandesas que nunca produziram leite.

  • mauri oliveira diz: 19 de fevereiro de 2010

    ate parece que o srº prefeito deste municipio não estava a par da tamanha mer…… que esta arvore vergonhosa que deixou tamanha falta de impunidade saibam os srºs que quem assina os cheques para efetuar pagamentos e demais autorizções desde de o processo interno ate o extrno das licitações e o srº prefeito pois ele e o gestor então deixemos de demagogia barata e vamos assumir mais as responsabilidades e não achar um bode espiatorio para não termos que nos eximirmos de tais… fico me perguntando qual e a teta que este cidadao e cidada que foram exonerados no papel vao entrar pois nao esqueçamos que este ano e ano de eleição não é……… sinto mas a politica e feita por pessoas que so pensam em seu beneficio proprio e o povo que se fe…….

  • Luna Tico diz: 23 de fevereiro de 2010

    Exonerados porque não poderiam ficar nos cargos de confiança, estando denunciados em ação de reparação de danos pela Prefeitura. Seria contraditório mantê-los ali. Tudo artimanha. Eles não morrerão pagãos. Logo estarão bem alojados em outro cabide, mesmo porque não são os maiores culpados desse desastre natalino. E a ação com o tempo será esquecida. É engodo para inglês ver!

Envie seu Comentário