Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de fevereiro 2010

Caso Bocelli

27 de fevereiro de 2010 1

Confira abaixo a íntegra da carta que a Beyondpar pretende divulgar nesta segunda-feira para esclarecer o seu envolvimento no caso do cancelamento do show do cantor italiano Andrea Bocelli. A prefeitura está processando a empresa por considerar o contrato irregular.

ESCLARECIMENTO À IMPRENSA E AO PÚBLICO.

Em relação às informações veiculadas pela imprensa relativas ao show do Maestro Andrea Bocelli em

Florianópolis, a Beyondcomm gostaria de prestar os seguintes esclarecimentos:

• A Beyondcomm, nome de fantasia da Beyondpar Assessoria e Marketing Ltda., nasceu no bairro
do Leblon, tendo transferido sua sede, em meados de 2009, para o bairro da Barra da Tijuca, ambos
no Rio de Janeiro, RJ. É uma empresa especializada em projetos de comunicação corporativa -
incluindo a realização de shows artísticos, tendo os seus responsáveis mais de 20 anos de
experiência no setor.

• Como agente exclusiva do Maestro Andrea Bocelli no Brasil, no período de julho a dezembro de
2009 (conforme contrato já em poder do Ministério Público de Santa Catarina), a empresa recebeu
um pedido da Prefeitura de Florianópolis para que apresentasse proposta para um show vinculado
às comemorações de Natal.

• Foram apresentadas algumas propostas ao Município, até que foi aceita a que lhe dava a
responsabilidade, tão somente, de realizar a produção artística do show do Maestro Bocelli. Pelo
acordado, a Prefeitura ficou incumbida de providenciar toda a infraestrutura necessária (palco, som,
luz, etc.), tudo em conformidade com as necessidades do show contratado.
• O contrato com a Prefeitura foi firmado com base nessa última proposta, tendo a Beyondcomm,
imediatamente, dado início às providências que eram de sua responsabilidade – vistos, transportes,
hospedagem e demais ações vinculadas ao Maestro Bocelli, ao regente da orquestra e aos artistas
que o acompanham no show. Com o pagamento (parcial) recebido da Prefeitura, a Beyondcomm
remeteu ao exterior os pagamentos para as empresas segundo determinação contratual do artista.
As remessas foram feitas de forma legal e oficial, via o banco Bradesco, assim como quitou os
respectivos impostos e cobriu as demais despesas relativas à realização do espetáculo.

• Os pagamentos realizados ao artista feitos em depósitos ao Banco Barkley, com sede em
Londres, Inglaterra, geraram certa confusão e indevidamente foi noticiado que os pagamentos
haviam sido feitos para algum paraíso fiscal, nas “Ilhas Barclays”, encaminhamos abaixo as
informações que causaram tal confusão.

• No dia 21.12.2009 , uma semana antes do show, a Prefeitura de Florianópolis, através do Ofício
813/09 (cópia anexa), comunicou à Beyondcomm que, por determinação judicial, estava impedida
de realizar os respectivos pagamentos relativos à montagem e operacionalização do palco,
camarins e demais itens da infraestrutura sob sua responsabilidade. Nesse mesmo ofício, a
Prefeitura solicitou a transferência do show para outra data, sugerindo 23 de março, aniversário da
Cidade ou em outra data conforme a agenda do artista.

• E uma vez que a Prefeitura de Florianópolis, contratante exclusivo do show deu a ordem de
cancelamento do mesmo, imediatamente a empresa iniciou os trâmites de cancelamento com a

equipe do artista, que já se encontrava em trânsito para o embarque em direção ao Brasil.
• O tenor Andréa Bocelli já fora pago antecipadamente (como previa o contrato) e está agora
revendo sua agenda já montada para 2010 e avaliando a viabilidade de realização do show em
uma nova data.

• A empresa, que está negociando o agendamento de uma nova data para o show, foi

supreendida com a notícia de que a Prefeitura a teria incluído como ré em ação de
ressarcimento de danos pelo cancelamento que a própria Prefeitura solicitou.

• A Beyondcomm tem cooperado com as Autoridades para o esclarecimento dos fatos. Por isso,
as atitudes e declaraçãoes de setores da Prefeitura de Florianópolis causam estranheza.
Prontos para quaisquer esclarecimentos que por ventura venham a ser necessários.

Atenciosamente
Beyondcomm

O Barcelona vem aí

26 de fevereiro de 2010 0

O vice-presidente do Barcelona, Enrique Lacalle, desembarca em Floripa no próximo dia 14 de março. Mas os torcedores do Figueira e do Avaí podem ficar tranquilos, porque ele não vem comprar nenhum jogador. Quer conferir in loco a estrutura do Costão do Santinho Resort, que irá sediar em dezembro o Barcelona Meeting Ponint (BMP), feira técnica voltada para a atração de megainvestidores imobiliários ao Estado.
Lacalle preside a (BMP), empresa pública espanhola ligada ao Ministério do Interior, que criou a feira durante as Olimpíadas de 1992, em Barcelona, para viabilizar recursos à Catalunha. O Barcelona Meeting Point é considerado um dos maiores evento imobiliários da Comunidade Européia. Sua vinda ocorreu após convite do Investing SC, grupo de empresários locais formado após a realização do WTTC com o objetivo de divulgar oportunidades de investimentos no Brasil e exterior.

Presente indigesto

25 de fevereiro de 2010 14

O governador Luiz Henrique da Silveira ganhou um presente indigesto no seu aniversário de 70 anos, comemorado hoje. Pela manhã, durante a inauguração de seis quadras esportivas cobertas e da rede wireless do Instituto Estadual de Educação (IEE), em Florianópolis, ele foi vaiado por um pequeno grupo de estudantes. O presidente do Grêmio Estudantil, Tiago Valmiro Bento, exibiu um cartaz com os dizeres “Fora Pavan” e foi aplaudido. Um segurança solicitou que ele baixasse o cartaz. Ele guardou, mas minutos depois abriu novamente. Apesar da manifestação, o governador manteve a programação do evento normalmente. Teve até de apagar velinhas em um bolo oferecido pela direção da escola.

Idas e vindas

24 de fevereiro de 2010 1

Prefeito em exercício João Batista Nunes se reúne daqui a pouco, às 16h30min, com o governador Luiz Henrique da Silveira, no Centro Administrativo. Na pauta da reunião, os detalhes sobre a pesquisa de origem e destino na Grande Florianópolis. Nunes sugere a realização do estudo para identificar os modelos de transporte, distâncias e deslocamentos da população na região. A partir do levantamento, será possível definir com maior exatidão, por exemplo, a linha do metrô de superfície, além de revisar todo o sistema integrado. Boa ideia.

Cartão vermelho

23 de fevereiro de 2010 1

O governo do Estado vetou projeto aprovado no afogadilho pela Assembleia Legislativa, em dezembro do ano passado, que autoriza os funcionários públicos que exercem atividade de árbitro ou auxiliar de futebol a se ausentarem das atividades, caso sejam escalados em competições esportivas, sem o devido registro de falta ou desconto no salário. A proposta, de autoria do então deputado Giancarlo Tomelin (PSDB), foi considerada iconstitucional pelo Executivo. Agora, o projeto volta ao plenário do Legislativo para analisar o veto. Carreira de árbitro de futebol precisa ser profissionalizada. Não de uma lei pra “quebrar um galho”. Imagina se a moda pega….

Caso Bocelli - Versão Beyondpar

22 de fevereiro de 2010 2

A Beyondpar soube da ação proposta pelo município de Florianópolis por meio de notícia veiculada na imprensa. Ela não foi notificada formalmente e, por conseguinte, não tomou conhecimento das alegações. Portanto, ela não tem condições de pronunciar-se sobre o teor da ação judicial.
De todo modo, a Beyondpar estranha a propositura da ação judicial, dado que ela cumpriu integralmente as obrigações contratadas com o município. A apresentação do maestro Andrea Bocelli somente não ocorreu em razão de determinação da prefeitura, que ordenou formalmente a suspensão da mesma, conforme o Ofício nº 813/2009, assinado pelo então Secretário de Turismo de Florianópolis.
A Beyondpar mantém tratativas com o Maestro Andrea Bocelli para o agendamento de nova data para o espetáculo e está inteiramente à disposição do Município de Florianópolis para encontrar a melhor solução para o caso.

Joel de Menezes Niebhr, advogado

Caso Bocelli - versão prefeitura

22 de fevereiro de 2010 1

A Procuradoria Geral do Município de Florianópolis informa que está movendo ação ordinária indenizatória contra a empresa Beyondpar e os agentes públicos envolvidos na contratação do tenor italiano, Andréa Bocelli, na programação do “Fim de ano dos sonhos”.
Baseado na documentação do contrato, o município alega que a empresa não honrou o contrato, sendo que o município já havia efetuado o pagamento de R$ 2,5 milhões, faltando apenas R$ 500 mil que seriam repassados no dia do evento. Ainda, conforme o contrato, a empresa teria total responsabilidade por todo o desenrolar do evento, ou seja, por toda a estrutura física.
O município busca com esta ação fazer com que a empresa devolva aos cofres públicos os R$ 2,5 milhões, e também os agentes públicos envolvidos, que são: o ex-secretário de Turismo, Mário Roberto Cavalazzi, o adjunto, Aloysio Machado Filho, e a assessora jurídica, Daniela Secco, que neste caso devem responder solidariamente pelos danos causados.

Clima pesado

22 de fevereiro de 2010 0

Registro do fotógrafo Daniel Conzi mostra as nuvens carregadas no Bairro Itaguaçu, parte continental de Florianópolis no final da tarde de ontem. Só por coincidência, na mesma região em que moram o prefeito da Capital, Dário Berger, o vice-governador Leonel Pavan e a deputada federal Angela Amin (PP).

Exoneração

19 de fevereiro de 2010 12

Aloysio Machado Filho, secretário adjunto da Secretaria Municipal de Turismo de Florianópolis, e a assessora jurídica da secretaria, Daniela Secco, foram exonerados dos cargos pelo prefeito Dário Berger. A decisão sequer foi publicada no Diário Oficial  e os motivos ainda não foram divulgados. Alyosio foi quem assinou os contratos para a contratação das empresas no caso da árvore de Natal, sob a orientação da então assessora jurídica.

Desde a saída do secretário Mário Cavallazzi, no início de janeiro, desgastado pelo episódio da árvore, Aloysio vinha respondendo interinamente pela secretaria. Agora, passado o Carnaval, a pasta mais importante para a economia do município, a de Turismo, está sem titular e sem adjunto. Somente nos quatro dias de Carnaval, cerca de 100 mil turistas passaram por Floripa, segundo levantamento do governo do Estado.

ATENÇÃO MENINAS

17 de fevereiro de 2010 0

Quem desembarcou em Floripa hoje foi o ator Gerard Butler. O ator veio direto do Rio de Janeiro, onde passou o Carnaval ao lado de Rodrigo Santoro e Madonna. Ele ficará na cidade até o próximo domingo a convite dos amigos Jeffrey Jah e Roberto Scafuro. Para sua chegada, foi preparado um churrasco à beira da praia, no Il Campanário, em Jurerê Internacional, que também contaria com a presença das tops Fernanda Motta, Alessandra Ambrósio e Renata Maciel.