Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Audiência suspensa

18 de março de 2010 25

Por total falta de clima, a audiência pública para discutir o Plano Diretor Participativo, no Teatro Álvaro de Cárvalho (TAC), acaba de ser suspensa. Os protestos foram tão intensos que os representantes da prefeitura e da Fundação Cepa, responsáveis pela elaboração do projeto, decidiram transferir. Reforço policial precisou ser chamado para conter os ânimos.

comentários

Comentários (25)

  • Pedro de Quadros Du Bois diz: 18 de março de 2010

    Com certeza, caro Colunista, o clima não foi instaurado pelo público, mas, sim, pelas ditas autoridades que, como sempre, não pensam na coletividade, mas apenas nos seus “negócios particulares”, sejam lá o que forem. Deviam chamar a polícia era para prender os tais políticos e apaniguados de todas as espécies (não em extinção).

  • manezinho da ilha diz: 18 de março de 2010

    Este senhor com nariz de palhaço, nao o apenas e’ como deveria ser empregado pelo municipio como a grande piada gauderia da ilha. Volta p tua terra, deixa de ser hipocrita, ate em area de preservaçao tu moras. Tu es o escroto da sociedade, pois em vez de trabalhar e produzir, ficas querendo se promover as custas de um bando de sem rumos. Pra ti, so a tua verdade vale, o teu sonho de ser um dia um vereador em nossa cidade, nunca vai acontecer, pois a tua farça ja foi descoberta. Tchau escroto de bombachas, vai la p Guaiba, so cuidado que ja saisses de la corrido.

  • Itamar diz: 18 de março de 2010

    taix tolo? sou manézinho, da lagoa do peri, vendo lote para algum desavisado, dentro de area de preservacao permantente.

    é só construir no final de semana, quando nao ha fixcalisacao

  • Chico diz: 18 de março de 2010

    vendo lote emcima das dunas, crime ambiental, mas sou burro e minha familia de burrinhos estao passando fome, querem tv lcd e lagarticha de paredi

  • Itamar diz: 18 de março de 2010

    lote de barbada dentro do parque da lagoa do peri, torro por motivo de ser crime ambiental

    lagarticha de paredi e taix tolo

  • Paulo diz: 18 de março de 2010

    Fora manézinhos, fora proletáriados!!

    Vem ai a ilha do futuro, com saneamento basico e educação avançada.

    Fora casas na beira de rios, fora casas em dunas, fora manézinhos mal educados e atrasados.

    vao para palhoça!!

  • Argemiro Luciano dos Passos diz: 18 de março de 2010

    Permitirem prédios de 6 andares na Lagoa é uma afronta a cidade, a natureza, a tudo que é moral!!!! Cambada, corja, políticos são presos em seus próprios interesses e de seus amiguinhos, não em interesses da população…Fora plano diretor do Dário Otário!!!!!

  • Herbert Ribeiro diz: 18 de março de 2010

    Será que os representantes da Prefeitura, Fundação Cepa e Outros (empreiteiras, construtoras, etc…) esperavam um chuva de rosas?
    Não ao fim da beleza natural que a Lagoa possui!
    Vamos esconder nossas montanhas e morros com “belos prédios”? A quem interessa este tipo de urbanização?

  • ricardo diz: 18 de março de 2010

    O Povo nao quer plano diretor nenum, quer que continue essa bagunça que esta é a cidade?
    QUEREM o plano de 20 anos atrás?

  • Gustavo Dall’Agnol diz: 18 de março de 2010

    Tenho que concordar com o amigo Pedro de Quadros. Estadando lá, o que eu tenho a dizer é que a representação do povo em sentido de líderes estudantis, sindicais, e locais é muito mais forte do que esta rídicula câmara dos vereadores que somente representa esta elite indignante. Totalmente apoiado a oucupação do Tac.

  • Alex diz: 18 de março de 2010

    ABSURDO!!! Berger e seus cúmplices querem construir arranha-céus no sul da ilha e asfaltar o que sobrar…Claro, mais dinheiro das/para construtoras, empreiteiras, etc…

  • nina diz: 18 de março de 2010

    Imaginamos do que se trata o tal plano diretor!!!!!
    Provavelmente um plano elaborado para beneficiar as grandes construtoras e a futura destruição da ilha!!!!!
    Um exemplo, no bairro João Paulo, numa área considerada de preservação permanente, a alguns metros do mangue, uma construtora ergue sem nenhum pudor mais um condomínio! Um alvará provavelmente caro, mas com certeza “bem negociado”!!!

  • Suzana da Silva diz: 18 de março de 2010

    Só pode afirmar isso quem não estava presente a Audiência Pública. Considerar que o clima não foi instaurado pelo público é ser, no mínimo, mentiroso. Ah, bom… tá certo! Quem começou a incitar os presentes foi um homem público, Sua Excelência (ou seria excrecência!!!) Vereador Ricardo Vieira, que como um “triste palhaço” adentrou ao recinto!! Belo exemplo de democracia, Sr. Vereador!!! Tenho pena de morar em uma cidade que considera uma pessoa deste naipe!! Triste também foi ver outras pessoas, senhoras, provavelmente mães e pais, se portando de maneira tão degradante, e degradada!!! Agora entendo porque de tanto desajuste em nossa juventude!!!
    Infelizmente a população que vinha participando de todo o processo e que estava interessada em ver o resultado teve seu objetivo adiado. Que pena!!!

  • Maria Aparecida Nery diz: 18 de março de 2010

    É claro que foram “protestos intensos”! Essa gente é pós-graduada em militantismo, são protestantes profissionais, os mesmos de sempre: o nosso “MST”, abrindo oficialmente a sessão de baguncismo em Santa Catarina, com os olhos pregados na campanha eleitoral que se inicia. Esse aí da foto é o homem factóide da ecologia política, o chefão da turma: o gaúcho Gert Schinke, ambientalista que mora de frente para o mar, num beco sem saída no morro do Pântano do Sul (ali era o início da trilha para a Lagoinha do Leste. Uns anos atrás, quase em frente à casa do Gert, a trilha foi desviada para a esquerda). Quem quiser conhecê-lo um pouco melhor: http://www.ilhacap.com.br/edicao_dezembro09/gert-schinke-dez09.html

  • Germano Martins diz: 18 de março de 2010

    A Prefeitura vai ter que mudar a postura e começar a ouvir a população. Não dá pra fazer audiência pro-forma e ignorar o que as comunidades…

  • Jerry Conceição diz: 18 de março de 2010

    Total falta de preparo da atual gestão da prefeitura, para avaliar um projeto de lei que define o futuro da cidade de Florianópolis, o IPUF Instituto de Planejamento Urbano não soube conter as exigências definidas pela comunidade de vários bairros que estavam lá presente, tinha até uma asa delta reivindicando o voo livre que foi definido como uma Diretriz da Comunidade da Lagoa da Conceição, o atual plano não contempla voo livre muito menos áreas de lazer.

  • STELLA DAVI diz: 19 de março de 2010

    A COMUNIDADE desde 20o4, (QUANDO VEIO esta cidade o sr. ministro das cidades , na época Olívio Dutra EXPLICAR COMO FUNCIONARIA O PDP) tem a OPORTUNIDADE , nunca vivida na história desta cidade de PARTICIPAÇÃO; temos um contingente de cidadãos chegando para FIXAR RESIDÊNCIA na mesma TODOS OS DIAS… muitos já com uma bagagem política e cultural mais exigente do que a encontrada aqui .Esta oportunidade é bem-vinda também pelos que aqui nasceram! os sr$ que no poder se encontram… estes n conseguem nem saber ao certo o significado da palavra “PODER”!!!
    lutaremos até o objetivo PARTICIPATIVO de nossas intervenções de fato, ACONTECEREM nesta cidade!! srs. cidadãos de múltiplas etnias, raças, culturas ,fica aqui meu pedido para que n se rendam… n se entreguem … n desistam !! fiquem e façam o sol brilhar !! pois quem tem esse PODER … jamais fará “O TEMPO FECHAR”!!
    Stella Davi.

  • Maria Aparecida Nery diz: 19 de março de 2010

    STELLA DAVI – 19/03 – 0:45: É a Stella Davi do Rio Vermelho? Aquela que “assessorava” o César Ismar Schennini, representante distrital do Riovê que foi afastado depois que vieram à tona os gastos escandalosos nos celulares da Prefeitura, perpetrados por César, Gert Schinke (o do nariz de palhaço, na foto) e Rui Pures Alves (que morava no Rio Vermelho e foi eleito representante do Distrito Centro, enquanto a mulher dele, Rosa Elisa Villaneuva, era secretária do Cesinha no ND do Rio Vermelho)?
    Saiba muito mais sobre o assunto em http://www.ilhacap.com.br/plano_diretor.html

  • Paulo Roberto Simões diz: 19 de março de 2010

    Lamentável que alguns vereadores, que deveriam primar pela ordem e pela democracia, estimulando o debate, estivessem presentes incitando a bagunça e fazendo oposição oportunista e irresponsável!

  • Rafael diz: 19 de março de 2010

    Primeiro: não havia público representativo da cidadania florianopolitana na famigerada audiência pública. O que havia era o grupelho de esquerdopatas de sempre, fazendo cama para as próximas eleições. Sempre as mesmas caras. A maioria morando em APL, APP, incentivando ocupações irregulares, com residências sem “habite-se”, ou seja, pregando moral de cuecas. A Prefeitura é a maior culpada. Deixou-os tomar conta do processo desde o início e agora está bebendo do próprio veneno. E veneno amigo, pois a maioria é filiada ou faz campanha para partidos que estão coligados com o do Prefeito. hahahahahaha

  • Helena diz: 19 de março de 2010

    Comecei a participar do PD desde o início, mas desisti quando vi que o grupelho que acabou com a audiência pública estava controlando o processo e não os legítimos representantes das comunidades. Errou a Prefeitura em dar espaço para os baderneiros de plantão em campanha sistemática, pois as pessoas de bem deixaram de participar e a Prefeitura agora faz o que quer. No fundo, parece que era isso que eles queriam. Que não se aprovasse nada, pois como está fica muito mais fácil para a ocupação irregular se alastrar e criar grandes currais de votos.

  • Juliana diz: 19 de março de 2010

    A Ilha está à venda!
    É o que vai continuar acontecendo, se depender desse Plano Diretor que o IPUF (junto com Cepa) está propondo.

  • Nora diz: 19 de março de 2010

    Quem é essa criatura, Aparecida Nery?????? será que foi informante na época da ditadura?????? Que DEDO DURO!!!!!!!
    Que feio senhora! Ao invés de culpar o outro, deveria se analisar!!!!
    E vê se aprende um pouco com o MST, vai à luta!
    Nora

  • Joel Honorino Nunes diz: 19 de março de 2010

    Caríssimos conterrâneos:

    O PDP que querem “empurrar goela abaixo” é uma excrescência. Representa a continuidade da transformação deste lugar – que já foi mágico – num GRANDE AMONTOADO DE CONCRETO. Repete um modelo de desenvolvimento já condenado, pelos cientistas ambientais – há mais de 50 anos. É o velho modelo que caotiza e degrada. É mister a consciência da importância da PRESERVAÇÃO em contraposição à visão INDIVIDUALISTA de certos e famingerados setores “especuladores” da sociedade. A interferência do capital econômico, não deve atuar CONTRA os interesses da maioria da população, nem MITIGAR A APLICAÇÃO DA LEGISLAÇÃO. A situação é séria e ameaçadora. Vamos refletir juntos em torno de mundo melhor para todos. Abraços às pessoas conscientes.

    JOEL H. NUNES (Bacharel em Direito e Ambientalista).

  • Andresa diz: 19 de março de 2010

    O Plano Diretor é Participativo sim, todos participaram, atrapalharam, tumultuaram…..Cada um pensando no seu próprio umbigo. A maioria dos CONTRAS deveria antes de reclmar ou ter direito a representar algum distrito, deveria apresentar o habite-se. Grande maioria mora em dunas, mangues, quase dentro da água…..quem acha que a cidade não deve crescer deveria ser o 1º a pegar sua sacolinha e cruzar a ponte, alguns nem podem fazer isso pq já chegaram aqui fugidos. A culpa é do poder público, que não soube escolher os representantes distritais, pq além do habite-se deveriam ter pelo menos alguma instrução técnica que fosse. Como querer comandar um plano diretor, extremamente técnico, onde engenheiros, economistas, arquitetos….que estudaram anos e anos p executar seus trabalhos serem desrespeitados por pessoas sem instrução nenhuma. Como uma pessoa que não sabe nem escrever o seu nome, vai poder dizer que aqui pode construir e aqui não pode?? Chega a ser cômico! Sobre os gabaritos na lagoa, tem coisa pior que a lagoa poluída ?? Tem coisa mais nojenta passar pelas rendeiras em dia de vento sul e sentir o aroma de “merda” ? Essa é a nossa lagoa, que todos ajudaram a destruir….o nùmero de gabaritos pouco vai influeniar se o poder público continuar se omitindo das suas funções.
    Vamos lembrar do expetáculo que foi (esses mesmos atores, o palhaço inclusive) com a construção do Shopping Iguatemi….lembram?? Engraçado que hoje TODOS vivem dentro do shopping! Uma vez, em uma das reuniões lá no Rio Vermelho uma senhora falou que deveríamos andar de bicicleta, que ninguém deveria andar mais de carro….ok… O mais engraçado foi que no final da reunião, lá estava ela indo embora com o seu Citroën Picasso ZERO. E juro que nunca vi essa madame andar de bicicleta, nem na beira-mar!
    Então………sem hipocrisia, se não conseguem ajudar sendo humildes e aceitando a opinião e o trabalho dos profissionais, só vejo uma saída para esses atores falidos: procurar uma emissora de TV Mexicana, pq são péssimos atores, ou como falei anteriormente: pegar sua sacolinha PARTIR !

Envie seu Comentário