Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de março 2010

Os brasileiros mais conhecidos no mundo

31 de março de 2010 0

Em ano de Copa do Mundo, Gisele Bündchen virou garota-propaganda do serviço de alta definição da SKY ao lado de dois craques históricos do futebol brasileiro. Na próxima campanha publicitária da operadora de TV por assinatura, a übermodel questionará os craques Pelé e Romário sobre gols que desperdiçaram em jogos da Copa do Mundo.
Gisele aproveitará para “ensinar” futebol para os dois, com dicas de como os quase-gols deveriam ter sido feitos. Audácia, não?
Os três estiveram reunidos durante dois dias no estúdio da O2, em Cotia (SP), sob direção de Nando Olival.  Romário e Pelé não chegaram a se encontrar nos estúdios e nem a filmar juntos – cada um teve seu momento exclusivo com Gisele.
Nos intervalos das gravações, o trio aproveitou o tempo livre para se conhecer melhor: Gisele levou nada menos do que cinco camisas da seleção brasileira para Pelé autografar – sendo uma pra ela (foto acima), uma para o marido, o jogador de futebol americano Tom Brady, e uma mini, para o filho da modelo, o recém-nascido Benjamin.
As informações são do blog do Roger Lerina, www.zerohora.com/blogerlerina.

Desvio de dinheiro argentino é aplicado em Floripa

31 de março de 2010 0

O Clarín, um dos maiores jornais da Argentina, traz na edição de hoje reportagem sobre a compra de uma casa de US$ 419 mil em nome de Silva Elena Reyess, em Florianópolis. Ela é casada com Ricardo Jaime, ex-ministro dos Transportes, que foi afastado do cargo depois do escândalo da suposta aquisição de 20 aviões Embraer superfaturados pelo governo argentino. Diante dos evidentes sinais de enriquecimento ilícito de Jaime, a Justiça do país resolveu ampliar as investigações para os bens em nome dos seus parentes. Achou, entre outras aquisições, a casa em Santa Catarina. Acesse e confira: http://www.clarin.com/diario/2010/03/31/um/m-02171015.htm

MPF recomenda suspensão das obras do crematório

30 de março de 2010 0

O Ministério Público Federal enviou recomendação à Irmandade do Senhor Jesus dos Passos, em Florianópolis, para que suspenda, em 48 horas, a execução das obras do crematório do Hospital de Caridade nas áreas tombadas do complexo do hospital até que todos os órgãos ambientais e patrimoniais competentes tenham licenciado ou autorizado a sua execução.
O documento, de autoria do procurador da República Eduardo Barragan, foi encaminhado também ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), à Fundação Catarinense de Cultura (FCC), ao Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis (IPUF), à Fundação do Meio Ambiente de SC (FATMA), à Fundação do Meio Ambiente de Florianópolis (FLORAM) e às Vigilâncias Sanitárias do Estado e do Município para que os órgãos públicos adotem, em quinze dias, as medidas necessárias para proibir qualquer intervenção na área do crematório e das demais obras relacionadas a ele, como a construção de capela mortuária e estacionamento, até que todos os órgãos tenham liberado a sua execução.
Segundo o MPF, as obras do crematório têm ocorrido dentro de áreas tombadas em âmbito estadual e municipal, sem a obtenção das licenças ambientais necessárias e sem o estudo de impacto de vizinhança. Conforme a recomendação, apesar do elevado potencial arqueológico da área, que vem recebendo sepultamentos desde meados do século XVIII, não se sabe se já houve, ou se haverá, impactos ao patrimônio arqueológico que possa existir.
Além da suspensão das obras, o MPF requereu também à Irmandade que apresente ao IPHAN, à FCC e ao IPUF, em noventa dias, projeto de intervenção na área que esteja amparado por Estudo Prévio de Impacto de Vizinhança (EIV), que inclua também os estudos arqueológicos necessários. Caberá à FCC e ao IPUF a responsabilidade imediata pela supervisão dos trabalhos de planejamento e execução do EIV, devendo, porém, o IPHAN ser consultado ao longo de todo o procedimento, bem como exercer as suas atribuições de praxe, como, por exemplo, garantir a salvaguarda dos bens arqueológicos.
Os órgãos públicos citados e a Irmandade do Senhor Jesus dos Passos têm dez dias, a contar do recebimento do documento, para comunicar ao MPF as medidas adotadas e as que ainda serão realizadas para o cumprimento da recomendação.

Coincidência?

30 de março de 2010 3

Coincidência ou não, a decisão do prefeito Dário Berger de adiar a entrega do Plano Diretor Participativo à Câmara de Vereadores, prevista para hoje, foi sugerida pela procuradora da República Analúcia Hartmann, na última sexta-feira, durante conversa com o então prefeito em exercício, João Batista Nunes. Há três semanas, junto com o Ministério Público do Estado, Analúcia tem apurado informações sobre a proposta. Segundo ela, a confusão durante a audiência pública realizada no TAC só evidencia a falta de elementos técnicos no projeto. Tanto o MP estadual quanto o federal defendem a retomada do grupo gestor – formado por vários representantes da comunidade – para revisar todo o projeto, juntamente com a Fundação Cepa, contratada para prestar consultoria no desenvolvimento do plano. A boa notícia é que as reivindicações dos movimentos comuntários poderão ser atendidas. A dúvida é quando este projeto será ofcialmente finalizado.

Adiada novamente a entrega do Plano

29 de março de 2010 0

Prefeito Dário Berger acaba de confirmar ao Visor que não irá enviar amanhã o anteprojeto do Plano Diretor Participativo à Câmara de Vereadores. Pretende repassar todo o projeto com os técnicos da prefeitura e até realizar novas audências públicas para discutir a proposta com a comunidade e incluir novas sugestões. Dário disse que ainda não tem nova data definida para enviar o projeto ao Legislativo.

Na Câmara, a notícia repercutiu imediatamente. Entrer os parlamentares, a decisão de Dário é uma clara sinalização de que ele não irá renunciar à prefeitura, já que pretende transformar o Plano Diretor Participativo em um dos ícones da sua administração. Segundo o presidente da Câmara, Gean Loureiro, havia urgência para entregar o projeto antes do dia 3 de abril, caso Dário fosse confirmado como candidato ao governo do Estado pelo PMDB. Diante do resultado da prévia, com a vitória de Eduardo Pinho Moreira, agora ele terá mais tempo para conversar com os movimentos comunitários sobre o projeto.

Plano diretor, mais dúvidas do que certezas

28 de março de 2010 0

O anteprojeto do Plano Diretor Participativo (PDP) chega na próxima terça-feira à Câmara de Vereadores da Capital. São 388 artigos que prevêem mudanças estruturais significativas na cidade para os próximos anos. A prefeitura realizou mais de 1,2 mil reuniões para discutir a proposta com a população. Os movimentos comunitários afirmam que as decisões não foram contempladas. Cabe, agora, ao Legislativo exercer o seu papel.
Diante da polêmica em torno do assunto, o Visor escolheu uma das questões em discussão no projeto e perguntou aos 16 parlamentares: eles são contra ou a favor do adensamento urbano? O termo assusta. Significa concentrar em determinadas regiões do município as futuras residências e empresas.O Plano estipula que 50% da cidade serão áreas de preservação ambiental permanentes, 25% poderão  ser ocupados, com restrições, e somente 25% irão sediar os futuros empreendimentos. O fato é que uma simples consulta aos parlamentares demonstra o nível de incerteza.
Os seis favoráveis defendem o conceito de que a cidade precisa de ordenamento para crescer, desde que com infraestrutura compatível. Os cinco contrários questionam a mobilidade urbana, que se já está estrangulada, ficaria insuportável com mais gente morando em bairros como a Lagoa da Conceição, Norte da Ilha ou até mesmo no Continente. O grupo dos cinco indefinidos diz que ainda precisa analisar melhor o projeto, que sequer chegou ao Legislativo oficialmente.
O único consenso entre os vereadores é de que o PDP será analisado ponto a ponto, recebendo inúmeras emendas. Serão necessários nove votos, no mínimo, para aprovar a proposta. Nem mesmo oposição ou situação tem posições claras, definidas. Correndo por fora, os interesses da indústria da construção civil. Que não são pequenos. Vai ser dureza!

Desorientados

25 de março de 2010 0

A Lei Antifumo entrou em vigor, ontem, na Capital. A campanha de orientação, ainda não.  A Secretaria de Saúde do município destinou  R$ 200 mil para divulgar sobre onde pode e onde não pode mais fumar. Ainda restam muitas dúvidas. A previsão, segundo a assessoria da secretaria, é de que as peças sejam veiculadas na mídia a partir de segunda-feira. Hoje à noite, nove equipes da Saúde, com dois fiscais cada, vai percorrer bares e restaurantes para orientar. Fiscalização, com multa, só a partir da semana que vem. Junto com a campanha.

Roubaram a Árvore da Paz

23 de março de 2010 0

A coisa anda tão feia que tem ladrão roubando até planta. A Árvore da Paz, plantada em 2009 na troca de gestão do Hospital Infantil Santa Catarina, em Criciúma, sumiu. Uma conversa entre o hospital e a Fundação Municipal do Meio Ambiente vai acontecer para discutir o que teria ocorrido. Apesar do susto, a planta será reposta. Tomara, ao menos, que ela tenha sido replantada e não virado lenha.

Câmara homenageia 50 personalidades

22 de março de 2010 0

Em sessão solene no plenário Osni Régis, da Assembléia Legislativa, às 20 horas, a Câmara de Vereadores de Florianópolis entrega amanhã o título de cidadão honorário e as medalhas de Mérito do Município e Francisco Dias Velho, a 50 personalidades. A sessão, que é alusiva ao 284º aniversário de Florianópolis, terá a participação de grupos de câmara da Orquestra Sinfônica de Santa Catarina (Ossca), sob a regência do maestro José Nilo Valle.

As 15 pessoas que receberão o titulo de cidadão honorário de Florianópolis são: Waldir Gomes da Silva, Luciano Flávio Andriani, Cláudio Antonio Vignatti, Galdino José Lenzi,  Bruno Mossa, Ezio Giannino Librizzi, Onofre Santo Agostini, Ronaldo Brito Freire, João Soares de Mello, Andréa Buzato, Marcelo Petrelli, José Natal Pereira, Romulado Theophanes França Jr., Marcos Aurélio Da Ros e Ubiratan de Mattos Saldanha.

A Medalha de Mérito do Município será conferida para Luciano Presta (in memorium), Valci de Paula Moreira, Kênia Costa, Moacyr Gomes, Cláudio Gastão da Rosa Filho, Hamilton Maciel, Edson Saes Ferreira (in memorium), Eli Malvina Heil, Valésio Alleluia da Silva, Confraria do Sambaqui, João Eduardo Amaral Moritz, João José Cândido, Paulo Roberto Fagundes de Freitas, Paulo Helder Bordin, Enio Back, Washington Luiz do Vallle Pereira, Angela Albino, Carla Maria Evangelista Vieira Pedrozo, Saulo Fernando Linhares, Walter Euclides Dias Chagas, José Carlos Pacheco e Rosemeri Bartucheski.

A Medalha Francisco Dias Velho  homenageará neste ano Celino Dias Ferraz, Nilo Marques de Medeiros Filho, Gelci José Coelho (Peninha), Wilson Rodrigo Correa, Jonas Ricardo Pires, Zelindro Farias, Ricardo José Pereira Barbosa Lima, Walter Fernandes Piazza,  Egidio Bertotti, Álvaro Maus, Lourival Fernandes Alves Leite, Rubens Ricardo Franz e Antonio Cunha.

O que eu faço para melhorar minha cidade?

22 de março de 2010 0

Prezado Rafael,

Sua pergunta é respondida por mim, cidadão desterrense, da seguinte forma:

Que tal se for devolvida a autoestima dos desterrenses devolvendo-se a eles o nome da cidade, ou seja, voltando a cidade a se chamar DESTERRO e não Florianópolis ou Floripa, como querem algumas tribos, mudança essa acontecida de forma extrema e profundamente vergonhosa com o propósito de agradar um coronel assassino conhecido como Moreira César e ao seu chefe, o tal Marechal Floriano Peixoto, ambos personagens de triste memória assim como aqueles desterrenses que ignoraram a história do seu município e do seu povo no afã de agradar esses dois que desgraçaram famílias ilustres da nossa terra a exemplo da família do Barão de Batovi, Marechal Gama D’eça, herói da Guerra do Paraguai.

Advogado Freddy Gondin
OAB/SC 3570