Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Caiu a mansão!

26 de maio de 2010 10

 

 Venceu a pressão dos vizinhos da mansão, em Tubarão, contrários à destinação do local para abrigar 15 menores infratores, a partir de 1º de junho. O imóvel, que fica na esquina das ruas Vidal Ramos com a Conselheiro Mafra, bem no Centro da cidade, não irá mais funcionar como Casa da Semiliberdade. Eles serão encaminhados para um prédio que pertence ao Estado, próximo ao quartel da PM. O casarão já pertenceu ao empresário Dite Freitas e à família Zumblick e está avaliado em  R$ 1 milhão.
Possui área interna privilegiada, piscina, jardim, lareira e todo o conforto necessário. Segunda-feira, à noite, aconteceu uma reunião entre os moradores da região e representantes da Secretaria de Justiça para tentar convencê-los que não haveria nenhum tipo de risco. Eles  descobriram que a antiga sede da Casa da Semiliberdade, na localidade de Ilhotinha, no município vizinho de Capivari de Baixo, causou transtornos à pequena comunidade.

 

comentários

Comentários (10)

  • RogerioSchneider diz: 26 de maio de 2010

    NÃO SE TRATA DE TRANSTORNO, MAS DE PRECONCEITO. A sociedade é hipócrita. Vão a igreja, mas têm preconceito contra os desprovidos, miseráveis, abandonados, moradores de ruas e os desesperados. Enquanto trocam de carro todos os anos, negam uma esmola aos necessitados.
    .
    Não é de admirar a reação dessa burguesia depauperada de alma, mas sim das autoridades terem aceito a pressão dessa gente.
    .
    De qualquer maneira, não é de admirar o resultado, pois a Secretaria de Justiça foi um vexame ao longo de todo o governo de Luis Henrique da Silveira.

  • Aderbal Aguiar diz: 26 de maio de 2010

    Perae, dar piscina… lareira… pra marginal. Daí é demais!!! Tô fora!!!

  • Gilmar Correa da Silva diz: 26 de maio de 2010

    Rogério Schneider. Se tu está com peninha dos vagabundos leve-os para a sua casa e divida com eles o que tu tens. Dê-lhes comida,cama,roupa lavada,dinheiro para gastar no fim de semana que na primeira oportunidade eles matarão a tí e tua familia. Estás com inveja da burguesia por não fazer parte dela pois tenho certeza que dela fizesse parte pensaria como ela. Boa esta da esmola. Ao invés de dar esmolas ofereça um serviço,um trabalho para que abandone a vida de crimes. O livre arbítrio cada um usa como quer. Se o sujeito quer usar drogas o problema é dele e não da sociedade. Se eu ando de Porsche é porque eu me esforcei para que isso se concretizasse. Tu acha que vou vender o carro para,com o dinheiro,recuperar drogados,assaltantes e assassinos?

  • Juliana diz: 26 de maio de 2010

    É isso aí sr Gilmar,trabalhar para sustentar vagabundo não dá.Estes menores de 17 anos,11 meses e 29 dias tem é que trabalhar,pegar em uma enxada.Ou a piscina ia ficar lá pra bonito?Em vez do peixe limpo e frito deem pra estes “menorzinhos” uma vara de pescar,para … pescar.

  • Cleber diz: 26 de maio de 2010

    Que piada isso, querem dar o bom e o melhor para estes delinquentes, marginais de menor idade? Vamos parar com essa palhaçada gente, acordem para a realidade. Lugar de marginal é na cadeia independente da idade, até quando vamos permitir que eles se valham da idade para prejudicar pessoas de bem, que como nós acordamos cedo, trabalhamos mais de 8 horas por dia, pagamos impostos e não regalias que queriam prover a estes marginais.

    Quem se incomodar faça como bem disse o Gilmar, levem-nos para suas casas e deem boa vida para eles continuarem no crime, seus hipócritas!

  • Geruza Gabriel diz: 26 de maio de 2010

    Se as autoridades estão sem juízo, felizmente ainda resta um pouco à sociedade, as vítimas impotenciais dessa falta de juízo estatal. No mais, mansão para bandido, opa, quero dizer, menores infratores com piscina, jardim, lareira etc, belo incentivo a recuparação estão proporcionando para eles. Assim é que nunca mais largam o mundo do crime, opa de novo, quez dizer, o mundo dos atos infracionais.

  • João da Silva diz: 27 de maio de 2010

    Mais um exemplo de que no Brasil o crime compensa!

  • Junior diz: 27 de maio de 2010

    Absurdo, hipócritas. Vagabundos, marginais, qual será o próximo xingamento? Vocês não foram pra escola ou não aprenderam nada? Faltaram às aulas de história? Ou vivem em qual país? O que preferem: uma sociedade com prisões, violência, medo? Ou uma sociedade onde a educação seja alicerce da emancipação? Quanto mais prisão, mais crime, menos educação e mais medo. É isso que querem? Sociedade preconceituosa, ridículos, não é a toa que Tubarão está do mesmo jeito à mais de 30 anos, não cresce em nenhum aspecto. Marginal, é quem vive à margem da sociedade, são menores desprovidos de educação, saúde, moradia. Muitos cresceram passando fome, aprenderam a se virar na rua. Não tinham opção de ir pra escola. E ainda tem gente com cara de pau de chamar crianças de vagabundos. Enquanto isso, os verdadeiros bandidos, seguem numa boa, sustentatos por essa “opinião” tão firme no Sul do Estado. Bandidos soltos, crianças presas, é isso que queremos?

  • Juliana diz: 28 de maio de 2010

    Uma casa avaliada em R$ 1 ( um ) MILHÃO de reais , alugada por R$ 2 ( dois ) MIL reais ?

  • Pedro diz: 31 de maio de 2010

    Sei lá, o texto não diz a que veio. Sinto muito. Mas na minha interpretação, algo está fora de lugar nessa história: é comum vermos em Santa Catarina “figurões” tendo suas casas (ou mansões) alugadas aos governos estaduais e municipais, sem qualquer avaliação eou apreciação técnica. Apenas isso, o imóvel está lá, sem finalidade, daí o “figurão” se agarra com seu “administrador público-partidário” e arranja um aluguelzinho para, pelo menos, cobrir suas despesas de conservação: muitas vezes, alugam para um finalidade – necessária – e, antes de qualquer coisa, desviam a ocupação para outras benesses. Olho vivo!

Envie seu Comentário