Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Estaleiro no Rio?

24 de junho de 2010 15

Os entraves para a liberação das licenças ambientais de instalação do estaleiro da OSX, em Biguaçu, começam a gerar os primeiros ruídos na comunicação. Do Rio de Janeiro, vem a informação de que Eike Batista e o governador Sérgio Cabral estariam conversando para levar o estaleiro pra lá, segundo o colunista de O Globo, Ancelmo Gois.

Há os que acreditem tratar-se apenas da estratégia de pressão da empresa para que o Instituto Chico Mendes de Meio Ambiente dê parecer favorável ao empreendimento. Mas a simples possibilidade de perder um investimento de R$ 2,5 bilhões já mobiliza as entidades empresariais catarinenses.

O presidente da Associação Comercial de Florianópolis (Acif), Doremi Caramori, diz que a perda do estaleiro será um prejuízo, no mínimo, para as próximas três gerações de catarinenses.

A Fiesc também analisa a situação e o que fazer para impedir que uma simples possibilidade se transforme em fato consumado.

Oficialmente, a empresa nega qualquer possibilidade de transferência. Até uma reunião entre o governo do Estado e representantes da empresa aconteceu, hoje, em Florianópolis, para tratar das próximas etapas.

Mas quem conhece o empresário Eike Batista, garante: ele acredita que o ideal é investir em Santa Catarina, até com base no detalhado estudo encomendado pela OSX para a escolha do local. Só não abusem da paciência do sujeito. Agilidade é palavrinha carimbada no vocabulário de quem está entre as dez pessoas mais ricas do mundo.

comentários

Comentários (15)

  • Gunther diz: 24 de junho de 2010

    “só não abusem do sujeito…”
    Essa é boa, o cara vem para o nosso Estado querendo mexer no ecossistema local, da praia da daniela, para que?

  • XYZ diz: 24 de junho de 2010

    Nem deveria pensar em vir pra cá…
    Tá na hora dos catarinenses botarem na administração pública pessoas que sejam comprometidas com o desenvolvimento social, educacional, ambiental, esportivo…. e não com bandidos que acham que meia dúzia de emprego de escravo tenha que contentar o ser humano.
    Somos muito mais que isso, podemos muito mais que ficar soldando navio e plataforma de petróleo, basta nos dar oportunidade de cursar um bom ensino básico, viver numa sociedade segura e feliz, praticar esportes, ter boas universidades… aí sim.
    Achar que uma empresa que traga um número X de empregos seja salvação é caminhar pra trás…

  • Sandro Cardoso diz: 24 de junho de 2010

    É brincadeira, ó negócio é só dinheiro, investimentos para o estado e dane-se o meio ambiente ??????
    A natureza está mostrando que pode até demorar, mais uma hora ela cobra a conta e depois os “babacas” que só pensam em investimentos fazem cara de surpresa quando o mar avança e causa destruição, quando rios invadem casas, destroi cidades e aí ficam fazendo campanhas para ajuda aos desabrigados. bando de hipócritas !!!!!!

  • PAULO AFONSO DOS SANTOS diz: 24 de junho de 2010

    É incrivel, o Empresário escolhe Santa Catarina, para dar empregos para a população, e ficam fazendo boquinha por causa do meio ambiente. Daqui a pouco ele vai embora e ai ficam chorando nas pitangas.
    Muito me adimira o seguinte, quantos por ai a fora ficam estourando o meio ambiente, e ninguém faz nada.
    Tomara que ele escolha o Rio de Janeiro mesmo.

  • Tony diz: 24 de junho de 2010

    Mais uma vez Santa Catarina estará perdendo uma bela oportunidade de prosperar ainda mais, vítima da má administração, politicagem e xenofobia de alguns.

    A geração de empregos deveria ser bem vinda. Isso gera desenvolvimento social, educacional, esportivo e até ambiental quando bem administrados.

    Tenho certeza que a maioria dos que são contra sequer tomaram conhecimento do projeto. Se o projeto for viável ecológicamente, basta uma boa fiscalização por parte das autoridades responsáveis e supervisão da comunidade local.

    Já perdemos fábrica de automóveis por isso e agora se vai um estaleiro.

  • Ernani Pereira Filho diz: 24 de junho de 2010

    Tambem concordo com todos, bom ensino, melhor faculdade, e depois trabalhar em qualquer Onguinha, para enxugar gelo, e ou esperar repasse do Governo, olha não se esqueçam que o fundo do mar naquela area está contaminado com ARCENIO, então tudo que ali nada (peixe, camarão, golfinho, siri, e outros seres vivos) tambem estão contaminados, ou voçes não sebam ler, talvez sim pois o ensino que tiveram não foi de qualidade, moramos em uma região que nada pode, vamos viver e de bolsa escola/família e ou alugando casas, precisamos de empregos sim e de qualidade, com grandes empresas, ai sim teremos melhores escolas, melhor qualidade de vida, senão é trabalhar recebendo salário de fome.
    Pessoal vamos olhar outros paises com estes tipos de empreendimentos.
    Não vamos ficar só escutando gente de fora que somente estão aqui para aparecer.

  • euclides diz: 24 de junho de 2010

    É triste ficar na dependencia destes ecochatos que na maioria das vezes
    nem são de SC. vem para ca e se achan dono do estado emperando tudo
    tem que fechar estas arapucas que3 se intitulam Fatma Ibama e outros Ongs que só mamam nas tetas
    do governo. Fora com estes caras emperrar um empreendimento deste porte
    por meia duzia de caraguenjos e berbigão e dose pra mamute.Os empregos gerados não contam
    tambem para que o povo esta rico não lhe falta nada,caião fora cambada de Chatos.

  • Margorete diz: 24 de junho de 2010

    Com esta” administração exemplar”, tudo poderá em Santa Catarina. O festival de administração irregular ( Vide Shopping Iguatemi), vcs acham q. a Ftma não vai abrir as pernas? Pobre das nossas praias catarinenses. Imaginem um vazamento de petróleo como aconteceu no México. Nem o Obama conseguiu fazer alguma coisa. Dá para imaginar no Brasil? Vcs. sabem como o Sr. Eike ficou rico? Ah, vcs não sabem? Então, leiam quem foi o pai dele…Ministro do quê????? MINAS E ENERGIA – do governo?????
    Ó…povereto…
    A ex-mulher dele ( sra. Luma), fez um “puxadinho” na casa dela, invadiu a mata atlántica, no Rio de Janeiro, e o que aconteceu???? A imprensa fez um alarde…e acabou ficando por isto mesmo.
    Pessoal, se liguem…
    O futuro dos filhos deles está garantido, e o de vcs???? Santa Catarina é turismo puro.

  • davi diz: 24 de junho de 2010

    existem varios outros lugares com estaleiros diversos,estas cidades nao mudaram nada porcausa desse investimento,mas sim estao cheias de problemas e aind apor cima poluidas

    quem ai acha que um estaleiro de nao sei quanto bilhoes vai resolver alguma cois apor aqui,esse dinheiro todo nossos governantes robam todos os anos e nao vai ser um estaleiro que vai recuperar alguma coisa,temos que por politico ladrao na cadeia que vai sobrar dinheiro pra investimento…

  • almanaque do roberto diz: 24 de junho de 2010

    Os novos investimentos devem espalhar a produção naval pelo País, hoje concentrada no Sudeste. Até meados do ano passado, metade da mão-de-obra atuante na indústria naval estava localizada no estado do Rio. “Os investimentos anunciados para os próximos anos apontam para uma maior desconcentração geográfica da produção, o que certamente trará impactos positivos para o País, mas incertos do ponto de vista microeconômico”, assinala o estudo Perspectivas do Investimento em Mecânica, elaborado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) em parceria com a Unicamp e o BNDES. O levantamento faz parte do projeto-PIB, mapeamento completo sobre a indústria brasileira.

    http://www.mpbfm.com.br

  • ton diz: 24 de junho de 2010

    Que povo ignorante.
    Voces tem mais e que comer esses caranguejos contaminados p/aprender.
    Este estaleiro ira gerar muitos empregos e tiraria muita gente desse lodo

  • hugo maia diz: 24 de junho de 2010

    Senhores daqui a muito pouco tempo vamos retornar ao escambo !!!! Eu tenho uma melancia e troco por cinco laranjas !!! É o que quer essa porcaria “o que isso faz?” de ICMBIO, sei la do que. Eles vivem embargando tudo na vida! Sera que ficam felizes por retroceder o desenvolvimento da um estado de uma regiao metropolitana que necessita seriamente de empregos e investimentos ??? E o pior, o estaleiro vai pro RIO DE JANEIRO. Claro eles tem visão de futuro, nao sao como nós um estadinho atrasado, de pensamento pequeno….

  • Digo Mesmo diz: 24 de junho de 2010

    Tem mesmo que ir para o Rio de Janeiro, para os alternativos, fumadores de maconha, pararem de encher o saco das empresas.

  • Tony diz: 24 de junho de 2010

    Mais interessante do que o post é como as opiniões são discrepantes. Ou oito ou oitenta e os absurdos que se fala, onde me incluo.
    Como disse um colega leitor, a indústria naval está concentrada na região sudeste, mais precisamente em Niterói, cidade com um dos melhores IDHs do país.
    Concordo que a instalação de uma indústria desse porte vai trazer junto alguns problemas, entre eles delinquencia e violência, mas se a implantação for bem coordenada e estruturada os benefícios gerados podem ser maiores do que os problemas causados com implantação de escolas, quadras esportivas, esgotos sanitários, calçamento.
    No quesito ecologia, o Brasil tem uma legislação moderna e dura. Se a empresa não cumpri-la aí sim teremos o direito de baixar o cacete nela e fazer cumprir a legislação através de multas e até fechamento.
    Outro diz que os impostos gerados pela indústria do Eike não vão adiantar nada porque os governantes vão roubar. Quem botou o governante ladrão lá? Fomos nós mesmos, através do voto, então vamos corrigir e não votar reeleger os inescrupulosos.
    Outra chegou ao absurdo de falar em vazamento no México que o Obama não conseguiu dar jeito. Estamos falando de indústria naval e não de perfuração de poço petrolífero. Só emendando, o vazamento foi no Golfo do México na costa dos ESTADOS UNIDOS, por isso o Obama. Se fosse no México seria problema do Calderón.
    Chegam a falar de trabalho escravo. Será que uma indústria dessas não vai andar redondinha assinando a carteira da galera conforme CLT? Será que não existe sindicato? Que absurdo.
    Vamos deixar de ser retrógrados.
    Biguaçu não vive de turismo, quem vive mal do turismo é Floripa, onde todo mundo faz puxadinho na mata atlântica e se for o vizinho amigo, todos fingem que não viram. Só porque a ex do cara é a ex a imprensa cai de pau pq fez o puxadinho.
    Estamos falando em um investimento enorme, talvez superior ao orçamento do próprio município, que geraria 3500 empregos diretos durante a construção e 4000 após a inauguração, ou seja, os operário da construção já ficam por lá. Não vai ter leva de desempregados como aconteceu na contrução de Brasília.
    Serão 4000 empregados diretos, isso deve dar mais uns 2000 indiretos. Total 6000 empregados com carteira assinada pagando impostos. Com seus dependentes, umas 20.000 pessoas vivendo dignamente.
    Só porque o cara é rico todo mundo começa a sentar o cacete nele? Se eu tivesse a grana que ele tem certamente não estaria pensando em novos empreendimentos.
    Temos que tirar o chapéu para os empreendedores. Se é filho do Elizer Batista, que foi ministro das minas e energia no governo militar e posteriormente presidente da Vale e o pai deu alguma força politica ou estratégica, até concordo que não é legal apesar de nunca ter aparecido nenhum escândalo sobre ambos, mas quantos filhos saberiam aproveitar essa oportunidade?
    Não estou defendendo-o, não o conheço, mas acho que antes de rechaçar o projeto a população de Biguaçu deveria ter sido consultada através de plebiscito se quer ou não o estaleiro lá, desde que cumpra todas as regras ecológicas e que essas regras não mudem no meio do caminho. No lugar deles vcs teriam coragem de se estabelecer aqui?

  • Daniel Ramos de Oliveira diz: 26 de junho de 2010

    Acredito que o Meio Ambiente tem de ser levado em cosideração,mas ele não pode ser utilizado de forma alguma como um artificio para impedir que um empredimento como este Estaleiro,não seja instalado em nosso Estado,é bom lembrar que nós Catarinense já perdemos muitas coisas,e não poderemos de forma alguma perde este grandioso empredimento,que vai ajudar toda a Economia Catarinense.Acredito que as questões Ambientes de forma alguma pode ser uma forma de entrave para este empredimento,e quem acha que ele não deveria ser instalado aqui,é porque não tem VISÃO de futuro,e dos beneficios que o mesmo irá trazer para todos os Catarinenses.

Envie seu Comentário