Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Floripa pode receber seleções em 2014

29 de junho de 2010 6


A Match Service, empresa responsável pelas acomodações durante a Copa do Mundo da FIFA, anunciou que Florianópolis foi uma das cidades escolhidas para ser “Team Base Camp”, ou seja, a cidade será anfitriã de, pelo menos, uma seleção estrangeira de ponta para o Mundial de 2014.
O projeto de candidatura da Capital como “Team Base Camp” foi desenvolvido pela Setur e encaminhado à Fifa e ao Comitê Organizador para Cidade-Base no mês de abril. A intenção da prefeitura é hospedar pelo menos uma seleção de ponta, receber sua torcida e a imprensa internacional durante um período de 15 a 30 dias.
A Setur justifica esta iniciativa com o exemplo dos Estados Unidos na Copa da África do Sul, onde foram confirmados mais de 25 mil turistas americanos para acompanhar a seleção. O secretário executivo de Turismo da Capital, Homero Gomes, acredita que a cidade poderá receber até duas seleções de ponta, significando um fluxo de 30 a 50 mil turistas estrangeiros que, via de regra, hospedam-se na mesma cidade.

comentários

Comentários (6)

  • João Augustin diz: 29 de junho de 2010

    Acho (opinião pessoal) que Florianópolis não deveria se rebaixar agora e aceitar “restos” da Copa 2014 que a FIFA quer dar para a cidade.

    Já que não fomos contemplados sendo uma das sedes, a FIFA quer fazer um agrado com Florianópolis dando presentinhos de R$ 1,99.

    Creio que somos muito mais para aceitar isso da FIFA.

  • almanaque do roberto diz: 29 de junho de 2010

    Os árbitros brasileiros que atuaram em Mundiais foram:

    1930 – Almeida Rego;
    1950 – Mário Vianna, Mário Gardelli e Alberto Malcher;
    1954 – Mário Vianna;
    1962 – João Etzell Filho;
    1966 – Armando Marques;
    1970 – Ayrton Vieira de Morais;
    1974 – Armando Marques;
    1978 e 1982 – Arnaldo Cezar Coelho;
    1986 – Romualdo Arppi Filho;
    1990 – José Roberto Wright;
    1994 – Renato Marsiglia e Paulo Jorge Alves;
    1998 – Márcio Rezende Freitas e Arnaldo Pinto;
    2002 – Carlos Eugênio Simon e Jorge Paulo Gomes;
    2006 – Carlos Eugênio Simon, Aristeu Leonardo Tavares e Ednilson Corona
    2010 – Carlos Eugênio Simon (auxiliares Altemir Haussman e Roberto Braatz)

    http://www.globofm.com.br

  • Carlos diz: 30 de junho de 2010

    Depois de perder o estaleiro do Eike Batista, a única coisa que resta é realmente o resto….!
    Uma cidade que não esteve preparada para receber um investimento do porte que estava sendo previsto, tem mesmo que ficar com a esmola de sediar uma seleção….e está mais do que bom.

    Uma vez o ZERO da BR101…..sempre será o ZERO !!!

  • Alexandre diz: 30 de junho de 2010

    É só o que esse estadinho merece mesmo… Ser dormitório de seleções e criatório de marisco pra manezada! Triste!

  • Amaro Juvenal Neto diz: 3 de julho de 2010

    bã guris, vocês só podem ser daquele lugar ao norte do Uruguai. E minha pergunta é: se aqui é tão ruim e provinciano, o que estão fazendo que não pegaram a cuia e o chimarrão para voltar ao pago? Floripa que deveria receber jogos, ao menos, deverá hospedar sim seleções. Aqui tem hotéis e belezas que Porto Alegre e Curitiba não tem.

  • Eduardo diz: 7 de julho de 2010

    Deixa eu ver se entendi a logica. Se a seleção da Alemanha ficar em Floripa , termos 50 mil turistas aqui ?

    Que bobagem…

    Se tivermos 50 mil turistas por aqui na epoca da Copa será por vários motivos , mas nunca porque uma seleção ficou aqui.

Envie seu Comentário