Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Diretora do Ipuf é exonerada

16 de julho de 2010 21

A diretora de Planejamento do Ipuf, Maria Cristina Piazza, foi exonerada do cargo pelo prefeito Dário Berger. O motivo seria um convênio assinado no início do ano, entre o município e o instituto DiverSCidades, presidido pela própria Piazza, para elaboração do projeto de recuperação da antiga Câmara de Vereadores, na Praça XV de Novembro.

O projeto estava orçado em R$ 25 milhões e consta, no acordo, o repasse de 10% para o DiverSCidades, a título de contrapartida, valor equivalente a R$ 2,5 milhões. As ex-diretora está viajando e o assunto ainda é tratado com reservas na prefeitura de Florianópolis. Mais detalhes em breve.

comentários

Comentários (21)

  • Maria Aparecida Nery diz: 16 de julho de 2010

    Ao Cártório Farias, sindicar os documentos do instituto DiverSCidades! Aposto como o que se vai descobrir é que é mais uma ONG, como tantas outras, de meia-dúzia de mebros, com diretoria (distribuida entre familiares) estatutariamente “não remunerada”, mas sob medida para abocanhar essas “contrapartidas” em convênios com órgãos públicos onde o “presidente” da entidade tem trânsito em boas oportunidades… O convênio de R$ 2,5 milhões já está firmado há meses e já tem gente viajando por conta, mas até o site da ONG virtual ainda está “em construção”!

  • ÁRVORETONE diz: 16 de julho de 2010

    ISSO ESTÁ CHEIRANDO A ÁRVORE DE NATAL COM TRILHA SONÓRA DO ANDREA BOCELLI…

  • Emidio Jr. diz: 16 de julho de 2010

    Exonerou é ? Com certeza, o instituto em questão não faz parte do Holding da família Berger. Dário, o prefeito ausente, digo sumido, poderia aproveitar e exonerar todos os envolvidos no esquema “ainda não explicado” da (do) ZONA Azul.

  • FÉRIAS!!! diz: 16 de julho de 2010

    ACHEI QUE O PREFEITO DÁRIO BERGER ESTIVESSE DE FÉRIAS!!! É PORQUE…???… O PREFEITO SIMPLESMENTE DESAPARECEU NEM EM SAMBAQUI ELE VEIO MAIS! MAS QUANDO VIER VENHA DE 4X4 OU LANCHA OU NÃO VENHA NUNCA MAIS!!!

  • Arthur diz: 16 de julho de 2010

    Esta gente com sobrenome de ex-vereadores vive sendo aquinhoada com coisas deste tipo, e o nosso dinheiro indo pelo ralo.Isto é uma vergonha.Exoneração é só o começo.E o BO na polícia, onde está? E o Ministério público que “procura” justiça a favor da comunidade, onde está?? E dá-lhe ONGs, uma metáfora para o roubo.
    Em outro plano,os índios foram aquinhoados com a Raposa serra do sol, uma área enorme e são “apoiados” por ONGs estrangeiras e pelo govêrno Federal, porisso não trabalham.No futuro próximo estas ONGs estarão lá,roubando os recursos minerais pois índio que não trabalha vai vender árvore centenária e riqueza de sub-solo.Aliás, índio nunca trabalhou.Quem trabalha mais um pouco é a índia. É um caso sério e de polícia.
    Aliás, voltando à terrinha, quantos médicos e dentistas da Secretaria de Saúde do município de Florianópolis são concursados.Atenção, tem vereadores colocando seus protegidos nesta e em outras secretarias e os concursados ,até o primeiro colocado, não foram chamados.Uma vergonha, presidida pelo Dário Berger que, quando prefeito em São José, fez concurso público mas se reservava o direito de escolher quais seriam chamados sem respeitar a ordem de aprovação.
    Uma vergonha!! Procurem nas secretarias e descobrirão quais foram colocados por quais vereadores.Todos têm rabo preso.Uma verdadeira quadrilha, como sempre.Não vamos reelegê-los para que trabalhem uma vez na vida. E quanto às ONGs, tem muitas atuando em todos os escalões das administrações.TODAS ENVOLVIDAS com vereadores, deputados estaduais ou federais e senadores ou ainda ministros ,assessores, e funcionários menos graduados. Um descalabro. Pior, só a FIFA.

  • silverio diz: 16 de julho de 2010

    Este sobrenome não me é estranho! Na minha cidade, antigamente chamava-se: LADRA, LADRONA, SAFADA, BANDIDA. Mas, como hoje em dia é normal o povo pagar a conta dos bandidos, logo, logo ela estará nas colunas sociais fazendo “filantropia” com MEU dinheiro. Além do mais, se tivessemos um governo presente, muitas coisas “estranhas” não estariam acontecendo.Mas, como tudo é dividido($$$), NADA SEI, NADA VÍ.

  • Ernani Pereira Filho diz: 16 de julho de 2010

    Exonerou porque? Vamos analisar outros problemas deste IPUF, tem varios, a começar pela incompetencia em regulamentar o transito na capital (ex. LOMBADA em uma curva, defronte a loja da BMW no estreito, lombada na subida da Ivo Silveira) num pais sério isto já seria motivo para demissão em massa do orgão que efetua uma burrice destas, é só andar na cidade que veremos inumeras falhas de sinalização, e outras, mais voltando ao assunto, aqui tudo pode quando é para benificiar (alguns politicos) enquanto quando é para o povo…olhem a justificativa do Biolago norte americano sobre a os golfinhos (botos), os daqui disem que vão morrer etc. realmente nossa cidade é o ZERO da 101, nada pode, isto serve para acobertar as tramóias publicas, e olha que tem um monte(M), vamos crescer e não encolher, logo será conhecida como a cidade do Já Teve…Boa Noite

  • helena diz: 16 de julho de 2010

    ela esqueceu que só o hiper mega prefeito é que pode “desviar” dinheiro. Daí ele (o prefeito) ficou com inveja dela e por isso a demitiu…

  • rogerio diz: 16 de julho de 2010

    Este fato não é um caso isolado. Isto acontece todas as semanas em todo o país.
    Isso reforça a idéia do motivo da perpetuação nos cargos públicos (ou no poder) ou seja, tirar beneficio pessoal. Fácil perceber o monopólio em serviços como estacionamentos, coleta de lixo, concessões as mais diversas, etc.
    Interessante que a Receita fica de olho nos profissionais liberais mas a riqueza acumulada pelos políticos passa despercebida. Sabem daquele garçom de Balneário Camboriú que em poucos anos se descobriu um emprésário de sucesso além de grande político?…

  • Paulo diz: 17 de julho de 2010

    Mais um caso … mais uma “cabra expiatória”. E de que é a culpa? Do povo que elegeu o Ilmo. Sr. Dário Berger, prefeito de “grife”, “importado”, mas que na prática se revela como mais uma político profissional (faz da política profissão, para fazer fortuna e perpetuar seu império financeiro). No país do futebol, do povo pacato, que não se revolta com nada, é assim. Daqui a pouco todos esquecem, e o Sr. Dário continuará a alçar vôos mais longos na política, pois tem o “perfil ideal” para integrar as bancadas do congresso e senado federal … quem sabe até ser um dos líderes das maracutaias.

  • Martha diz: 17 de julho de 2010

    Então a Professora Cristina tá passando a mão do dinheirinho do povo. Bom, creio que todo mundo sabe que algo assim não se faz sozinha, então porque não verificar quem indicou a Sra. arquiteta ao Ipuf. Ah, lembrei! Foi o Super Secretário de Dário Berger o engenheiro José Carlos Rauen. Ah tá explicado então porque, nessa sexta feira, o Secretário Rauen levou rapidinho o braço direito da Sra. Cristina para a sua Secretaria (SMTU) (ela já era contratada por lá mesmo). O braço direito da Sra. Cristina é a tbém professora e arquiteta Tatiane Passos que estava trabalhando no IPUF até essa sexta. Ah e essa Tatiane tbém faz farte desse Instituto DiverSCidades. Se pesquisar bem vão encontrar mais nomes de pessoas conhecidas que mamam do dinheiro público através desse Instituto de nome “politicamente correto”.

  • paulo de souza diz: 17 de julho de 2010

    essa senhora não é sobrinha do ex-governador? verifiquem que vão levar um susto….

  • Carlos Amancio diz: 17 de julho de 2010

    Sr. Martini, o mais estranho de tudo é que a ONG (na verdade uma OCIP) foi criada no dia 30 de outubro do ano passado e já assinou um acordo milionário como esse!!!!!

    parabéns pelo tarbalho.

  • João Da guimar diz: 17 de julho de 2010

    Essa vergonheira tem que ir para a Justica atraves de uma Acao Popular. Alias, mais uma contra essa “PESTE” e o super secretario Rauen. Coitado do Sindicato dos Engenheiros tendo isso como Diretor.

  • Fernando diz: 18 de julho de 2010

    Fazendo um resumo para o Ministerio Publico dos comentarios acima: a OCIP foi criada em outubro de 2009 e ja esta com este acordo milionario; o Secretario Rauen levou sua (da ex-diretora)assessora Tatiane (opa nao seria cumplice?) para a SMDU, porque hein Ministerio Publico? nao esta dando sinais claros de envolvimento tambem?; Ela e sobrinha do ex governador, e na equipe do Prefeito da cidade, quer dizer nao nega a Quadrilha a qual pertence. O dinheiro e de origem federal, uma vergonha para a cidade esta roubalheira mais uma vez (alias sao inumeros golpes) na atual administracao e seus comparsas. Foi lembrado nos comentarios acima tambem o esquema zona azul, que empresa Estaciona Facil e esta que surgiu do nada? (Acorda pra cuspir Ministerios Publicos Federal e Estadual!)
    Alias lembrando que o outro diretor do IPUF foi exonerado recentemente por praticar falcatruas de igual quilate, entrou pobre saiu rico. A comecar pelo chefe ate os subordinados sao feitos da mesma especie de materia-prima.

  • Helena diz: 18 de julho de 2010

    Martini, favor publicar panfleto de nosso movimento em defesa do legítimo desenvolvimento sustentável da grande Florianópolis:

    ABAIXO A ECOLOGIA NO TERRENO DO VIZINHO!!

    Nos últimos anos, a região da Grande Florianópolis vem sofrendo ataques e achaques por ecoterroristas, ecoxiitas, ecochatos, ecohistéricos, biodesagradáveis, anarquismo verde, enfim, a chamada “máfia verde”.

    Muitos vociferam em nome de ONGs de fachada, entidades comunitárias irregulares e “fóruns” sem personalidade jurídica. Esses bravateadores formam claques, autodenominam-se “representantes” da população, ocupam os mais diversos espaços públicos para decidir o futuro das cidades e a vida do cidadão de bem. Muitas dessas entidades não prestam contas da verba que recebem, às vezes, pública. Também não apresentam sua lista de filiados ou associados, pois sequer possuem registro de seu Estatuto conforme previsão legal. E mais: muitas delas encontram-se locadas em áreas de ocupação irregular ou até de preservação permanente. E ainda: muitos de seus diretores ou aqueles que se intitulam líderes comunitários ou ambientalistas moram em áreas de preservação permanente ou limitada, não possuem “Habite-se” geral, tampouco o específico da fossa séptica. Mas, pasmem, querem ditar as regras para a população, pois consideram que sua moral é melhor que a dos outros. Ao invés de legítima representatividade, o que eles têm é legítima moral de cuecas. Ou melhor: é a legítima “ecologia no terreno do vizinho”.

    O movimento ecoxiita atingiu seu auge, quando, recentemente, uma entidade comunitária, com endereço em cima das dunas dos Ingleses (a conhecida favela do siri em área de preservação permanente) requereu ao Ministério Público Estadual “explicações” sobre um projeto de teleférico entre Ingleses/Santinho (Inquérito Civil 06.2010.002789-6).

    É sabido que os países do Primeiro Mundo, os quais se recusaram a assinar o Protocolo de Kyoto, não tem o menor interesse no progresso sócio-econômico de países como o Brasil. É a chamada reserva de mercado e de mão-de-obra barata. E o movimento ecoterrorista, não poucas vezes financiado com verba internacional, presta-se a criar obstáculos ao desenvolvimento sustentável pretendido pela nossa Nação.

    O mais escabroso é o método: ao mesmo tempo em que atacam os países “imperialistas”, por debaixo dos panos, fazem seu jogo.

    É por isso que cidadãos de bem da Região da Grande Florianópolis vem se organizando no sentido de desmascarar a falta de legalidade e de legitimidade de entidades e indivíduos ligados à “máfia verde” do atraso. Una-se a nós: denuncie-os, combata-os.

    Movimente-se, participe:

    Fórum em Defesa do Desenvolvimento Sustentável da Grande Florianópolis – o legítimo:

    pelos morros, mangues e dunas livres, contra a ocupação irregular e em prol da valorização das regras dos Planos Diretores em vigor e do “Habite-se”; contra projetos de leis ORDINÁRIAS de denominação de servidão clandestina; em prol da rede coletora de esgoto;
    em defesa do Estado Democrático de Direito e contra a máfia verde. Pela criação de um Observatório da Insegurança Jurídica de Florianópolis!

  • joao da guimar diz: 18 de julho de 2010

    é sobrinho do ex-governador Luiz Henrique da Marlene Rica. Eta familia! E agora MPE? Será mais uma de improbidade administrativa? Cadeia para todos ! O pior é que perseguia os empregados do IPUF se fazendo de séria. Ela e o morto Michel Curi. Que Deus não o tenha.

  • paulo de souza diz: 18 de julho de 2010

    esqueceram de outro integrante da “equipe de confiança” do engenheiro Rauen no IPUF. Responde pelo codinome de “Professor”. Quem será? É mau carater e não é da cidade! É melhor também levá-lo rápidinho para a Secretaria porque vai estourar uma “bomba” que o envolve ! Aguardem….

  • Renato B. diz: 18 de julho de 2010

    E a bandida foi exonerada mas ja estava gastando o dinheirao por conta pois a ex-diretora encontra-se na China divertindo-se a valer por conta dos `esquemas desonestos` que estava aprontando, pois nem projeto a sua ocip (criada recentemente) teria o trabalho de fazer pois este Projeto de Reforma da Casa da Camara ja esta pronto na PMF e foi encomendado e pago tempos atras por esta mesma administracao. Ela tem este projeto anterior em seu poder. A palavra roubo nao caberia a este caso, prezado MINISTERIO PUBLICO CADE VOCES?!?!?!?!

  • Renato B. diz: 18 de julho de 2010

    MPE: Apurar se as diarias de diretora das ferias na Europa e na China da meliante ex-diretora nao estao sendo pagas pela PMF o que e probabilissimo porque este `staff` pertencente a esta administracao atual da cidade apenas ai esta com a mentalidade de se apropriar dos bens publicos, por isto a cidade encontra-se neste nivel de destruicao e abandono.

  • desmanch diz: 19 de julho de 2010

    E não será iniciado de pronto um inquérito administrativo e uma ação penal? Tem mais gatos nessa tuba? Esse troquinho extra da co-participação e as sobras de possíveis superfaturamentos da restauração para onde iriam? Não era para vazar a trambicagem?

Envie seu Comentário