Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Hercílio Luz: leitor rebate Amyr Klink

15 de agosto de 2010 8

De: Paulo Roberto Fagundes de Freitas (assinante DC)

Para: Rafael Martini

Sobre a nota contida na coluna Visor do DC de sábado (dia 14) — Abaixo A Ponte — registro que o senhor Amyr Klink perdeu uma grande oportunidade de ficar com a boca bem fechada, evitando manchar sua biografia com comentário tão impróprio, inoportuno e mesmo ofensivo à comunidade florianopolitana, senão catarinense.

Chamar a Ponte Hercílio Luz de velharia é demonstrar profunda ignorância sobre a história de Santa Catarina e do país e sobre a importância desse monumento histórico e representativo do desenvolvimento social, político e econômico da Capital dos catarinenses. Seria o mesmo que propugnar por “botar abaixo” (na expressão grosseira do senhor Klink) “velharias” como a Estátua da Liberdade, a Torre Eiffel, a Ponte do Broklyn, a Torre de Londres, a Estátua do Cristo Redentor, as Muralhas da China, a Estátua do Laçador, a Ponte Elevadiça do Guaíba, e tantas outras obras de arte que marcam a história, as tradições, enfim, a vida dos diversos povos e nações.

Não menos estranho é o comentário desse colunista quando registra: “Há algum tempo, tal declaração soaria como heresia”. Meu caro jornalista, SOARIA NÃO……SOOU, e bem alto, como uma grande, ofensiva, despropositada HERESIA contra a sociedade de Florianópolis e a todos os catarinenses e brasileiros comprometidos com a história de seu Estado e país, assim como qualquer povo civilizado! Se tal não aconteceu com o senhor, nem com a editoria desse jornal, talvez se deva – e é compreensível- às suas origens diferentes de nossa terra e como tal, sem aqueles comprometimentos sentimentais, tradicionais e mesmo culturais com nossas coisas e nossa gente! Mesmo assim entendo que ao registrar tão nefasto acontecimento, o senhor poderia ter poupado os nativos de afirmações tão antipáticas, achando que nos dias atuais as observações do senhor Klink seriam aceitas naturalmente! Nem ontem, nem hoje, nem nunca!!!

E, não é demais perguntar: no que nossa querida ponte atrapalha a vocação náutica da ilha? E, que comentários internacionais são esses ? À respeito de que ? Afinal, ficou a dúvida e é preciso esclarecer!! E mais : qual autoridade que tem o senhor Klink para envolver-se no tema – Reforma da Ponte Hercilio Luz? Qual a contribuição, apoio,incentivo, envolvimento desse senhor com as coisas e acontecimentos de nossa ilha? Pelo que me consta, não lembro de nada que relacione esse cidadão com nossa cidade! Ele que vá cuidar de suas atividades esportivas em Parati, e já estará contribuindo bastante com seu País!

“NÃO VÁ O SAPATEIRO ALÉM DAS CHINELAS”

Paulo Roberto Fagundes de Freitas

Assinante DC

comentários

Comentários (8)

  • Osni Dutra diz: 15 de agosto de 2010

    Sr. Paulo, PARABÉNS, perfeita sua resposta.

  • Cesar Valente diz: 15 de agosto de 2010

    Martini: tenho a impressão que esse comentário atribuído ao Amir Klink é mais um daqueles textos que circulam por e-mail, cuja autoria se atribui a alguém famoso para tentar dar-lhe alguma credibilidade. Não acredito (embora as pessoas nos decepcionem frequentemente) que ele tenha dito ou escrito tal coisa. Nao faz sentido colocar a Hercílio Luz como impecilho à navegação, se temos duas pontes de concreto que são, essas sim, os verdadeiros obstáculos. Durante décadas, enquanto circulavam navios nas baías da capital catarinense, a ponte pênsil sempre permitiu a passagem. E os navios mais modernos e maiores, teriam primeiro que vencer o grande obstáculo do assoriamento do canal, que os impede de chegar perto da ponte. E aquela urgência demolitória também é inconsistente com o modo do Amir Klink conduzir suas observações. Definitivamente, de todos os obstáculos humanos e naturais à navegação, a ponte Hercílio Luz é o menos grave.

  • angela silveira diz: 15 de agosto de 2010

    O SR. Amir tem os motivos dele. O meu é de REVOLTA com essa MAMADEIRA que não acaba NUNCA. Vão gastar mais uma fortuna para reformar e certamente só vai servir para olhar. O dinheiro que já gastaram nela durante anos daria para comprar pelo menos mais duas novas.
    Concordo com o SR. Amir, deveriam colocar abaixo e mandar fazer uma igualzinha NOVA que sairia mais BARATA e FUNCIONARIA. Tem muita gente ENRIQUECENDO COM ESSA PONTE e vão continuar . VIROU TETA. PAVAN está gastando novamente uma FORTUNA( Ssuperfaturando) prometendo que será usada novamente. AH!AH! AH!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Depois me contem.

  • Juliana diz: 16 de agosto de 2010

    Admiro todas as “velharias”que nos remetem a história de um povo,de um país ou mesmo de um continente. e que são realmente lindas.
    Nossa Ponte Hercílio Luz é uma delas,não canso de admirá-la.Parabéns pelo comentário,sr Paulo Roberto.Tem muita gente de fora querendo estragar nossa paisagem,queimar nosso filme.

  • Gustavo Linhares diz: 16 de agosto de 2010

    Nefasto o comentario do Klink, nao precisava….. e esta angela silveira pelos seus comentarios se mostra uma idiota, e com certeza deve ser mais uma forsateira q se acha a dona da ilha, te manbca o ZÊMULA!!!!
    E o Almir deveria dar outra viagem pelo atlântico quem sabe o barco afunda…..

  • angela silveira diz: 16 de agosto de 2010

    Gustavo, IDIOTA É VOCE.
    Cada um tem o direito de pensar e dizer o que quer sem ser mau educado e grosso. Cada um mostra a EDUCAÇÃO que tem.Sou da ilha e acho que voce é da turma que MAMA o dinheiro da ponte ou algum parente seu.
    GROSSO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Andre Freyesleben diz: 19 de agosto de 2010

    Sou nativo da Ilha, tenho orgulho e admiração pela ponte, MAS, a que se pensar DESPOJADA E SERIAMENTE sobre ela. TODAS (construídas com a mesma tecnologia da época, sem excessão, DESABARAM ou foram desmontadas!). Então, será mesmo que foi a melhor escolha optar pela restauração? ESTA TOMADA DE DECISÃO DEVERIA TER SIDO TOMADA DE MODO ABERTO, TRANSPARENTE, ESCUTANDO AUTORIDADES AO REDOR DO MUNDO (e a maioria, técnica e racionalmente, recomenda a desmontagem…) ENTÃO, MAIS UMA VEZ, FICAMOS NÓS, sem saber no fundo, se esta foi a melhor opção! PARA OS POLITICOS FOI! pois é uma teta sem fim….E PARA NÓS FLORIANÓPOLITANOS??? Pois, ela será eterna? A FISICA, EM SEU CAPÍTULO, RESISTÊNCIA DOS MATERIAIS, diz que não….
    É um assunto polêmico, realmente, pois todos adoramos e estamos acostumados com sua presença…MAS, E PARA AS FUTURAS GERAÇÕES, SERÁ A MELHOR OPÇÃO? E mesmo para a nossa geração? Será que ela não pode cair, catastróficamente ceifando um monte de vidas? Se outra, nova fosse construída, essa hipótese estaria praticamente descartada! Optou-se pela manutenção eterna do risco! E PELO ETERNO RIO DE DINHEIRO que exigirá (e vêm exigindo) SUA MANUTENÇÃO!!!!

  • Andre Freyesleben diz: 19 de agosto de 2010

    Isso pra não falar da área de entorno prevista em lei (no tombamento), que deveria ser demarcada fisicamente e respeitadas as restrições previstas…

Envie seu Comentário