Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de agosto 2010

Quem ganha com as cadeirinhas?

31 de agosto de 2010 5

A partir de amanhã, crianças de até sete anos e meio não podem mais andar de carro, caso não estejam presas em uma cadeirinha de segurança no banco de trás. Concordo, apoio e sigo a determinação ao pé da letra. Tenho duas filhas: uma de um ano e meio e a outra de sete anos. Ambas têm seus respectivos lugares, uma com a cadeirinha e a outra com o cinto devidamente adequado a sua altura. Não vejo isto como uma obrigação. É questão de segurança. Ponto.

Mas e quem não pode desembolsar os tais R$ 250 para comprar e equipamento, como é que fica? Isto para falar, digamos, só nos mais em conta. Alguns chegam custar R$ 2,5 mil. Não é o preço que incomoda. É a certeza de que, mais uma vez, alguém está ganhando, e muito, com esta história toda. Lembram da obrigatoriedade das caixinhas de primeiros-socorros nos veículos? O que se vendeu de esparadrapo, gaze e tesourinha foi uma enormidade. Será que salvaram alguma vida? Tenho minhas dúvidas.

Mas o que ainda causa mais indignação nesta história toda é o total descaso com as crianças que utilizam o transporte coletivo. Elas não andam de ônibus porque querem. Mas por não terem outra alternativa para ir à escola. Como é que elas ficam? Será que vão ganhar algum dispositivo que aumente a segurança dos que andam espremidos entre dezenas de adultos, sem ter sequer onde se segurar para não cair a cada freada do motorista? Acho pouco provável? Talvez não representem um nicho maduro, como diriam os especialistas em marketing. Traduzindo: eles não representam juros e dividendos. As cadeirinhas sim…

Granada é entregue ao exército

30 de agosto de 2010 0

A granada encontrada neste final de semana na região do Rio Bonito, em Pirabeiraba, Joinville, foi entregue ao Exército. A polícia suspeita que ela pertença ao fugitivo Paulo “Tutancamon”, suspeito de matar o delegado de Pontal do Paraná, José Antônio Zuba de Oliva, 47 anos. O artefato seria de fabricação argentina e muito usada no Rio de Janeiro _ local de onde Tutancamon seria, sem contar no seu envolvimento com o Comando Vermelho e por ter passagem no presídio Bangu 4.

Entre a Serra, o Litoral e o Planalto

30 de agosto de 2010 1

Por favor, alguém pode avisar aos senhores marqueteiros dos candidatos que a campanha é para GOVERNADOR do Estado de Santa Catarina? Eles insistem em só mostrar o que fizeram nas respectivas prefeituras da Serra e da Capital. Aliás, sempre as mesmas coisas. Os depoimentos, repetidos. Não se discute a importância dos projetos. Tanto que renderam títulos de melhor administrador do país para ambos. Só que é hora de avançar. Porque se viu muito pouco, ainda, para justificar a escolha por A, B ou C, mais preocupada em mostrar sua atuação em Brasília. Prezados, que tal botar o pé no chão? Quais as propostas objetivas para a Segurança, Saúde, Educação, Infraestrutura. Vamos lá, senhores candidatos. Só resta mais um mês. É com vocês…

Dá pra tomar uma Kaiser antes?

30 de agosto de 2010 2

E já que hoje é segunda-feira, segue uma breve divagação sobre o tempo. Não do clima, mas do relógio mesmo. Amanhã termina agosto, o mês do cachorro louco, como diziam antigamente. Estamos em setembro. Daqui a 15 dias, quase todos os mortais terão quatro dias de folga para curtir o 7 de setembro. Sim, por aqui será feriadão mesmo, já que o governo do Estado decretou ponto facultativo para os servidores públicos, na segunda-feira, dia 6. União e municípios, claro, devem seguir pelo mesmo caminho. Afinal, fazer o sujeito trabalhar um dia para depois folgar novamente e ter de voltar na quarta-feira seria uma injustiça com o relógio biológico do pessoal. E vale para inúmeras categorias. Menos para jornalistas, claro.

Bom, faltam pouco mais de 30 dias para as eleições. Elas estão logo ali. Depois, se acontecer, é segundo turno, dia 31 de outubro. Passado o pleito eleitoral, estaremos todos juntos, já incorporando o espírito natalino, programando as férias de Verão. Loucos para correr à praia.

O que eu quero dizer nesta breve análise cronológica é socorrooooooo!. O ano já acabou. Faltam horas no dia para tantos compromissos e afazeres. E a gente ainda não se deu conta. Mesmos os mais metódicos, defensores da tese de que tudo é questão de organização, concordam: a correria da vida moderna está demais. Como diria um antigo comercial: dá pra tomar uma Kaiser antes? Tá, vai, não precisa ser na segunda-feira, né?

Se você concorda, discorda, ou só quer dar um pitaco mesmo, deixe sua opinão sobre o assunto.

Big Brother nas entranhas da Terra

29 de agosto de 2010 3

O governo chileno garantiu hoje que trabalha para encontrar outras alternativas para reduzir o prazo inicial de quatro meses para retirar os 33 mineiros soterrados a 700 metros de profundidade. Na próxima semana, médicos da Nasa, a agência espacial americana, especialistas em manter astronautas com boa saúde durante longas missões em espaços confinados, devem chegar ao Chile para ajudar os médicos que acompanham os mineiros, segundo informações do G1.

O que já preocupa alguns especialistas é o crescente interesse de jornalistas do mundo todo, emissoras de televisão, estúdios de cinema e até editoras que já sonham em transformar o resgate dos mineiros num milagre midiático jamais visto, transmitido ao vivo, em tempo real, para bilhões de pessoas. Todo o cuidado é pouco nesta hora. Informar sobre as condições dos homens soterrados é fundamental, a exemplo da emocionante entrevista do Diário Catarinense deste domingo com um dos sobreviventes. Transformar uma tragédia em espetáculo, um big brother direto das entranhas da Terra, não.

Torcida do Figueira promete dar show

27 de agosto de 2010 0

Vai ser um partidaço. E a torcida do Figueira promete dar show no jogo de amanhã contra o Coritiba. Os ingressos para os principais setores do Scarpelli já estão esgotados. Em disputa, a liderança da Série B. O Furacão do Estreito está com 31 pontos e o Coxa com 30. Se quer ir ao campo, corra para garantir o seu ingresso. A cereja do bolo será a estreia do bandeirão do Figueira, de 50 metros de comprimento por 30 metros de largura. A peça, produzida em Santos, pesa 200 e chega a Floripa amanhã de manhã.

Exames psicológicos

27 de agosto de 2010 2

E-mail enviado pelo médico Paulo Vianna da Silva sobre a realização de exames de avaliação em detentos por psicólogos:

Certos estão os psicólogos do sistema prisional que se recusam a fazer exames em detentos para avaliação de eventual soltura dos mesmos, pois a Resolução 009/2010 do CRP a proíbe, por considerar a avaliação lesiva aos interesses do detento. Realizando tais exames, ficariam sujeitos a punição. No entanto, essa Resolução 009/2010 deve ser analisada. Nos Considerandos, a Resolução já menciona ser o encarceramento um “processo que engendra a marginalização e a exclusão social”. Parece-me uma visão distorcida, uma vez que, ao contrário, foi o indivíduo que voluntariamente se marginalizou, ao decidir-se pelo crime.

A sociedade, então, limita-se a excluí-lo do convívio social, ao qual não soube respeitar, e a defini-lo como marginal _ mas não o transforma, como acusa a Resolução. No art. 1º, alínea b, fala-se do dever do psicólogo em agir “em contraposição à cultura da primazia da segurança”. Entendo que o CRP se posiciona _ e isso fica afirmado mais abaixo _ contra o afastamento do convívio social daquelas pessoas que agem violentamente contra o indivíduo e/ou propriedade, ainda que irrecuperáveis. Decerto entendem que devemos todos nos submeter ao risco que oferecem.

Além disso, retira do cidadão assumido na condição de profissional da psicologia, o direito de ter sua própria ideologia sobre o assunto. Isso fica confirmado pela leitura das alíneas c e d do art. 2º, onde se fala sobre “construir dispositivos de superação das lógicas maniqueístas” e “… a partir de pressupostos antimanicomiais”, ideologia que defende a eliminação de estabelecimentos onde pessoas perturbadas são tratadas, quando necessário seu afastamento do convívio social.

Finalmente, a alínea b do art. 3º determina que o psicólogo deve “contribuir (….) modelos de atuação que combatam a culpabilização do indivíduo”. Impor à sociedade a noção de que não existe culpa do indivíduo quando decide trilhar os caminhos da ilegalidade? Feita essa análise, mantenho a opinião de que em havendo essa resolução, o psicólogo não deve descumpri-la, mas entendo que essa resolução deve ser revogada, pois impõe a toda uma categoria profissional a obediência a pressupostos de uma corrente ideológica questionável. Confundiram ética com ideologia.

Paulo Vianna da Silva Médico

SC alcança meta de vacinação contra a paralisia infantil

27 de agosto de 2010 0

Santa Catarina alcançou a meta de vacinação contra a paralisia infantil. Na segunda etapa da campanha, realizada no mês de agosto, o Estado atingiu uma cobertura de 95,86%. Até a tarde desta sexta-feira (27), haviam sido imunizadas 412.207 crianças. A meta era vacinar 95% dos menores de cinco anos, e apesar do percentual já ter sido atingido, os números ainda podem crescer, já que alguns municípios não finalizaram a compilação dos dados. Durante a primeira etapa da campanha, em junho, foram vacinadas 425.501 pessoas, que representa um índice de adesão de 98,95%. A campanha nacional foi criada para impedir que o vírus causador da paralisia infantil volte a circular no Brasil, mantendo o continente americano livre da doença. No Brasil, foram vacinadas mais de 13 milhões de crianças, o equivalente a 86,85% dos menores de cinco anos.

Congestionamento no Majestic

26 de agosto de 2010 3

Faltou espaço para tantos carros no acesso do Hotel Majestic, quarta-feira à noite. Também pudera. No mesmo local em que aconteceu a festa de 20 anos de colunismo da Juliana Wosgraus, a delegação do Internacional, de Porto Alegre, também estava hospedada. Seguida, claro, por um grande grupo de torcedores. Resultado: os manobristas não deram conta de atender tanta gente. Apesar do congestionamento na entrada, os jogadores foram extremamente atenciosos e, no final, todo mundo comemorou. Só quem não gostou foi o técnico do Avaí, Antônio Lopes, que também mora no hotel e ainda teve de ouvir flauta de alguns torcedores após a derrota. O delegado passou pelo hall de entrada com cara de poucos amigos.

Sapateiro usa "voto útil" contra candidatos

25 de agosto de 2010 6

Em Tubarão, no Sul do Estado, qualquer um pode fazer campanha política e pedir votos para seus candidatos, menos no estabelecimento do sapateiro Roberto Viana da Silva, de 51 anos. Decepcionado com tantos escândalos, ele não quer saber de cabo eleitoral e muito menos de candidato na sapataria. Por isso, colocou um banner com um aviso bem claro. E ele ainda guarda no balcão um porrete com a inscrição “voto útil” para o acaso de alguém insistir em fazer campanha ali dentro. _ Sozinho, sei que não vou mudar nada, mas aqui dentro no meu espaço essa é a lei. Nessa eleição só votarei para presidente, mas não quero saber de campanha aqui dentro, pode ser amigo ou parente, eu boto pra correr _ avisa o comerciante, que já utiliza o aviso pela terceira eleição seguida.