Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de setembro 2010

Sem mesário

30 de setembro de 2010 0

Esta é mais uma da série coisas que você só descobre quando está fora do Brasil. O responsável pelo escritório comercial do Itamaraty em Taipei, Sérgio Caldas Abi-Sad, teve de sair às pressas do encontro entre a Cieca e a CNI (confederações de ambos os países), porque o homem que seria o presidente da mesa eleitoral infartou. Só que para substitui-lo, é preciso autorização da Justiça Eleitoral doBrasil. Nada muito simples, ainda mais com diferença de fuso de 11 horas. Cerca de 120 brasileiros devem votar, somente para presidente, na junta eleitoral montada no escritório. Até domingo, um novo presidente precisa ser nomeado, sob o risco das pessoas não votarem. Problema pouco é bobagem…

Ficção científica? Não, é realidade em Taiwan

30 de setembro de 2010 0

Imagine uma colméia de abelhas. Agora, tente reproduzir o mesmo modelo de organização e trabalho num centro de pesquisa e inovação. Só que formado por mais de três mil pessoas entre mestres, doutores e PHDs. É isto que acontece em Taipei, no Industrial Tecnhnology Researc Institute (ITRI), a principal incubadora de pesquisa e inovação de Taipei, capital de Taiwan.

O local é considerado um dos centros de tecnologia mais avançados do mundo. A missão da Fiesc que está na Ásia para ampliar as relações comerciais entre Santa Catarina e Taiwan teve a oportunidade de visitar as instalações do ITRI. E, claro, todos saíram impressionados do local. O lema do instituto é simples: Nós temos pressa, queremos chegar lá primeiro”. Algumas horas no local e dá pra ter certeza de que eles não brincam em serviço. Literalmente.

Que tal, por exemplo, um tecido com três centímetros de espessura, que você pode enrolar como um tapete e levar para qualquer local. O detalhe, é que a roupa também é um amplificador de som ou, como preferem alguns, uma caixa de som ambulante. Tem também um aparelhinho que, com uma gota de sangue, faz um diagnóstico completo do paciente, inclunido doenças como Aids.

Ou uma casa em que o piso absorve e reflete a luz, iluminando o ambiente e gerando energia solar suficiente para abastecer os eletrodomésticos. Na parede, você pode ter um quadro com a pintura de cavalos. Quando você se aproxima, eles saem em disparada. Parece ficção científica, mas é realidade e, em poucos tempo, deve estar chegado ao mercado. Os catarinenses mataram a charada logo depois da visita: basta vontade política para que o investimento em pesquisa seja prioridade. Ah, eles destinam só para o instituto a bagatela de US$ 500 milhões por ano. Bem diferente dos R$ 60 milhões que os pesquisadores catarinenses vão receber em 2010. Os taiwaneses foram buscar na natureza, no modelo de organização das abelhas, inspiração para melhorar a vida das pessoas. E em Santa Catarina, qual seria a referência?

29 de setembro de 2010 0

O vice-presidente da Cieca (confederação da indústria de Taiwan, Han-Sun Chien, acaba de fazer a abertura do encontro entre Brasil e Taiwan. Em português claro, reveleou que sua lua de mel, há muitos e muitos anos, foi em Blumenau. Ele, literalmente, se apaixonou pelo Brasil. Esta é a primeira vez que aparece uma missão de empresários brasileiros para negociar com os taiwaneses nos últimos 16 anos. Boas perspectivas de negócios.

Reunião entre as câmaras Brasil e Taiwan

29 de setembro de 2010 1


Vai começar a reunião entra Cieca (confederação das indústrias de Taiwan) e a Confederação Nacional da Indústria (CNI). O vídeo é sobre os preparativos da reunião. Reunião demorou cerca de 30 minutos porque o representante do escritório diplomático do Brasil, Sérgio Caldas, chegou atrasado.

Parques de tecnologia

29 de setembro de 2010 0


Visitar os centros de pesquisa e Inovação impressionam. Depois de conhecer o INTRI, instituto de inovação, fomos conhecer o Hsinshu Science Park. É duro de entender o inglês dos taiwaneses, mas eles são extremamente atenciososos e prestativos. No video, uma pequena mostra do tamanho do parque…

Superstição pouca é bobagem

29 de setembro de 2010 0

O Grand Hyatt Hotel, em Taipei, é considerado um dos seis estrelas do mundo. O prédio é um luxo só, tudo muito lindo e tal. Só que não possui o quarto andar. Os taiwaneses acham que o número quatro dá azar, assim como os norte-americanos não gostam do 13. Coisas da superstição, sem conotação política…

Preparativos para maratona

28 de setembro de 2010 0

O grupo de empresários catarinenses reunido no hall de entrada do Grand Hyatt se prepara para iniciar a maratona de reuniões em Taipei.

Direto da fonte

28 de setembro de 2010 0

Depois de 53 horas de viagem chegamos a Taipei. Clima quente e chuvoso por aqui. Agora são 7h15, hora local. Algumas horas de sono e um banho já fizeram toda a diferença. O curioso é que, no guarda-roupas do hotel, tem até um pequeno tatame para praticar yoga. Acho que voltarei mais zen para o Brasil. Nada como beber direto da fonte…

Bangcoc, ultima parada

28 de setembro de 2010 1

Chegamos em Bangoc, capital da Tailandia. De Dubai ate aqui foram seis horas de voo. Estamos ha mais de 30 horas entre avioes, conexoes e aeroportos. Todos loucos por uma cama e um chuveiro. Agora falta pouco, so mais um voo ate taipei. Aqui sao 15h10min e, no Brasil, 5h10min. Se voce nao esta entendendo por que esta tudo sem acentuacao, e simples. Os teclados dos computadores sao com as letras no idioma local (tailandes). Dureza pra escrever. E a tal da globalizacao… 

As fotos comecarei a postar do hotel em taipei, porque aqui as conexoes sao muito lentas…

Bom dia pra voces ai no Brasil.

Dubai, primeira parada

27 de setembro de 2010 0

Promessa é dívida. Está aberto o trabalho do diário de bordo do Visor, que acompanha a missão da Fiesc a Taipei, Kuala Lumpur e Manila. Acabamos de chegar a Dubai, depois de 14h de voo. Aqui é 00h10min do dia 28. Aliás, impressionante o tratamento das pessoas no aeroporto. Todos atenciosos e dispostos a ajudar. Até os agentes da alfândega, que tradicionalmente têm cara amarrada. Dubai não quer só atrair os turistas, quer encantá-los. Dentro de três horas embarcamos para Bangoc (mais seis horas de voo) e, depois, a última conexão para Taipei. Só mais três horinhas.

Para registro: viajar 14 horas pela Emirates é menos cansativo do que uma 90 minutos a bordo da TAM ou Gol. Impressionante a diferença no atendimento. Vou fazer umas fotos do aerporto para postar em seguida. Que tal levar uma barrinha de ouro 24  quilates de lembrança? Aqui tem…