Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Comissão de ética pode indicar cassação

16 de dezembro de 2010 2

A mesa diretora da Câmara da Capital está reunida, neste instante, para discutir as medidas que o Legislativo irá adotar em relação ao escândalo da suposta compra de votos na votação de terça-feira. O vereador da chapa governista João da Bega (PMDB) vai propor a abertura de processo disciplinar no Conselho de Ética para investigar as denúncias, colocando-se à disposição para ser interpelado.

Caso surjam provas contra os acusados, poderá ser aberto, inclusive, processo de cassação do mandato. Por volta das 17h, o presidente Gean Loureiro vai até o Ministério Público para informar sobre ações que o Legislativo vai adotar.

comentários

Comentários (2)

  • Adriano diz: 16 de dezembro de 2010

    Eu vejo a imprensa tratar isso como compra de votos, na verdade não seria mais prudente falar em VENDA, de votos????

  • angela diz: 16 de dezembro de 2010

    ESSA EU QUERO VER!!!!!!!
    VAI TER MUITA GENTE QUEIMADA SE ACUSAREM OS COMPRADORES DE VOTOS.
    ACHAM MESMO QUE VÃO SER EXPULSOS SEM DENUNCIAR OS OUTROS????????
    E SE NÃO EXPULSAREM COMO VAI FICAR A MORAL DA CASA????????NÃO ESTÃO PENSANDO EM DESMENTIR O QUE O POVO VIU NÃO????????

Envie seu Comentário