Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Vem aí a quarta ligação Ilha-Continente

24 de maio de 2011 2

Vem aí a quarta ponte ponte entre a Ilha de SC e o Continente. De acordo com a contagem do mês de março, cerca de 178 mil veículos ao dia passaram pelas pontes Pedro Ivo Campos e Colombo Salles. Isso significa uma média de 1.854 veículos/hora por faixa.

Baseado numa taxa de crescimento do número de automóveis em Florianópolis nos últimos dez anos, de 6,25% a cada 12 meses, em 2020 teremos a média de 289 mil veículos ao dia passando pelas pontes. Ou seja, 3.011 veículos/faixa por hora. Se hoje já existem retenções no trânsito, em 2020, não havendo outra ligação Ilha-Continente, ele será totalmente impraticável.

Diante destes números, a Secretaria de Infraestrutra e o Deinfra estão elaborando um relatório técnico com os prós e os contras dos estudos que existem nos órgãos e vão sugerir para o governador Raimundo Colombo que a quarta ponte é a melhor alternativa no momento.

comentários

Comentários (2)

  • Pedro diz: 24 de maio de 2011

    Caro Colunista, taxa, por favor. Quanto à 4a. ponte, estariam considerando a ponte Hercílio Luz, desativada, como a 3a.? Se for, como ela nunca mais voltará a servir como passagem de veículos, obviamente que não pode ser considerada como tal. Ainda, não há como projetar o número de veículos para 2020, considerando-se os números dos últimos 10 anos que, sabemos todos, foram os de maior crescimento; assim, com certeza não haverá mercado comprador para tanto. Sem considerar, obviamente, a questão do transporte público e os tantos “ensaios” em relação ao transporte marítimo. Por fim, considere que o desgoverno raimundiano é que não fará absolutamente nada, aliás, como não fez até o momento, além de querer passar os professores para trás (típico e próprio de tais desgovernantes que se acham mais espertos que a população em geral já que por eles foram eleitos: ou seja, desde sempre se conhecem e se sabem desmerecedores de crédito, mas, com conversa fiada e boa cobertura – além da distribuição de benesses aos apaniguados e apadrinhados -, vão se “eternizando” em mandonismos. Pobre Santa Catarina. Paupérrima Florianópolis nas mãos desses de sempre.

  • Luis diz: 26 de maio de 2011

    Quantas mais até termos um transporte público decente?? Que aterrem logo as baías então, e vamos nadar num oceano de carros. Como podem gastar tempo e dinheiro com novas pontes se não temos transporte público/ciclovias/passarelas sob as pontes??? É só ignorância, ou um aquestão de intere$$e$??

Envie seu Comentário