Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Prefeitura endurece o jogo com a Liga das Escolas de Samba

10 de outubro de 2011 3
O secretário Municipal de Turismo, Vinícius Lummertz, acaba de assinar uma notificação à Liga das Escolas de Samba de Florianópolis para que a instituição se manifeste em até 48 horas sobre as declarações divulgadas pelo presidente da LIESF, Zeca Machado, ameaçando a não participação no Carnaval de Florianópolis de 2012 de quatro escolas pertencentes à Liga. O documento tem como objetivo destacar os convênios assinados no dia 06 de setembro, entre a Prefeitura Municipal de Florianópolis, a Liga das Escolas de Samba e as cinco escolas de samba da cidade, que prevêem o repasse de R$2.200.000,00 para as cinco escolas de samba da Capital, divididos em quatro parcelas.
 
Na notificação, o Secretário Vinícius Lummertz ressalta sua preocupação com o repasse e uso dos recursos públicos. Sendo assim, caso a LIESF cumpra o que foi ameaçado, as parcelas vincendas não serão repassadas e as escolas que decidirem não participar do desfile deverão restituir o município do valor de R$110.000,00 cada uma, referentes a primeira parcela do convênio, que foi paga no dia 15 de setembro.
 
A única escola que ficaria fora desta situação, por ter se manifestado contra a posição da LIESF, é o Grêmio Recreativo e Escola de Samba Consulado.

comentários

Comentários (3)

  • Schell diz: 10 de outubro de 2011

    Quer dizer que está sobrando dinheiro na prefeitura de Florianópolis, mesmo com o caos reinando em todos os setores da municipalidade. Só falta dinheiro para o que deve ser tratado com seriedade, pois, cá para nós outros, o que verdadeiramente ganha o cidadão de Floripa com esse engodo anual? Absolutamente nada, mas, como sempre lá estará o alcaide e sua “trupe” no camarote “oficial” e “gracioso”. Haja “viúva”. E dizer que o MP-SC, nem, nem.

  • Cristiano diz: 10 de outubro de 2011

    Acho que o carnaval deveria ser pago por empresa privada, deveria + como não é (seja lá por qual motivo), eu não apoio a ideia de ter o meu imposto $$$ sendo usado no carnaval, (eu não participo disso) que fosse usado de quem vai se divertir (tem bastante gente) e seria bem mais interesse e mais certo.

  • Marcelo Camargo diz: 11 de outubro de 2011

    Lamentável o tratamento dado por esse prefeito e sua trupe à cultura popular. Dizer que não tem diferença pq tá cheio de gente querendo desfilar é d+ pra mim. Então pra ele instituições com 60 anos de história são a mesma coisa que eu juntar minha família e criar a Escola de Samba Camargo? Se esse prefeito não acerta em coisa muito mais séria, não dava pra esperar que acertasse no carnaval mesmo!

Envie seu Comentário