Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Vídeo explica o projeto do anel viário da Grande Florianópolis

21 de novembro de 2011 37

Uma comitiva de prefeitos, empresários e do Fórum Parlamentar Catarinense se encontrarão com diretores da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) para cobrar uma solução definitiva para o projeto do anel viário da Grande Florianópolis, na tarde desta terça-feira. Confira agora, na íntegra, o video que apresenta as mudanças sugeridas pela ANTT e pela concessioária Autopista Litoral Sul.

 

Novo Contorno de Florianópolis from Flybumbax on Vimeo

Bookmark and Share

Comentários (37)

  • Guilherme diz: 21 de novembro de 2011

    Realmente a opção selecionada beneficia muito mais do que fazer um anel viário!
    Tomara que dê tudo certo para começarem as obras o quanto antes!
    Este trecho realmente está complicado!

  • Fernando diz: 21 de novembro de 2011

    Rafael, essas alterações seriam significativas não só para a região metropolitana, mas como o Estado de Santa Catarina. Precisamos urgentemente de mudanças em nosso sistema viário regional, sendo essas mudanças, tanto de ampliações nas vias quanto de logística. Esperamos que a comitiva receba o apoio dos nossos Senadores e Deputados Federais em Brasília.

    Apesar de nós, povo, pagarmos impostos altíssimos todos os anos, teremos que, CONCERTEZA, arcar com estas obras.
    Vale lembrar que, a AUTOPISTA LITORAL não é o Papai Noel e todos esses benefícios (se realmente for dessa forma que foi explicada no vídeo), serão arcados por nós, e anota ai Rafael, será muito bem cobrada pela AUTOPISTA LITORAL, porque de tola, ela não tem nada.. (Obs: Contabiliza mais um ou dois pedágios neste trecho).

    Além disso, esperamos que não haja má fé por parte de nenhuma autoridade política que possua a caneta para assinar este contrato, bem como que o Tribunal de Contas da União acompanhe de perto todo este processo, pois o que nós Catarinenses precisamos é realmente de pessoas empenhadas para realizarem esta GRANDE mudança no nosso sistema viário, ao qual se tudo transcorrer bem será de GRANDE importância para a região.

    Outra coisa que vale ressaltar é os contrários a esta obra, que bem provável serão aqueles que dela NADA irão usurpar, esses sim vão achar defeitos e impugnar a realização destas melhorias, enquanto quem paga é a população, aguardando e sofrendo com este caos viário.

    Um forte abraço ao amigo,
    Fernando Fernandes

  • James U C Garcez diz: 21 de novembro de 2011

    Nossa, cheguei a chorar de vídeo tão emocionante…Usuário diário desse trecho infernal, conhecendo a força politica de SC, a inoperância do DNIT, tereria chance de vir a acreditar também no Coelho da Pascoa, em Papai Noel, Gnomos, ETS…?

  • Gilmar diz: 21 de novembro de 2011

    Olhando o vídeo achei realmente incrível. Também notei A INCRÍVEL quantidade de desapropriação que será necessária para permitir a realização da obra. Se os proprietários não aceitarem o valor a ser pago, imaginem o tempo para a ação transitar em julgado. Enquanto isso a Litoral Sul não faz o que preconiza o contrato, ou seja, a construção do anel viário. Aliás, construção que deveria já ter sido entregue. Apesar de algum deslumbrado de plantão, como o senhor chamado Fernando, já colocar a maravilha da obra e dizer que os contrários a mesma não poderão usurpar, vejo com muito ceticismo a proposta. Não sou contrário a mesma, apenas não acredito em papai noel e coelhinho da páscoa e, somente quero que esta empresa chamada autopista litoral cumpra com o contrato e construa o anel viário. Também espero que alguma autoridade ou político, estes sim que podem usurpar bastante, tomem atitudes contra o descumprimento do contrato pela empresa.

  • Danilo diz: 21 de novembro de 2011

    Minha vó cria dois coelhinhos da páscoa no sítio dela!

  • Israel Reis diz: 21 de novembro de 2011

    Guilherme, Fernando e demais… Não existe ninguém de sã cnsciência que pode ser contrário a essa obra… o que ocorre é o ABSURDO que a Auto Pista e a ANTT estão tentando por em prática, uma vez que estão mudando o traçado originalmente contratado, quando da licitação. Portanto, se interem do assunto. O traçado original previa o início do RodoAnel lá no rio Inferninho, com um traçado original de 47 Km, emendando novamente com a BR 101 em Palhoça. Ocorre que, em uma jogada para ganhar mais dinheiro e tempo, a ANTT e a Auto Pista, estão modificando o traçado de forma unilateral, diminuindo é claro, para que seja diminuído o valor da obra e aumentado o lucro da empresa OHL. Destaca-se ainda, que não seria nada bom um fluxo intenso de caminhões e veículos ainda transitando no Centro de Biguaçu, pois, se vocês não notaram, o Anel Viário começaria logo após a entrada da SC 408, que liga Biguaçu a Antônio Carlos. Abram seus olhos…

  • Fernando diz: 21 de novembro de 2011

    Gilmar, se você prestar atenção ao vídeo, vai perceber que realmente é espetacular o projeto, ENTRETANTO há entraves, um deles como você já citou é a desapropriação dos imóveis, que com certeza se não for aceito o valor pago pela União haverá ação judicial e sabe-se lá quando isso irá ocorrer.

    Não estou aqui a favor de uma obra especifica, não é porque esta foi apresentada que deve ser aprovada e aceita DEFINITIVAMENTE, tem que ser realizado diálogo, tem que ter discussão, e com certeza se ninguém o fizer e apenas ficar comentando de forma ridícula os comentários de quem opina (como o senhor acabou de fazer), em prol da sociedade catarinense, realmente não iremos sair do lugar, e ficaremos com este sistema viário precário.

    Referente aos contrários que eu citei, não é a população e sim a oposição politica que não teve capacidade de realizar algo em prol da resolução do problema anteriormente, e agora que há (ou acho que há) vontade politica para resolver, irão colocar entraves para isso não ocorrer. Pois a oposição deste governo atual sabe que nessa brincadeira toda, quanto de dinheiro rola por trás e o quanto isso poderia ser revertido para o bolso de certas pessoas.

    Não estou defendendo o Governo atual, até porque como eu já relatei, TOMARA a Deus que o Tribunal de Contas da União acompanhe todo este processo, para que não haja aquilo que já conhecemos por parte da maioria dos políticos, no que tange a contratos e obras superfaturadas e para que REALMENTE seja realizada uma obra que de a devida solução para a nossa região.

    Abraço,
    Fernando Fernandes

  • Gilmar helario diz: 21 de novembro de 2011

    Acho que o projeto deveria manter o original,pois assim nao estariam fazendo coisas para nòs,não nos arrependermos depois.

  • gilmar helario diz: 21 de novembro de 2011

    acho que o projeto deveria manter o original.

  • ZULMAR diz: 21 de novembro de 2011

    O Anel Viário na sua forma original é que seria o ideal. Entraria no Rio Inferninho (Km 178) e sairia no atual Pedágio da Palhoça (Km 222), tornanco-se assim um CONTORNO.
    Na forma que AutoPista Litoral Sul pretende agora, com o aval da inoperante ANTT, entraria dentro do Munícipio de Biguaçú, dividindo mais uma vez a Cidade e formando uma barreira ao Rio, visto que o CONTORNO É FECHADO (entrada, 2 saídas nas SCs de Antonio Carlos e São Pedro de Alcantara e a saída em Palhoça). O parecer do TCU é TOTALMENTE contrário a essa idéia maluca de reduzir o contorno. Quanto a essa outra idéia de alargar as pistas, poderia ser usada, mas iria aumentar significativamente o valor do pedágio e dependeria de autorização do Ministério dos Transportes, como foi feito com a mudança do pedágio para Paulo Lopes.
    Traçado MENOR NÃO!!!

  • Jose Antonio diz: 21 de novembro de 2011

    Nao se iludam meus amigos, alem de demorar uma eternidade esta solucao tem um grade problema, se voces perceberem a duplicação vai de Biguaçu só até o novo Shpopping da BR 101, proximo ao Dimas Caminhões. E o restante da BR, até o entroncamento com a Br 282 como fica ?
    Vamo ficar de olho, pois o projeto original deveria ser um anel viario com inicio, mais ou menos em Tijuquinhas até a Br 282 em Palhoça. Ou seja, já estão querendo “comer” um pedaço da obra para ficar mais barato com certeza.

  • Tiago diz: 21 de novembro de 2011

    O traçado original é beem mais racional. Esta proposta atual, inócua e muito mal elaborada, foi feita quando da possibilidade dos investimentos do Eike Batista em Biguaçu, mas este projeto fora abortado.
    Quanto à 4ª ponte, voc~es podem me xingar… Mas ninguém imaginou um ferry-boat ligando ali a região de São Miguel em Biguaçu até o Norte da Ilha? Fora a lendária implantação de transporte aquaviário integrado ao terrestre, VLT, teleférico, entre outras coisas que se eu ver isso em vida, atravesso o Canal do Estreito a nado!

  • Fabiano Roberto Linhares diz: 21 de novembro de 2011

    Falta vontade politica.
    SC 401 é um exemplo esta saindo do papel e das promessas de campanha.
    Promessa de obra garante voto, obra feita nem tanto.
    Tem que ser feito as duas, o contorno e o alargamento das marginais.

  • miltonguedes diz: 21 de novembro de 2011

    enrolaram por quase 2 anos para agora tentarem nos empurrar uma obra totalmente inviavel que demoraria muito tempo para ser executada! façam o que foi prometido e executem o anel de contorno que ja resolveria grande parte dos problemas dos usuarios da Br 101 no trecho urbano da grande Florianopolis é uma vergonha mais uma vez a autopista desrespeita os Catarinenses! incompetencia e falta de atitude do MP catarinense, lamentavel…..

  • Denisson diz: 21 de novembro de 2011

    O projeto é incrível e resolveria os problemas que temos no trânsito, pelo menos na BR-101, é importante também a construção da quarta ponte com ligação a BR-101, no entanto da forma como vemos a duplicação do trecho sul é difícil acreditar que este MEGA projeto será feito um dia … temos que seguir o exemplo do Japão que em 7 dias reconstruiu todo um trecho de asfalto, procurem no Google e vejam o que é um povo que realmente trabalha pelo todo.

  • George diz: 21 de novembro de 2011

    O transtorno que esta alternativa acarretaria para a região metropolitana é que não é citado no tal vídeo. Imaginem 4 anos (ou mais) de obras em um trecho viário que já é complicado sem elas! Além disso, manter os veículos, principalmente os caminhões, transitando pela região metropolitana, é manter stress, poluição e muitas outras incomodações próximas de Floripa… O contorno viário resolveria isso e seria uma obra cujo processo não afetaria tanto a rotina atual, além de ser, com toda certeza, bem mais rápida de ser realizada.

  • Guilherme diz: 21 de novembro de 2011

    Israel Reis, a Auto Pista e a ANTT estudou e verificou que 11% do tráfego seria transferido para o anel viário, ou seja, beneficiará poucos e ainda continuará com os congestionamentos diários na BR 101, na região metropolitana de Florianópolis.
    O que eles querem é fazer uma obra já pensando no futuro, prevendo o crescimento desta região. Sendo assim, não seria suficiente um anel viário para melhorar o trânsito da via expressa ao bairro Forquilhinhas, por exemplo, já que não terá acesso ao anel viário.
    Já a proposta da Auto Pista junto com a ANTT é aproveitar melhor as marginais, fazendo com que o trafego urbano seja feito por elas, deixando a BR livre para uso em longas distâncias, e como as marginais já existem, não precisará de desapropriações de grandes terrenos.
    Uma idéia inteligente e melhor aproveitada do que fazer somente um rodo anel pouco utilizado. Uma obra para todos, não só para quem vem de Biguaçu e vai para Palhoça.
    Pelo menos alguém está estudando a melhor solução para atender a todos.
    Antes de criticar, entendam o que eles estão querendo fazer.

  • Acir Monteiro diz: 22 de novembro de 2011

    O vídeo esta lindo digno de oscar, mais podem terem a certeza que só iniciaram depois que estiverem concluídas e inauguradas no minimo mais trés praças de pedágio…
    nos poupem…

  • Thiago diz: 22 de novembro de 2011

    O que a Altopista Litoral Sul esta fazendo nada mas é do que ganhar tempo para arrecadar o dinhiro desta obra diretamente do pedágio e nao o inverso em q ela deveria construir com recursos próprio e retirar atráves do pedágio, entao esse novo projeto apesar de diminuir o valor de sua obra no minimo vai atrazar o começo da obra mesmo que ela tenha q construir o que foi acordado no seu contrato.
    Como sempre quem paga com tudo isso é o povo.
    Para aqueles que ainda não saibam toda o pedágio por lei tem q primeiro fazer a melhoria acordada em contrato para posteriormente cobrar o pedágio… isso é Brasil

  • Alisson diz: 22 de novembro de 2011

    Sinceramente vindo da OHL é de se desconfiar, basta ver o absurdo que foi o último aumento das tarifas e a falta de melhorias na 101 norte. A ideia é boa, mas falta um melhor estudo quanto as desapropriações que teriam que ser feitas. Se fosse apresentado um estudo com o custo das desapropriações poderíamos começar a acreditar nessa obra. Eu acho que é inviável.

  • silva diz: 22 de novembro de 2011

    pela demora pra começar a fazer a obra original,agora a demora para debater a segunda opção e se aprovada a demora para executala ,era melhor fazer as duas.

  • forquilhinhas diz: 22 de novembro de 2011

    …tomara que dessem uma atenção especial ao trevo de forquilhinhas especificamente o seu viaduto, o lado que vem da praia comprida. Quando passo por ali, lembro do trânsito da Índia, é quem mais pode,é um pro lado outro pro outro, um tal de corta corta, custura, uma loucura!!! Imaginem quando então fizerem a terceira pista nas marginais, mais rolo ainda…precisam fazer com que esta marginal passe por cima, num elevado…e quando o shopping continent park estiver pronto, este viaduto será o utilizado para quem vem sentido sul…

  • Verdadeiro diz: 22 de novembro de 2011

    Mais um golpe nos otários contribuintes e usuarios …TEM que CUMPRIR o que determinava no edital. Esta agencia ANTT é mais uma falcatrua.

  • Juliano Souza diz: 22 de novembro de 2011

    Esta obra seria um tanto desnecessária se a BR-101 tivesse marginais melhores planejadas. Temos exemplo de que marginais funcionam. Em Guarulhos/SP as marginais separam o transito local do tronco principal da Via Dutra. Aqui o motorista que deseja se deslocar de São José até o Centro da Palhoça é obrigado a utilizar o tronco da BR-101. Marginais planejadas (sem lombadas, faixas de pedestres, placas ridículas de pare para uma via expressa) para comportar o tráfego local resolveriam bastante este problema. Retirem as faixas de pedestres e coloquem passarelas, retirem lombadas e coloquem radares, façam retornos mais bem feitos. As marginais já estão prontas basta adaptá-las. Terão bem menos desapropriações (que demandam pendengas judiciais intermináveis) e menos custos com o dinheiro público do que fazer uma rodovia praticamente nova por áreas que até então eram tranquilas que sofrerão o impacto de uma obra deste porte. Se são duas pistas para ir e duas para voltar, já tem isso nas marginais. Se fossem bem planejadas o transito local fluiria pelas marginais e o tráfego pesado de veículos de passagem ficaria no tronco principal da BR-101. Reflitam sobre isso.

  • ElinorPaulo diz: 22 de novembro de 2011

    O Vídeio é uma beleza. Os resultados não acredito que sejam tão bons, pois com todo o
    transito no mesmo local, como apontado, teriamos os mesmos perigos e desastres, na minha opinião.e claro. Acredito que o traçado que constava da licitação, que foi aceito e nao cumprido pela Autolatina, seria o ideal, pois tiraria o tráfego mais pesado da região.
    Com custos de desapropriação e o período (longo) da obras teriamos um verdadeiro caos na região da grande Floriánópolis. Acho que esta obra citada no vídeio poderia, mais tarde, complementar e a rede viário e resolver definitivamente o problema de nosso conturbado transito.

  • gilmar diz: 22 de novembro de 2011

    Prezado senhor Fernando, não é com baixaria, ou seja, chamando os outros de ridículos, como o senhor o fez comigo, que vossa senhoria poderá “defender” suas propostas. Apenas coloquei que sua fala era de “deslumbrado de plantão”, pois claramente o senhor se mostra a favor da nova obra bem como rotula de usurpadores aqueles que são contrários a mesma. Se não foi isso que quis expressar, então entendi mal suas colocações e peço desculpas. No tanto, por favor, seja elegante e mantenha a discussão em melhor nível.
    Novamente coloco que a obra, apresentada no filme, é fantástica, mas de uma utopia exuberante, para não falar no atraso que isto ainda irá gerar em detrimento a todos nós, cidadãos de Santa Catarina.

  • Marcelo S. diz: 22 de novembro de 2011

    Se a maioria das pessoas já acharam incrível esta apresentação, imaginem fazer outra apresentação com toda esta qualidade mas com o traçado original (seria indicada ao OSCAR).
    Com toda certeza o traçado original é o mais correto, porém é claro que o Espanhol quer economizar (basta ver o valor que custa o Km para a construção de rodovia) e mais está ganhando tempo para arrecadar para outra vez ganhar de presente a rodovia (já não basta a 101 norte que estava pronta para a concessão) e com isso vai nos empurrar guela abaixo mais um paliativo que tão logo (até parece) seja entregue já estará saturado e aí teremos outro esperto que virá com outra obra e la se vai mais uns 20 anos e assim vai,…

  • URUBATAN RAMOS diz: 22 de novembro de 2011

    Nossa realmente fiquei muito emocionado com o vídeo, como e bonito as coisas fluindo desse modo,os carros andando como se estive em uma bela metro-poli de primeiro mundo,me engana que eu gosto o pessoal do DNIT,ANTT, e outros envolvidos em maracutaias,exemplos á BR 101, esta a mais de 12 anos para terminas um trecho de simples duplicação…

  • Marcelo diz: 23 de novembro de 2011

    Pela concessão, é obrigação da OHL manter o traçado original. Diga não à gambiarra. Queria saber qual o interesse da ANTT em defender a concessionária?
    Sou manezinho mas não sou nenhum bocó.

  • Luis diz: 29 de novembro de 2011

    Em São Paulo o Rodoanel tucano ganhou o nome de Rouboanel. Aqui, vai ser diferente???

  • Daniel C. O. diz: 12 de dezembro de 2011

    Concordo plenamente com o Sr. Juliano Souza. As marginais estão aí muito, mas muito mal aproveitadas. Se somar o contorno original à adaptação das marginais mesmo com duas pistas, teremos uma melhora considerável na região, sem desapropriações e realizada de maneira mais rápida.

  • vitor mateus diz: 28 de dezembro de 2011

    sou morador de palhoça e gostaria de saber o trajeto por onde vai passar o rodoanel pra saber se estou na rota. se possivel mandar a rota ficaria muito agradecido. obrigado.

  • R Pedro diz: 24 de janeiro de 2012

    A redução do Anel Viário e a ampliação das marginais da BR são muito interessantes no vídeo. Entretanto diversos pontos de inflexão que devem agravar-se ao longo dos próximos anos foram simplesmente ignorados. A construção do Continente Park Shopping… a entrada na Rua Atilio Pagani – em Palhoça (rua do Via Catarina) onde foi criado um dos primeiros cruzamentos onde o motorista para saber se pode passar tem que olhar obrigatoriamente para o retrovisor, não sei como não ocorrem mais acidentes naquele local.

    Para mim, a pior frase do vídeo foi: engarrafamentos no trecho central e marginais vazias???? Quando isso??? Só quando o pesque-pague junto ao Depósito do Tribunal de Justiça ficava cheio de água e não dava para os carros passarem…

  • vitor mateus diz: 25 de janeiro de 2012

    moro na rua minas gerais,bairro sao sebastiao,alaor 2 palhoça; gostaria de saber se estou na rota?

  • Daniel Silva de Souza diz: 13 de março de 2012

    a população tem que cobrar providências, pois o estado cobra o que é seu de direito IMPOSTOS, e se não pagamos eles, nos tirão os nossos bens por exemplo:se não pagomos o IPVA eles recolhem nosso carro, se não pagamos o imposto da terra eles nos tirão a terra. e a altopista litorl sul não cumpre o que é determinado por contrato e ninguem faz nada. temos que parar a BR101 e cobrar nossos direito.Sobre o video ideia boa, mas como foi dito se construirem o traçado original e melhorar as marginais, desentralizava o trânsito e o fluiria melhor.

  • Ciclista Anônimo diz: 14 de março de 2012

    Cadê a ciclovia?

  • Márcia diz: 13 de novembro de 2013

    Boa Tarde , gostaria de dizer que o projeto é interessante só que esse projeto já era para ter saido do papel a mais de dez anos, enquanto isso construções vieram. Meu pai já tem quase oitenta anos e sempre morando no mesmo lugar agora do dia para noite querem tirar ele de casa….Cade o direito do ser humano , sei que se for aprovado e a nossa casa sair meu não sei o que será do meu pai…Esqueceram de pensar nos moradores nessa hora….O dinheiro fala mais que a vida esse é o depoimento de uma filha desesperada pela saúde do meu pai que está angustiado….Obrigada

Envie seu Comentário