Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Prefeitos superestimam prejuízos climáticos em SC

22 de fevereiro de 2012 4

Reportagem do jornal O Globo denuncia que depois da seca no Nordeste, as chuvas na região Sul viraram a nova “porta da esperança” para prefeitos fazerem caixa. Basta decretar estado de emergência ou calamidade pública para dispensar a licitação e receber dinheiro da União. Levantamento realizado pelo jornal mostra que 55 municípios tiveram mais de seis decretos reconhecidos pelo governo federal apenas nos últimos quatros anos. Deste total, 52 estão em Santa Catarina, e três no Rio Grande do Sul.

comentários

Comentários (4)

  • Eduardo Senna diz: 22 de fevereiro de 2012

    Literalmente, ” choveu dinheiro”.

  • Fernando diz: 23 de fevereiro de 2012

    bom dia Rafael. Gostaria de comentar algo , mas sobre o plano de saúde dos servidores do estado , o scsaude…
    Ainda tentando me familiarizar com a nova gestão do plano de saúde estadual , e sentindo uma demora mais que suportável na liberação de exames , consultas e procedimentos afins, onde no dia 14/02 do decorrente ano solicitei autorização de exame simples de raio x , e que até o dia de hoje (23/02) não havia sido liberado , sendo que me fora dado um prazo de 05 dias úteis para ocorrer a devida liberação . Bom , 05 dias já é um prazo longo em se tratando de saúde, e se contarmos o dia de hoje, terão corridos 08 dias !!! pergunto se isso esta sendo aplicado com outros exames / procedimentos de maior seriedade???? Com a palavra , o pessoal do scsaude…
    Um bom dia a todos, obrigado pela atenção …

  • Jandir Fransozi diz: 23 de fevereiro de 2012

    Por acaso o nobre jornalista, ou alguem do jornal O Globo conhece a realidade dos municipios do Oeste de SC? Aqui onde moro, municipio pequeno, 90% da arrecadação depende da produção de leite e frangos. O que fazer se~não há mais agua nem mesmo no interior, e considerando que cada aviário consome cerca de 12 mil litros de água/dia. Venham pra cá, o convite tá feito.

  • Fabiano Roberto Linhares diz: 23 de fevereiro de 2012

    Demoraram muito para faze-lo, se o dinheiro esta sendo aplicado corretamente não vejo problema.

Envie seu Comentário