Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Luz na Assembleia Legislativa

08 de março de 2012 5

A coisa vai clarear pelos lados do Palácio Barrriga Verde. É que a Assembleia Legislativa acaba de desembolsar R$ 8.440 para a compra de lanternas para implementação do “programa de segurança pública no entorno da Alesc”. Se considerarmos uma média de R$ 50 por unidade (preço no mercado para uma boa lanterna), serão 168 equipamentos. Haja guarda noturno, né, não?

comentários

Comentários (5)

  • LUIZ CALDAS diz: 8 de março de 2012

    “Os ilustres deputados estão literalmente iluminados”.

    LUIZ CALDAS, de Floripa capital iluminada, cultural e turistica do Mercosul.

  • lothar backes diz: 9 de março de 2012

    Esta quantidade absurda de lanternas tem justificativa: os deputados precisam ser ïluminados¨para cumprir com suas funções.Ao mesmo tempo, a luz destas lanternas vai permitir que o povo catarinense os localize em plenário…claro, com as exceções de praxe.

  • Marcos diz: 12 de março de 2012

    O Martini é Jornalista? Vive dando pitaco pessoal naquilo que não conhece e nem se dá ao trabalho de ir atrás para se informar. Sem falar no seu incondicional amor pela Polícia Militar.
    Lanterna boa por R$50,00?? AONDE MARTINI?
    Uma lanterna boa (policial) além de ser a prova d’água e resistente a choque, tem que ter longa duração, alta potência, bom angulo de iluminação, capacidade de ser acoplada à trilhos picatinny e se tiver um remote pad, melhor ainda. As principais lanternas são das marcas Surefire e MagLite. O modelo básico da Surefire custa US95.00, sendo que tem lanterna que custa US$760.00 (lá fora). Porque o policial não tem direito a ter um bom equipamento???? Claro, porque uma simples lanterna pode ser o diferencial entre VIDA OU MORTE em uma ocorrência. Mas o Martini nunca vivenciou isso na pele, fala da boca pra fora pra fazer piadinha. Escreve por escrever. Chega a causar revolta as asneiras ditas por meio deste blog.
    Martini, ninguém é obrigado a morrer de amores pela PM, mas o teu caso é intrigante. Não se sabe quais são os interesses que guiam teus comentários ou qual teu problema com a PM (levou um “enquadro”), mas chega uma hora que essa insistência chega ao ridículo e ao infantil.
    E sempre tem o povão pra comprar as idéias do “jornalista” sem nem fazer juízo de valor… eita Brasil!

  • rafael_martini diz: 12 de março de 2012

    Prezado Marcos,
    Sou jornalista formado. Na minha carteira de trabalho consta o registro profissional junto ao Ministério do Trabalho. Quanto a suas críticas, sinta-se à vontade. O blog é democrático.

  • Marcos diz: 15 de março de 2012

    Grande Martini, fiquei estupefato quando vi no link da página que a nota sobre o procedimento do Sd Cavallazi era sua. Parece que nota sobre boas ações dos pms (72 comentários até agora) dão mais repercussão do que nota com comentários esdrúxulo e sem embasamento sobre compra de lanternas para a atividade policial. Talvez atá ultrapasse o da vaca da CowParede (estrategicamente publicada um dia antes das promoções dos policiais).
    Até pq foto do PM simulando ato com uma vaca de fibra de vidro é o fim do mundo, mas o herdeiro da RBS junto com o amiguinho filho de delegado estuprarem e inclusive introduzir um controle remoto na vítima é a coisa mais normal do mundo, não é mesmo?

Envie seu Comentário