Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Fazenda anuncia medidas para conter gastos

08 de junho de 2012 5
Por meio da assessoria de Comunicação, a Secretaria de Estado da Fazenda envia nota para relatar as medidas para reduzir gastos:
 
1 – A Fazenda é uma secretaria meio por isso o custeio é naturalmente reduzido.
 
2 – O secretário Nelson Serpa, no dia da apresentação em Lages, disse que, mais do que qualquer outro órgão no Governo, a Fazenda sabe a importância de economizar porque “sente na carne diariamente” a oscilação da arrecadação estadual.
 
3 – Um dos itens da prestação de contas era a diminuição do número de veículos locados. A Secretaria da Fazenda não tem mais veículos locados desde janeiro de 2011, o que explica a coluna estar zerada, na apresentação.
 
4 – A redução de terceirizados está programada com o remanejamento das USEFI’s (Unidades Setoriais de Fiscalização) para prédios das SDR’s mais próximas. Além de reduzir os terceirizados, haverá redução no custeio (aluguel, energia, água, telefone, etc). 
 
5 – A Secretaria da Fazenda executa e incentiva que outros órgãos adotem o que chama de “boas práticas”. Por exemplo: o secretário-adjunto e os diretores não dispõem de veículo e motorista o tempo todo; eles solicitam quando é eventualmente necessário. A Secretaria da Fazenda conseguiu uma economia de R$ 2 milhões no plano de capacitação de servidores para o período 2012/2014 programando que 58% dos cursos sejam a distância, e não mais presenciais como vinha sendo feito até então. Hoje, cerca de 90% dos processos que envolvem a arrecadação de tributos são automatizados, por isso a Fazenda conseguiu reduzir radicalmente o número de servidores. 
 
Se precisar de qualquer outra informação, fique à vontade para nos solicitar.
Estamos à disposição.

comentários

Comentários (5)

  • Luiz Carlos Schneider diz: 8 de junho de 2012

    Gastos? Ora, basta extinguir aqueles 36 eficientes comitês eleitorais

  • Roberto diz: 8 de junho de 2012

    É… mas o salário… ÓÓÓÓÓÓ!!! Ganham acima do teto do Poder Executivo, alguns chegando quase o teto do funcionalismo (ministro do STF).
    Martini, solicite a média salarial de um fiscal da fazenda, ou o salário mais alto e o mais baixo de um auditor fiscal.

  • Carlos Santana diz: 9 de junho de 2012

    A Fazenda deveria é tomar vergonha na cara e reduzir a despesa com o próprio pessoal.

    Pois na Fazenda os servidores ganham, não só uma mais várias, Gratificações discriminatórias em relação aos demais servidores do Estado e que oneram os cofres públicos em muitos.

    É na Fazenda que existem os melhores e mais altos salários do Poder Executivo, no somatório o valor do órgão com poucos servidores é muito mais a outras Secretarias com muitos mais servidores.

    Lamentável!!! Que se faça redução de gastos de verdade!!!

  • Paulo diz: 9 de junho de 2012

    A secretaria da fazenda anuncia medidas para conter gastos e a cupula da PM aluga uma enorme casa em coqueiros para reuniões, porque eles não fazem reuniões no comando geral, quanto não será este aluguel, quem vai fazer segurança desta casa.

  • marcelocardosodasilva diz: 16 de junho de 2012

    …auditor é prá fazer auditoria???…………..AUDITORIA=INVESTIGAÇÃO…………..por que um procurador ou um auditor em Sta. Catarina recebe o equivalente à 10 Professores Estaduais Graduados!!!…………..quando “IRÃO” cumprir a Lei Federal do Piso Nacional do Magistério Público; em Sta. Catarina???

Envie seu Comentário