Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de junho 2012

Cartões cancelados da noite para o dia

29 de junho de 2012 4

A partir deste domingo, dia 1º de julho, os clientes dos supermercados Bistek não poderão mais usar o cartão de crédito da rede. O contrato da empresa com o parceiro Banco do Brasil termina neste sábado, dia 30.

O Bistek fechou um novo contrato com o banco Bradesco, mas não há previsão para os novos cartões chegarem. Isso significa que os atuais cartões serão cancelados e nenhuma compra ou saque poderá ser efetuado.

TCE suspende licitação dos radares de Floripa

29 de junho de 2012 16

Tribunal de Contas do Estado (TCE) determinou nesta sexta-feira o cancelamento do edital de concorrência lançado pela prefeitura de Florianópolis para contratação de empresa responsável pela “prestação de serviços de engenharia para apoio ao órgão de trânsito com fornecimento de equipamentos para fiscalização”.

O contrato é avaliado em R$ 848 mil. De acordo com relatório assinado pelo auditor Gerson dos Santos Sicca, o edital possui várias irregularidades que restringem a participação na licitação, o que é ilegal. Até segunda ordem, as principais vias da cidade permanecerão sem radares…

Urucubaca na hora errada

28 de junho de 2012 9

Coronel Nazareno Marcineiro, comandante-geral da PM, está chateado nesta quinta-feira. E com razão. Ele e sua equipe trabalharam pesado para organizar o seminário sobre tecnologia em Segurança Pública, recebendo policiais de todo o país, e o destaque na mídia foi… a mulher com farda, além do indiciamento dos soldados no caso da vaquinha.
Durante as manifestações no encontro, oficiais e civis fizeram questão de lembrar que a PM de Santa Catarina é maior do que estes episódios, tem tradição de quase 177 anos e é composta por 11 mil homens. O que magoou foi a exposição negativa por causa de ações impensadas de meia dúzia, que acabaram manchando a imagem de toda a corporação.

Cruzamento perigoso

28 de junho de 2012 10

Foto: arquivo pessoal

 Leitor envia foto para mostrar o cruzamento que, segundo ele, é o mais movimentado do Centro de Florianópolis, na Avenida Osmar Cunha com Ântônio Dib Mussi. Até existem os suportes para os semáforos, porém onde estão os equipamentos?






Colombo cancela audiências em Brasília por problema no avião

27 de junho de 2012 4

Um problema identificado pelo comandante do jato Citation, ainda no aeroporto do Rio de Janeiro, resultou no cancelamento das cinco audiências de Raimundo Colombo, previstas para esta tarde, em Brasília.

Quando preparava-se para embarcar para o planalto central, por volta do meio-dia, Colombo foi informado sobre a identificação de uma falha na parte traseira do jato durante vistoria de rotina. Por questão de segurança, o avião do governo do Estado não decolou. Como não havia mais voo comercial a tempo de chegar a Brasília, a alternativa foi retornar a Florianópolis, via linha de carreira.

A viagem para Brasília começou no final da tarde de terça. Embarcaram no jato do governo do Estado com destino ao Rio de Janeiro, o governador, dois secretários de Estado, um ajudante de ordem e os diretores de Comunicação e do Badesc. Na manhã desta quarta, Colombo participou de uma reunião no BNDES, no Rio.

Bandeirada do táxi sobe 11,76% na Capital

27 de junho de 2012 6

O prefeito Dário Berger homologou o reajuste da bandeirada do táxi em Florianópolis em 11,76%. O aumento vale a partir de domingo, dia 1º de julho. O valor da tarifa para a maioria dos táxis da Capital passa de R$ 3,40 para R$ 3,80.

Aos que atendem no aeroporto – com exceção dos executivos - foi aplicado 10,47%, subindo de de R$ 5,25 para R$ 5,80. O decreto Nº 10.091 foi publicado no Diário Oficial do Município desta segunda-feira, dia 25 de junho.

Perguntas sem resposta no caso da adolescente que sumiu do hospital

26 de junho de 2012 4

Como é que uma jovem de 14 anos permanece internada no hospital Infantil Joana de Gusmão por sete meses, sem que sequer exista um diagnóstico sobre eventual doença?

Como é que que ela passou pela portaria do hospital sem ser identificada, mesmo tendo anunciado que pretendia fugir?

Como funciona o sistema de segurança do hospital?

Por que tamanho silêncio de todos os envolvidos do poder público: Justiça, Ministério Público, Polícia?

Criança é prioridade para o Estado. Será que estamos cumprindo o que determina a Constituição?

 




Um desabafo sobre o abandono do Rita Maria

25 de junho de 2012 4


Reproduzo abaixo, na íntegra, o desabafo de um leitor sobre o grau de abandonono do Terminal Rita Maria. A identidade do autor foi preservada. O texto é longo, mas vale ler até o final. Confira:

Rafael, vi uma reportagem sua sobre o terminal Rita Maria esses dias e estou lhe enviando um desabafo,  tenho fotos de como a
Rodoviária fica quando chove.

Rafael, tenho 23 anos, sou empresário e estudante de direito; estou lhe escrevendo, pois preciso compartilhar os meus sentimentos a respeito dos absurdos que vejo todos os dias no meu local de trabalho, o terminal Rita Maria.
A cada dia que passa mais me sinto envergonhado com essa Rodoviária de Florianópolis, e essa realidade já foi diferente.

Pra vocês terem uma noção, diariamente o terminal Rita Maria recebe cerca de 10 mil passageiros, cada passageiro, junto do valor da sua passagem, tem por obrigação pagar uma taxa de embarque de R$1,90. Essa taxa de embarque nada mais é que um imposto cobrado pela utilização da mesma. Fora a arrecadação com a taxa de embarque, se o usuário do terminal quiser utilizar os sanitários, são cobrados R$0,50 por pessoa (tem o gratuito porem todos os dias trocam de local para dificultar que os achem).

Fora essa taxa de utilização e a arrecadação dos banheiros, temos com a nova licitação feita em 2010 alugueis impagáveis, que para uma lanchonete conseguir empatar seus gastos no fim do mês tem que cobrar cerca de R$10,00 em um pão de queijo e um café médio. Agora eu me pergunto esse dinheiro todo arrecadado, que na alta temporada triplica vai pra onde?  

Sem falar nas inúmeras “reformas” que são feitas claramente com o orçamento mais barato possível para que o governo leve um dinheirinho pra casa; só a reforma que foi feita nos banheiros, teve que ser refeita umas cinco vezes no mínimo, pelo trabalho “porco” que foi feito. Comecei a trabalhar no terminal Rita Maria com meu pai aos 16 anos de
idade e de lá até hoje, pouca coisa mudou; se mudou foi para pior. Escuto todos os dias as mesmas reclamações. É falta de policiamento,
goteiras, teto despencando, preços absurdos por conta dos alugueis abusivos, pedintes 24 horas por dia, usuários de craque, assaltos e
muito mais. Eu não consigo entender como que um terminal, localizado na entrada da cidade de Florianópolis, cidade que vive do turismo é
tratada com tanto desrespeito pelo governo.

São tantas as coisas absurdas que vejo aqui dentro, que precisaria perder um mês escrevendo
a respeito. Estou escrevendo esse e-mail, pois pelo jeito só vão abrir os olhos para o grave estado da rodoviária o dia que o teto cair e ai
já vai ser tarde, estamos abandonados e infelizmente pelo que eu vejo aqui a tendência é só piorar.

O restaurante da rodoviária que era famoso pela canja, não pode abrir as portar pela noite pois não tem segurança para atender seus clientes, as lojas no segundo andar que já foram a grande central da moda, são assaltadas a luz do dia, a base da policia militar que foi transferida para o terminal Rita Maria aplica multa nos carros e olhe lá e os políticos administradores e Cia.. Bom esses só querem saber de levar o dinheiro do povo pra casa e para suas campanhas!

Estou só compartilhando uma realidade que é minha, e todos os dias acabo me revoltando e com vergonha por ver esse local que já foi maravilhoso estar sendo vitima desse governo corrupto.

Poucos operários irritam moradores e motoristas

22 de junho de 2012 11

Uma das situações que mais têm irritado moradores e motoristas na obra da Avenida Othon Gama D’Eça, em Florianópolis, é a pouca presença de operários.

Homens trabalhando só na placa…

A foto é das 15h desta sexta-feira



SC mira na Copa de 2014

22 de junho de 2012 4

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, participa nesta sexta-feira, às 10h, do lançamento da Frente Parlamentar Pró SC – Copa 2014. Apesar de ter no nome apenas a Copa do Mundo, o comitê que reunirá representantes do poder público e da sociedade civil organizada vai buscar oportunidades para o Estado com a realização dos dois grandes eventos esportivos que o Brasil sediará nos próximos anos: a Copa e as Olimpíadas.

Na noite desta quinta, durante reunião na Casa d’ Agronômica, o governador Raimundo Colombo aproveitou para fazer propaganda dos quatro locais que pleiteam uma chance em Santa Catarina: em Floripa, os estádios Orlando Scarpelli e a Ressacada, além do Costão do Santinho Resort, e a Arena em Joinville.