Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Pleito franciscano ou cara de pau?

12 de julho de 2012 3

O TJ negou assistência judiciária gratuita pleiteada por um dentista que garantiu auferir rendimentos de modestos R$ 1,3 mil por mês. Para exemplificar sua condição franciscana, o profissional disse ainda não possuir patrimônio imobiliário, reserva financeira ou mesmo veículo automotor. Nos autos, contudo, surgiu a informação de que ele havia levantado recentemente R$ 150 mil proveniente de uma herança. “O abuso nos pleitos de concessão de assistência judiciária ou de justiça gratuita é cediço, e medidas atinentes a coibi-lo são necessárias, uma vez que visam preservar não apenas o interesse público, como também o acesso à justiça daqueles que realmente não dispõem de condições financeiras para fazê-lo”, advertiu o desembargador Luiz Fernando Boller, relator da matéria.

comentários

Comentários (3)

  • Sergio Luiz diz: 13 de julho de 2012

    Li no DC:
    “O Tribunal de Justiça decidiu, nesta quarta-feira, que vai pagar auxílio-alimentação a todos os juízes e desembargadores referente ao período de janeiro de 2007 a agosto de 2011. Por 37 votos a 5, os desembargadores aprovaram o pagamento atrasado de 56 meses do benefício, solicitado pela Associação dos Magistrados Catarinenses (AMC). ” 07/06/2012

    Pleito franciscano?

  • Schell diz: 13 de julho de 2012

    O problema é que o judiciário se habilita e é beneficiado por decisões do judiciário!!!!
    Nada mais franciscano. Aliás, se podem pagar isso tudo a eles mesmos, qual a razão para continuarmos pagando taxas em qualquer solicitação de documento público?

  • Cesar E Dias diz: 16 de julho de 2012

    Absurdo é o sujeito estudar e se dedicar a uma profissão e ganhar pouco mais que o motorista de ônibus. E R$150.000,00 não é lá nenhuma fortuna… Abraço

Envie seu Comentário