Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Polícia Civil inova: número de releases vira notícia

30 de agosto de 2012 6

O texto é destaque na capa do site da Polícia Civil.

Diz o título:

Assessoria de Imprensa da Polícia Civil produz mais de 100 notícias por mês.

E segue o texto:  Como forma transparente prestar conta dos trabalhos desenvolvidos pelo setor, a Assessoria de Imprensa da Polícia Civil torna público o número de matérias encaminhadas à imprensa e publicadas no site, no mês de agosto.

Os três jornalistas da Assessoria de Imprensa, responsáveis pela redação das informações provenientes de todas as Delegacias de Polícia do Estado, produziram um total de 149 matérias.

Depois de publicadas no site da Polícia Civil, as notícias também são encaminhadas para os jornalistas e profissionais da imprensa de todo o Estado.

O principal assunto para as reportagens são as prisões e as ações exitosas dos Policiais Civis nas 30 Delegacias Regionais de Polícia, além de cobertura de eventos e acompanhamento da agenda do Delegado Geral de Polícia Civil.

Opinião deste colunista: a intenção até é compreensível, mas imagino que a criminalidade deve estar zerada para que o número de releases vire notícia..

comentários

Comentários (6)

  • Mané da Ilha diz: 30 de agosto de 2012

    Eu morro e não vejo tudo. Uma assessoria de imprensa fazer um release sobre o número de matérias enviadas para a mídia. Isso não existe. È inédito no campo da mediocridade. Quem assina o release é jornalista??? Será que frequenta ou frequentou alguma redação?? E eu não me aposento com salário de coronel!!!!

  • Krislei diz: 30 de agosto de 2012

    Infelizmente, ainda não conseguimos zerar o número de presos. Só hoje, pela Assessoria da Polícia Civil já divulgamos ao menos 8 prisões. Além disso, quem decide se transforma em notícia o que os assessores divulgam, são os jornalistas.

    Abraço e obrigada pelo espaço.

    Krislei

  • Carlos Alberto da Silva diz: 30 de agosto de 2012

    O release não só é notícia, como deveria ser festejado, demonstra que mesmo sendo a Polícia Civil de Santa Catarina a que recebe o pior salário do Brasil, ainda consegue gerar um número suficiente de matérias, que em sua maioria são relacionadas a prisão de delinquentes.
    Serve esta matéria muito bem posta na capa da página da Polícia Civil, para ilustrar e tal qual uma empresa fazer um balanço de suas atividades.
    Zerar o crime, nem em Utopia se conseguiria.
    Parabéns para a assessoria de imprensa e parabéns para a Polícia Civil e para a Polícia Militar também, porque não, já que ambas estão no mesmo patamar salarial e de competência.

  • Roberto Alves diz: 31 de agosto de 2012

    A algum tempo venho acompanhando os trabalhos de divulgaçao dos setores de comunicação da segurança publica. A cerca de nove meses percebi uma consistente mudança. Me parece que a Policia Civil acordou, e realizou modificações na divulgação de seus trabalhos. Em tempos de midia instantanea, cada um luta com as armas que possue. Parabéns ao setor de imprensa da Polícia Civil. Afinal se a propria policia não divulgar e defender suas ações, quem o fará??
    Agora, vale uma observação, MANE DA ILHA, seu comentário me pareceu carregado de inveja…. que coisa mais feia….

  • Joao J. Junior da Silva diz: 31 de agosto de 2012

    Não tenho vínculos com a Polícia Civil nem defendo a mesma, inclusive tenho algumas restrições quanto à mesma, mas estão de parabéns, da mesma forma que a Polícia Militar, pois estão fazendo um bom trabalho e devem divulgar, mesmo tendo a imprensa demagoga nos seus calcanhares. Se não publicam é porque não estão atuando, se publicam sempre há um jornalista que só sabe criticar e denegrir a imagem de todos.
    Fácil ficar atirando pedra contra todos quando possui a mídia em suas mãos. Deveria usar a mesma para trazer à baila discussões importantes, nos moldes da campanha da RBS “a educação precisa de respostas”.
    Nunca vi um blogueiro criticando a própria imprensa, imprensa que se utiliza a qualquer custo de informações, na maioria das vezes sem embasamento, para obter repercussão e assim manter o emprego. Equivocam-se, deveriam buscar as informações com fundamentos e com provas cabais, para após, postar informações creditadas e que propiciam ao longo dos anos o reconhecimento dos leitores. Para a maioria isso não acontece, mas o rastro dos estragos causados às pessoas e aos órgãos é irremediável.

  • Benevenuto Chaves Neto diz: 3 de setembro de 2012

    Parabéns ao setor de comunicação da Polícia Civil. Como Policial Militar acompanho diariamente o trabalho da nossa polícia judiciária, trabalho este que deve ser sim divulgado. Em tempos de comunicação instantânea e de massa, alguns ainda não se aperceberam que não são mais donos da informação e aí, bate o desespero e é claro, sem argumentos restam-lhe a crítica destrutiva.

Envie seu Comentário