Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Floripa é destaque no Wall Street Journal

26 de outubro de 2012 48


reprodução

Os que ainda torcem o nariz para o reconhecimento de Floripa como a nova meca dos ricos e famosos ficarão de cabelo em pé. Nesta edição de final de semana do Wall Street Journal, o veículo de maior relevância sobre economia dos EUA e um dos mais influentes do mundo, Floripa Island é destaque.

Em reportagem assinada por Jemima Sissons, Jurerê Internacional  é descrita como point de gente bonita e descolada, que adora aproveitar os beach clubs para tomar caipirinha no final de tarde em locais como o Cafe de la Musique ou o P12.

O ponto alto fica por conta do Réveillon. Entre as casas indicadas para balada, o Posh, Pacha e The Double Seven.

Um tiro de misericórdia no provincianismo, diriam alguns. É o fim da Ilha, dirão outros.

O fato é que este caminho, pelo visto, é sem volta…

comentários

Comentários (48)

  • Jorgr diz: 26 de outubro de 2012

    Caminho sem volta, não. Quando tudo estiver destruído, a violencia lá em cima, esgoto, bla bla bla.. Todos voltarão, menos quem é de lá. FIcarão com as sobras. E poucos, com o lucro.

  • laércio pereira diz: 26 de outubro de 2012

    simplismente maravilhosa essa notícia, eu que vivo criticando esse marasma, essa vida provinciana de décadas, acredito estam com os dias contados, nasci nessa cidade e a amo muito, por isso quero ve-la no topo das famosas cidades do mundo.

  • Ace diz: 26 de outubro de 2012

    a questão não é ‘torcer o nariz’ e sim ver a realidade da cidade, existe sim uma cidade dentro de outra, uma maquiagem mal feita e perigosa, uma coisa chata é ver publicado no twitter fotos de ‘paraísos’ dentro da ilha que são falsos, pois a foto e manipulada e não tem cheiro, vai numa segunda-feira a noite no centro da cidade e tenha estomago para circular … e veja uma realidade mais crua, mais real, mais justa na cidade, as praias não são tudo que dizem, já foi divulgadas praias poluídas em toda extensão da ilha, sem esgoto tratado, asfalto de má qualidade, aeroporto parecendo rodoviária, olhe bem o centro da cidade e alguns bairros mais tradicionais, tudo feio, mal feito, mal instalado … é uma floripa que não sei aonde fica, tenho mais de 40 anos, sou mané e vivo uma realidade e não ‘a ilha da fantasia’

  • Isaac diz: 26 de outubro de 2012

    Lamentável que esteja ficando assim. A cada dia que passa eu me sinto um estranho nessa cidade, com vontade de sumir do mapa.

  • Carlos Campos diz: 26 de outubro de 2012

    Linda esta foto da Praia de Ganchos de Fora em Governador Celso Ramos – batida do alto do Resort Ponta dos Ganchos….

  • Junior diz: 26 de outubro de 2012

    Esta foto não é de Floripa e sim de GOVERNADOR CELSO RAMOS, mais Exatamente Ganchos de Fora e suas belas Praias. Propaganda enganosa,Deveria Mostrar o Caos da Ponte no final de tarde.

  • Sério diz: 26 de outubro de 2012

    Essa nossa ilha é linda e maravilhosa, mais sem estrutura para receber turistas, pela falta de planejamento, tanto para locomoção de carros, onibus, recebimento de navios, hoteis, restaurantes etc… Fica insuportavel se locomover para as praias e depois retornar para cidade. O nosso Aeroporto Internacional Hercilio Luz, já não aguenta um pequeno feriado, imagina nas férias com a vinda de turistas brasileiros e internacionais. Quem vem passar uns dias em Florianópolis, não tem vontade de ir embora!!!

  • Cesar diz: 26 de outubro de 2012

    Uma foto da praia de Ganchos de fora, com a PHYTOMARE ao fundo (centro da foto). Isto é Gov Celso Ramos. Um local belíssimo.
    Damian

  • Renato Ribas diz: 26 de outubro de 2012

    Perfeito o comentário do Arce! Essa Beverly Hills Catarinense eu também não conheço! E olha que eu nasci aqui!

  • Amanda diz: 26 de outubro de 2012

    Essa foto é de Ganchos de Fora – Governador Celso Ramos. Local de praias maravilhosas!!!!!!

  • Ricardo Eliezer diz: 26 de outubro de 2012

    Ilha maravilhosa…já é coisa do passado, a coisa ta tão preta por aqui, que até alguns turistas que, mesmo querendo e precisando retornar aos seus destinos, muitas vezes não conseguem, devido a mobilidade( ou imobilidade ) de nosso transito, que não os deixa chegar ao aeroporto. Quem sabe um dia, com governantes competentes, que legislem para o povo que os elege, a Ilha da Magia venha a tornar-se uma realidade.

  • GustavoSchroeder diz: 26 de outubro de 2012

    “known simply as Floripa, an hour’s flight east of São Paulo”
    Traduzindo, uma hora de voô a leste de São Paulo?
    Que artigo mais mercantilista, bem coisa de gente MAL informada.
    Vamos desconsiderar esse artigo ai pessoal, péssimo!

  • Julio Crescêncio diz: 26 de outubro de 2012

    Este povo que escreve neste jornal, deveria vir para Florípa de ônibus, descer na rodoviária, imunda e nojênta, pegar os coletívos no fim da tarde, e se dirigirem ao norte da ilha, ao sul da ilha!Depois, curtirem as praias poluídas da cidade, Ingleses,Canasvieiras, Cachoeira do Bom Jesus, entre muitas! E parem de mostrar fotos de prais de outro município, mostrem a realidade, esta cidade já era, é um LIXÃO e cheia de bandídos, começando pelos politícos daqui!

  • Pablo diz: 26 de outubro de 2012

    É bacana dizer que Floripa é “show”, pois os elogios nos fazem bem, devolvem/renovam/mostram as nossas qualidades. Contudo, “glamour” e chique não acrescentam nada. Se dissessem que somos a cidade com melhor IDH, menor taxa de analfabetismo, maior divisão de renda, menor índice de diferença social, daí sim eu me sentiria bem. P12 e Jurerê Internacional não dizem nada, não agregam, não qualificam. Da mesma forma, o fato de ricos e famosos frequentarem a cidade não necessariamente mostra que se trata de um grande lugar para se viver, onde o povo é feliz e vive bem. Talvez, isso sim, mostre que se trata de um local onde quem tem grana se dá bem.
    Conheço meio mundo e posso dizer que Floripa tem muita coisa boa (e que está rumo ao 1º mundo), mas infelizmente tem mais coisas ruins (basta ver a criminalidade e a pobreza que se alastram pela cidade, o baixo nível das campanhas dos governantes, a falta de planejamento urbano, a exclusão social, a saúde e a educação em frangalhos).
    Qual o rumo da cidade? Aquele que o governo der, ou o que o povo quiser (ao menos em tese). Porém, não custa lembrar que dinheiro e o interesse de quem tem dinheiro (ou os meios de gerar riqueza) fazem diferença (quanto vale, quanto se paga, quanto de pode gastar…).
    Abraços, Rafael!

  • Tadeu diz: 26 de outubro de 2012

    Muito bom para Floripa , pra Santa Catarina e pra nós catarinenses .
    Espero que em muito breve saia o Quinta dos Ganchos e o Ponta do Coral .

  • Beliza Costa diz: 26 de outubro de 2012

    Muito pertinentes os comentários dos leitores. Falta tudo em Floripa, que não é essa maravilha toda de infraestrutura que vem sendo propalada em revistas e jornais. Não sou retrógrada nem provinciada, mas prefiro uma Floripa mais tranquila e mais segura para quem aqui habita, não para meia dúzia de mauriçola e periguetes que vêm para a ilha fazer pose, especialmente, no verão. A propósito, tem coisa mais cafona do que aquela piscina do P12 atulhada de gente suada, lambuzada de bronzeador e fazendo xixi na água?

  • carlos eduardo diz: 26 de outubro de 2012

    Anos atrás, matéria parecida também saiu no mesmo jornal, e o retorno esperado não foi atingido. Conheço pessoas de NY, que chegaram a vir até aqui para adquirir propriedades, com a intençao de transformá-las em pousadas de luxo, mas a ideia também não vingou. É lógico que existem pessoas por detrás dessa nova propaganda, todas querendo faturar no próximo verão, não se preocupando com a falta de infra necessária para em primeiro lugar, nós que aqui vivemos, vivermos bem, e para que todos, nós e turistas, soframos muito com a paralização da cidade. Precisamos de governos honestos, muito investimento, dez anos de tempo necessário para prepararmos a cidade, para só depois pensarmos em virmos a ser a ilha da mágia. Como sempre, vendem ilusões, e depois não temos de quem cobrar o caos em que se transforma a cidade, sem ruas, sem avenidas, sem aeroporto, sem rodoviária, sem água, sem esgoto, sem segurança. Só natureza, não é o suficiente.

  • Berto Soares diz: 26 de outubro de 2012

    Floripa não tem nada de chique. Vai no verão final da tarde em Jurerê Internacional (o nome é chique, né?) para ver a quantidade de lixo na praia, sabugo de milho, copo plástico, saquinho de salgadinho, abacaxi e por aí vai…. Concordo com a leitora, o P12 não deixa de ser um piscinão de Ramos

  • jefferson souza diz: 26 de outubro de 2012

    Vamos a velha receita do bom marqueteiro. Supervaloriza-se um produto, ganha-se muito dinheiro com a venda dele, custe o que custar, e depois passamos a vender outro produto e assim por diante. Floripa, a Floripa de todos nós catarinenses é a bola da vez. Resta saber como esta ilha ficará daqui há 15, 20 anos. Se ainda teremos vontade de visitá-la. É bom lembrar que grandes grupos do setor imobiliário, entre outros, estão por detrás desta supervalorização.

  • Cynthia Bossle Althoff diz: 26 de outubro de 2012

    Tem muito marketing por traz da noticia , obviamente ” Floripa” e usada para aumentar o lucro de poucos, o verdadeiro manezinho da ilha nao desfruta da mesma festa na ilha da fantasia .Eperamos que a ilha volte a ser como era pelo menos a 15 anos atraz, Cobrem pedagio ou taxa e short – term stay pros gringos , maximo 1 semana ou duas de ferias ou estadia , com o lucro … invistam na qualidade de vida do povo florianopolitano, salvem a natureza , facam algo que de lucro a todos :) Se eu pudesse ter tido a oportunidade de ajudar a cidade ou pelo menos viver com dignidade em Floripa , mas nem emprego eu tinha… hoje sou uma gringa do outro lado do mundo, encontrei uma nova ilha pra morar …

  • Luis diz: 26 de outubro de 2012

    Isso aí é uma falsa Ibiza, um diamante paraguaio. Há muitas Florianópolis numa só, esta é a questão. Bom mesmo seria se vivessemos numa cidade LIMPA, DECENTE e HUMANA. Mas , de uma provinciana e tranquila cidade, rápido migramos para este miniensaio de Rio de Janeiro. Chique seria termos lixo zero, violência urbana tolerável, crescimento urbano controlado e sustentável, transporte multimodal eficiente, corrupção padrão país de primeiro mundo, parques e ciclovias integrados, áreas de preservação permanente intocadas… Não esta barafunda, este amalgama indigesto de bairros exclusivos transbordando ostentação, favelamentos sobre morros, mangues e restingas… Tudo temperado com muita corrupção ambiental. Todas essas reportagens edulcoradas, douram a pílula e acabam por incentivar a máfia imobiliária e seus despachantes…nossos políticos.Menos, menos.
    FLORIPA MENOR, FLORIPA MELHOR!!!

  • aldo diz: 26 de outubro de 2012

    A jornalista é convidada, com tudo pago, e o resultado não poderia ser outro. O único jornalista que comentava com integral isenção tinha o pseudonimo de Apicius, e escrevia acerca de gastronomia no excelente Caderno B, do falecido Jornal do Brasil, do Rio. Ia aos restaurantes, não era identificado, pedia, pagava a conta e depois escrevia com integral desprendimento.

  • Osvaldo diz: 26 de outubro de 2012

    Tenho observado, nos últimos tempos,que a coisa que mais desgosta certas pessoas é falar bem de alguma coisa.É só alguém elogiar algo e todo mundo começa a desencavar toda a coisa ruim que existe por todo o lado. Não entendem que somos um país com pequeno grau de desenvolvimento, com imensos bolsões de pobreza, com uma estrutura pobre, com muito roubo, sonegação e suborno sim, porém também temos coisas boas e são estas coisas boas que devemos mostrar ao mundo e não estes filmes que só mostram bandidagem e tráfico de drogas( que também existem no mundo inteiro).Por favor, não quero criar uma controvérsia, mas pensem nisso, vamos levantar a cabeça e olhar para cima e para a frente.”O mundo é lindo, a felicidade até existe…”

  • Fernando diz: 26 de outubro de 2012

    Ótima notícia. Só espero que o nosso amigo Rafael Martini – O VISOR, não só cite aqui em seu blog, que Jurerê Internacional ou só a ilha como o “point”. A foto da matéria é de GOVERNADOR CELSO RAMOS – GANCHOS DE FORA (mais precisamente). Moro em Floripa, más justiça seja feita. Dê os royalties também a parte continental de Floripa aqui em seu blog. Sei que a matéria é do EUA (Wall Street Journal) más espero que o amigo Rafael Martini arrume esse equívoco para nossos leitores.

  • Fernando diz: 26 de outubro de 2012

    Ótima notícia. Só espero que o nosso amigo Rafael Martini – O VISOR, não só cite Jurerê Internacional ou só a ilha como o “point”. A foto da matéria é de GOVERNADOR CELSO RAMOS – GANCHOS DE FORA (mais precisamente). Moro em Floripa, más justiça seja feita. Dê os royalties também a parte “continental” de Floripa aqui em seu blog. Sei que a matéria é do EUA (Wall Street Journal) más espero que o amigo Rafael Martini arrume esse equívoco para nossos leitores.

  • Willian diz: 26 de outubro de 2012

    O problema é a relação quase que automática quando as pessoas ouvem falar de Floripa : Jurerê = Florianópolis.

    Pessoal vai ficar sonhando com esse falso paraíso. Sim Floripa é uma excelente cidade, mas tudo o quê eu vejo de notícia sobre a nossa cidade lá fora é as tags: “Jurerê, Champagne, Giselle Bundchen, Reveillon, Luxo, Mansões”…

    Temos que parar com isso, a realidade de um bairro de alguns milhares habitantes não é a mesma de uma cidade de 430 mil.

  • luiz diz: 26 de outubro de 2012

    Como existem aqueles que ainda das cavernas de suas ignorâncias se encantam com falso brilho das pedras sem valor. Quando os algozes de suas riquezas estiverem bebendo o espumante de suas casas invadidas, e estiverem sofrendo a barbárie dos que tambem querem riqueza, e a tiram a força, vão lembrar, que eles mesmos invocaram esses demônios.

  • reinaldo diz: 26 de outubro de 2012

    O que precisa ser feito é manter a natureza limpa e bonita, dar segurança à população e ao turista e não simplesmente explorar e trucidar com prédios caixotes sem área verde e de lazer. Espelhem-se nos grandes centros turísticos e afastem as contrutoras idiotas que não sabem utilizar adequadamente o espaço e deterioram a paisagem transformando-a numa cidade de concreto tipo favela classe A, onde o turista vai aos poucos desaparecer, pela deterioração do meio ambiente e da paisagem.Construam coisas que valham a pena sem perder a característica ambiental, ou o que hoje vale amanhã não valerá nada.Não importa que seja caro, caríssimo, mas deve valer a pena!Pela demolição dos caixotes edificados, substituidos por algo mais moderno,adequado à paisagem e tecnologicamente avançado e ambientalizado.Mas os prefeitos e vereadores em geral são, como o perdão da palavra, uns inúteis, frente aos contrutores viciados em “aproveitamento do espaço útil”,edificadores de selvas de pedra.É preciso ter a visão da paisagem e do que atrai. Basta olhar a foto. Algum gênio logo vai pensar em colocar um prédio caixote de hotel ali, ou algo Dubaiano e, fim da paisagem…

  • Felipe Ramos diz: 26 de outubro de 2012

    É só publicar uma notícia em favor de Florianópolis, que a turma das idéias estreitas começa a se manifestar. Está certo que a matéria é fraca e está longe de refletir Florianópolis, mas estes argumentos furados, ranzinzas, queixosos dos comentarios de nada agregam para o futuro da Ilha. Pelo contrário, é este pensamento tacanho que tem servido de massa de manobra para as administrações públicas. Que se elegem com discursos vazios, somente falando o que estes idiotas querem ouvir. É só dizer que é contra a construção que o voto dos medíocres esta garantido. Como se o problema fosse o capital. Na cidade onde empresário é tratado como bandido, tudo que leva a estagnação é bem vindo. A turma do faz nada fica satisfeita, quando o abandono impera. O abandono sim tem um impacto na natureza. As dunas não são invadidas por empreendimentos, mas os espaços vazios são tomados, com parcelamentos irregulares de solo e invasão das áreas de preservação. Está na hora de atitudes positivas, de entender que fazer acontecer deixa lacunas sim, mas principalmente que a sustentabilidade depende da palavra muito mais da palavra desenvolvimento do que inercia. Um abraco aos que me entendem e aos que nao me ententem tambem.

  • Ricardo diz: 26 de outubro de 2012

    Esses dias recebi uma amiga da Suiça aqui em Florianópolis. Quando fui levá-la ao aeroporto, saímos um pouco mais cedo porque aconteceria Avaí x Goiás pela Série B. Daí ela me pergunta: “De quem foi a ideia estúpida de autorizar um estádio de futebol bem aqui?”… Pois é… Essa é a Ilha dos Milionários.

  • Luiz Carlos Biazeto diz: 26 de outubro de 2012

    Bom ler comentários reais de cidadãos da cidade, porque, eu como muitos paulistanos, quando pensamos em deixar nossa cidade, pensamos imediatamente em Floripa da magia, nem tanto pelo que descrevem os manezinhos; linda sim, mas com incipiente violência diante dos níveis de SP. Mas o que mais importa é a percepção de que é uma cidade linda e com problemas tais como os de todo o país, infelizmente! Solidarizo-me com todos e faço votos que neste próximo pleito seu povo vote no melhor, a fim de, pelo menos, bloquear a fome dos políticos errantes, que só querem auferir progresso pessoal e dane-se o povo, tal como aqui, e saber dar o troco àqueles que vêm com más intenções. Um forte abraço à todos!

  • Ernesto São Thiago diz: 26 de outubro de 2012

    Coisa mais idiota crticar o fato de que a referência internacional de Floripa é Jurerê Internacional. Queriam que fosse a favela do siri???

  • Luciano diz: 26 de outubro de 2012

    Para entender esta reportagem do WSJ tem que pensar igual gringo. Pasta irmos a Los Angeles, New York, Londres ou Buenos Aires que veremos o mesmo que em Floripa.
    Alguns locais luxuosos, com gente endinheirada e a maior parte destas cidades com gente comum, classe media e pobres, em bairros sujos e violentos.
    Nao vejo pq tanta indignaçao, Floripa nao e tao diferente de Los Angeles. Nos temos Jurerê Internacional e eles tem Beverly Hills.

  • Carlosior Alberto de Melo Jr diz: 26 de outubro de 2012

    Concordo que Floripa tem muitas praias bonitas. Mas essa da foto é a praia de Ganchos de Fora, em Governador Celso Ramos. Chic mesmo!

  • silvio diz: 26 de outubro de 2012

    qual o link da materia? passe-me por favor!

  • Guilherme Oscar diz: 26 de outubro de 2012

    Voltei agora 26Out2012 de Floripa/ Ingleses, apos uma semana maravilhosa, mesmo com chuva. FLORIPA nesta epoca e’ que recomendo.
    Ate’ falei p/ milha mulher, qual seria a solucao p/ o transito da ilha ,super congestionado mesmo agora antes das ferias escolares .
    SUGIRO formar uma comissao permanente p/ preservacao da SAUDE da Cidade e das pessoas e assim IMPEDIR A DESTRUICAO DESTE PATRIMONIO dos CATARINENSES, dos Brasileiros, de todos enfim !!!

  • wilson diz: 27 de outubro de 2012

    Menos, menos!!! O jornalista trata o assunto pela rama; tem muita coisa boa aqui, mas também não é essa coca-cola toda! Não tem aeroporto, não tem táxi, não tem calçada, não tem mobilidade no trânsito, não tem marina, não se aproveita nada dessa plataforma líquida maravilhosa, nem em termos de lazer, nem de transporte por água, o que seria um charme! O que Deus fez foi perfeito. Falta, agora, o homem meter a mão e não pensar pequeno, não pensar manezinho, não pensar pobrinho. Falta a visão de um urbanista ousado, que pense no futuro, tipo Haussmann, que não tenha medo de rasgar avenidas novas e alargar muito as antigas. Em termos de infraestrutura temos que pensar em pelo menos 50 anos na frente.

  • Ganchos diz: 27 de outubro de 2012

    Não é querer descordar de alguns aki, mas quem é milionário não vai ficar perdendo tempo pra dar voltinha no mercado nem pegar taxi pra ir pro aeroporto em horário de congestionamento. Os caras quando vem pra cá não vão querer saber onde mora os pobres, os ricos, etc.. Vem curtir os locais onde o dinheiro deles consegue comprar! Todos os lugares tem seus pontos ruins, tira um tempinho e vai nesses lugarzão por aí em época de eleição e escuta o discurso da oposição! Em todo lugar tem as pessoas que aproveitam as coisas boas buscando solução pras ruins, mas sempre tem também pessoas que só vêem coisas ruins e buscam desculpas pra estragar as boas!

  • Ganchos diz: 27 de outubro de 2012

    *discordar.

  • SONIA FRAGA diz: 27 de outubro de 2012

    Concordo que Floripa tem muitos problemas, entre eles a ” imobilidade ” urbana , destruição da natureza poluição das belas praias e etc ., mas dizer que aqui está tudo péssimo, um lixo como foi citado acima já é demais, parece despeito de vizinhos que não possuem tanta exuberância natural. Tem que melhorar muita coisa sim, por isso voto consciente na melhor proposta e depois é só cobrar!

  • Juliana Desterro diz: 27 de outubro de 2012

    “Queriam que fosse a favela do siri???”Florianópolis é linda,maravilhosa.Mas existe a favela do siri,existe os zumbis saindo da Praça XV todos os dias pela manhã,metendo a cara no lixo procurando algo,assaltantes em pleno início da tarde te assaltando.Não troco Florianópolis por nenhum outro lugar,só que,sou daqui,moro aqui o ano inteiro e tenho a sensação de insegurança e de que nossa belezas naturais estão sendo destruídas.As belezas naturais ainda estão aí,os pontos turísticos,como a ponte Hercílio Luz também.Até quando?Falam em acabar com a 14ª Brigada na Bocaiúva,com a Marinha no Jardim Atlântico e até com a Base Aérea.Me lembro do Hospital Naval na Agronômica,hoje?Hoje está sendo construído um ,ou vários prédios,é isso que se quer?
    Encher a cidade de prédios?Se hoje aquela área onde está a Base Aérea ainda é preservada,é porque lá tem ordem.Senão lá seria uma filial de tantas outras terras invadidas para construção de favelas.Florianópolis carece de áreas verdes,parques,mas quando se vê mais um terreno sendo terraplanado é mais um prédio subindo nas alturas.

  • Anderson R. diz: 27 de outubro de 2012

    Fora Haole! Daqui a pouco Floripa tá igual a São Paulo!
    Veio, viu, conheceu…agora pode voltar pra casa.
    Com essa invasão descordenada, daqui a pouco as notícias lá fora sobre a “Ilha Encantada” serão de furtos, sequestros, assassinatos,…

  • Tadeu diz: 27 de outubro de 2012

    FELIPE RAMOS, foste perfeito. Ha tempos nao lia um comentario tao direcionado, tao coerente, tao bem escrito , parabéns. Tomei a liberdade de copiar e guarda-lo .
    É isso aí , veja que até pouco tempo a imprensa internacional so dava noticias ruins sobre Brasil e agora que estao começando a nos ver de uma outra forma , tem pessoas reclamam.
    Muitos tem é que sair de suas aldeias e ver o que é o mundo; se nao querem mudanças voltem a andar de carroça, joguem seus talheres fora e voltem a comer com os dedos apenas, afinal mudar pra que ? Ou pensam que Paris e Nova Iorque estao congeladas no tempo ?

  • Lauro diz: 27 de outubro de 2012

    Ernesto Sao Thiago, como você encara o fato de que a grande maioria da população de Florianóplis deseja transporte publico decente, hospitais, escolas, saneamento básico, enfim,essas coisas todas que significam efetivo desenvolvimento? Como você vê isso? Precisamos, sim, de marinas, não para o luxo de alguns. Não sou especialista no assunto, e dentro do meu parco entender, marinas são, essencial e fundamentalmente para servir à navegação no transporte de bens e serviços, antes de qualquer coisa. Num segundo momento, ou até concomitantemente, sim, as marinas serão usadas para lazer. A questão é que marinas ou atracadouros tem que ser úteis para servir ao coletivo, repito, na sua finalidade principal. Se eu estiver errado, por favor, me corrijam. Mesmo por que Florianópolis não é um mero balneário, como querem alguns, ou balneário de luxo, como almejam uns tantos outros. Florianópolis é uma metrópole importante com canais de geração de renda que vão além do turismo, Claro, turismo é um canal, mas não o único. A grande questão das marinas é que elas estão sendo pretendidas para uma finalidade menor. O empreendedorismo real, genuíno, traz em seu bojo o progresso COM sustentabilidade. O que se vê, entretanto, é um grupo de pessoas que se pretendem empreendedoras, mas não são. Sempre se pode desvalorizar seres humanos e estuprar o planeta e ainda assim ser elogiado por ser um grande empreendedor, passar por empreendedor. Acontece que não somos bobos, a população não é boba, para infelicidade dos falsos progressitas-empreendedores. Então, que essa coisa toda em torno do assunto “marina” seja bastante clara e bem explicada. Primeira pergunta: As marinas servirão a quem e a quê? Quais os interesses envolvidos? O que se ganha e o que se perde? Quando e onde elas serão implantadas? Isto teria que ser uma discussão ampla, aberta a todos, transparente. O que você acha?

  • Russel diz: 27 de outubro de 2012

    Bem vindos a capital do povo mais endividado do Brasil. Turma de bobos, compram carros em 72 vezes para desfilar na Beira Mar e os filhos indo mal na escola. Roupinhas de marca, sapatinho da hora, bolsinha da LViton, meia furada e busão na fila… Êta povinho bosta!

  • Ernesto São Thiago diz: 28 de outubro de 2012

    Como é que é??? Botam palavras na minha boca e depois querem que eu as explique??? Coisa pro cara rir!!! :D

  • Ernesto São Thiago diz: 28 de outubro de 2012

    Quem quiser saber o que eu penso sobre desenvolvimento náutico, convido a navegar pelo meu blog, há clipagem de várias matérias e artigos meus postados lá: http://www.ernestosaothiago.blogspot.com
    Sejam bem vindos!

  • carlos eduardo /outro diz: 4 de novembro de 2012

    O xará disse bem a respeito da pegadinha.Olha que vivo há 30 anos aqui e posso dizer: uma das maiores fontes de ganho é a propaganda enganosa. Daí, vinham argentinos e brasileiros,e investiam em algo não melhor em qualidade do que aquilo que já encontravam. Mesmo assim, o cálculo acabava e acaba no vermelho ao final de uma temporada em que,pela expectativa criada na mídia, haveria de valer o altíssimo aluguel dos pontos comerciais e da hospedagem em geral. Mas não é o que ocorre. O grande vencedor é sempre o locatário, que durante o ano todo não usa os imóveis de maneira produtiva e ganha o ano inteiro em apenas alocar durante a temporada. Isto não é investimento, é exploração. Não produz, suga. E o pior: o verdadeiro turista, que já viajou o planeta , virá, sim. Mas registrará para todos a verdadeira verdade.

Envie seu Comentário