Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Adolescentes ganham nome de dois pais em adoção por casal homoafetivo

06 de dezembro de 2012 35

Dois adolescentes, de 12 e 13 anos, terão registrados os nomes de dois pais em suas certidões de nascimento. O casal homoafetivo, conhecido como “Pai 1” e “Pai 2”, obteve a adoção das crianças em comarca do litoral norte de Santa Catarina. Elas estavam abrigadas e, em razão da idade, tinham poucas chances de serem adotadas pelas demais famílias inscritas no Cadastro Nacional de Adoção. 

 O casal e as crianças passaram pelo estágio de convivência e tiveram acompanhamento da juíza que conduziu o processo e da assistente social da comarca. Isso foi feito por meio de contato pessoal e prolongado tanto com os adotantes como com os adotados por seis meses.   

Na decisão, a juíza elogiou o empenho e a dedicação dos novos pais, que seguiram as recomendações e orientações recebidas do setor social da comarca durante a fase de adaptação e convivência. Os problemas foram superados com maturidade pelos pais, que, segundo a magistrada, dividem atribuições nos cuidados com os adolescentes, especialmente no acompanhamento escolar. 

   A nova família mora na região metropolitana de Porto Alegre. Em janeiro, os dois irmãos mais novos dos adotados – que seguem abrigados – serão levados para passar férias no Sul, em um esforço para manter os vínculos biológicos que ainda restam.

comentários

Comentários (35)

  • fernanda diz: 6 de dezembro de 2012

    isso é uma vergonha,absurdo,sem palavras,a destruição da famíla,ainda bem q tudo um dia será destruído

  • Fernando diz: 6 de dezembro de 2012

    Vai te internar o doente. Vai acabar mesmo pra você que é retrógrada e que na sociedade não terá mais espaço pra pessoas que pensam como você.

  • gregorio diz: 6 de dezembro de 2012

    Essa fernanda deve ser uma recalcada,pessoas querendo fazer o bem e ela com esse moralismo falso.

  • jovelson diz: 6 de dezembro de 2012

    É o fim da picada mesmo, como estes dois meninos adotados terão alguma estrutura familiar……….

  • Gigi diz: 6 de dezembro de 2012

    Absurdo é ver a grande quantidade de crianças na fila de adoção que, ou por falta de interessados ou por causa da burocracia brasileira no trâmite do processo, ficam anos esperando e acabam não sendo adotadas porque aí já é “tarde” demais, já estão “muito velhas”. Afinal, quem vai querer adotar um adolescente? E outra coisa: um casal de homossexuais que dá amor, carinho, atenção, boa educação para seus “filhos” não pode; agora um casal dito “normal” perante essa sociedade hipócrita onde o próprio pai ou padastro abusa de seus filhos, pais que os maltratam, que não dão boa educação, não ensinam ao menos o que é respeito (porque a cada ano que passa as crianças ficam cada vez mais mal-educadas, mal-criadas mesmo) isso pode. Claro! A família “perfeita”! Ah! Me poupe de tanta hipocrisia. Gostaria de saber que valores, ou melhor, está mais para dogmas, são esses que a sociedade acredita. Ouço tantas pessoas falando tantas coisas lindas como amor ao próximo, respeito, harmonia, gentileza, e uma infinidade de adjetivos que não vejo na prática. É a sociedade do faça o que eu digo mas não faça o que eu faço? Vão ler um pouco e se instriur sobre os assuntos antes de dizer um monte de heresia.

  • Gracieli diz: 6 de dezembro de 2012

    Parabéns ao casal pelo gesto de amor! E só resta desejar muitas felicidades a esta nova família que, como todas as demais desse Brasil, é formada por amor.

  • kaio diz: 6 de dezembro de 2012

    deixa eu entender, uma juiza autorizou dois jovens de 12 e13 anos a serem adotados por um casal gueyyyyy ,papai 1 e papai 2 que lindo, essa juiza é juiza ???,o que virá acontecer com esses dois jovens vão ser alienados, vão seguir os passos dos ajuntados, ou trasformados em homens com H maiusculo.É o fim do mundo, logo logo ,não haverá homens procriando, todos estão indo por esse lado BX…,e dai como o mundo vai continuar.Será que DEUS na sua infinita bondade vai conceder o perdão para esses trasloucados, incluindo a ILUSTRISSIMA SENHORA JUIZA ??

  • Jaqueline diz: 6 de dezembro de 2012

    Fernanda, DESTRUIÇÃO DA FAMÍLIA?! Você deveria ter VERGONHA de falar isso!!! A família dessas crianças ABANDONADAS já estava destruída a tempos!!! O que esses pais maravilhosos, elogiados até pela juíza estão fazendo é a RECONSTRUÇÃO de uma família. O preconceito de gente ignorante é tão grande que preferem ignorar o bem que ESSE tipod e família trás para tantas crianças brasileiras ABANDONADAS pelos pais, e que na maioria das vezes quando são um pouco mais velhos, tem a tendência a completar 18 anos nos abrigos sem conseguir um lar, pois 90% das famílias que vão em busca da adoção procuram por bebes!
    PENSE e REPENSE antes de criticar uma FAMÍLIA que está acolhendo e dando um lar digno, amor e carinho para essas crianças.
    E outra.. se você não pode fazer melhor, não critique quem faz!

  • Maria diz: 7 de dezembro de 2012

    O amor não tem limites e uma família se forma sempre que existe o amor, a dedicação e a responsabilidade.
    Acho maravilhoso que nosso Estado seja palco dessa demonstração de afeto e ausência de preconceito.
    Parabéns a todos os envolvidos!!!

  • Rick diz: 7 de dezembro de 2012

    Destruição da família? As crianças foram abandonadas pela família, e isso não foi culpa nenhuma do casal de pais que está dando um lar, melhor educação e estabilidade para essas duas crianças….

  • Vladimir diz: 7 de dezembro de 2012

    Não vejo preconceito algum!!! pelo contrario, essas familias alternativas, são dignas de respeito! demonstram que não vem problema algum em adotar uma criança de 12 . 13 anos, como certas “familias ditas normais” que querem uma criança recém nascida, que seja parecida com pelo menos um dois pais, que então tenha no máximo uns 2 anos … por favor!!! parabéns magistrada por sua atitude! Parabéns ao casal por dar um lar e condiçoes dignas para duas crianças!!!

  • Franciane diz: 7 de dezembro de 2012

    Meu Deus,no século XXI,ainda existem pessoas igual a essa FERNANDA aih??Fala sério,é prefe´rivel então qeu as crianças vivam no orfanato até completarem 18 anos e saírem pelo mundo..CALA A BOCA,deve ser uma fanática religiosa,preconceituosa…

    VIVA A DIVERSIDADE!!

  • Sandro diz: 7 de dezembro de 2012

    Realmente Fernanda, um dia tudo será destruído, inclusive a sua família que deve ser um belo exemplo para a Criador.

  • Juliarde diz: 7 de dezembro de 2012

    A instituição chamada “família” está se acabando dia após dia! E as pessoas acham isso normal, porque a novela, as leis, o governo ensina que isso é normal para os dias de hoje! Quando Deus criou a familia, ele criou o HOMEM e a MULHER, Adão e Eva, e acabou. Não sou homofóbico, porém sou totalmente contra a prática destas pessoas! Fico pensando, que tipo de futuro essas crianças terão! Provavelmente terão as mesmas atitudes de quem os adotou, os quais não podemos dizer: papai e mamãe… Lamentável!

  • Roze diz: 7 de dezembro de 2012

    Que família Fernanda? Deixa de ser hipócrita. Aqueles dois anjos, digo os PAIS, mostraram que são superiores a essas crenças absurdas de moral e valores, que só sabem pregar ranço e preconceito e nada fazem pelo bem dos abandonados. Eles sim sabem o que amor. Você pelo jeito não tem a menor noção da dimensão disso. Vai você lá e adota as crianças então. Com certeza nunca conseguiu botar a cara fora da sua igreja, ou da sua família faz de conta e ir lá ver de perto a realidade, a crueza, o sofrimento das crianças que esperam uma família. Ai que horror. Sabe o que tem que ser destruído? A ignorância, o cabresto, a cegueira, o fanatismo, o preconceito. Parabéns aos pais. Parabéns à justiça. E muitas felicidades às crianças com a nova família.

  • Valmor Monteiro diz: 7 de dezembro de 2012

    A Todos….

    Jesus Esta voltando……..

    Esta caso é mais um demostração… estamos virando Sodoma e Gomorra……….

  • Viviane diz: 7 de dezembro de 2012

    parabéns à juíza que concedeu esse direito. Se as pessoas fossem menos “falsas moralistas” e compreendessem que o amor verdadeiro é incondicional, certamente veriam o bem que esse casal homo-afetivo está fazendo para estas crianças, tirando-as de um abrigo e dando-lhes uma chance de ter uma família. Que a justiça tenha sempre essa consciência, principalmente de acompanhar o desempenho dos pais adotivos. E outra, para essas crianças estarem em um abrigo, certamente sofriam maus tratos dos pais biológicos ou foram largados a própria sorte. Enfim. E Fernanda, seu comentário foi extremamente homofóbico e mesquinho.

  • neusa casas salvador diz: 7 de dezembro de 2012

    Eu acho uma vergonha pessoas que preferem ter cachorro como filho do que adotar uma criança.Por que no verão elas abandonam os animais na rua e filhos é para sempre.

  • Emocionada diz: 7 de dezembro de 2012

    Parabéns aos pais, a adoção tardia é difícil de ser realizada no Brasil. Infelizmente crianças mais velhas e crianças com deficiência não entram na preferência de casais “normais”, que esperam anos na fila de adoção por crianças brancas de até dois anos de idade. Crianças que muito necessitam ficam adultos em abrigos, pois são discriminadas. Muitas vezes são adotados por estrangeiros que entendem o verdadeiro sentido da adoção. Mais uma vez parabéns aos pais que conseguiram ter sensibilidade. Felicidades à família!

  • Ana Karine diz: 7 de dezembro de 2012

    É muito bom ver que PESSOAS independente da sexualidade ainda tende a fazer o bem. A adoção é maravilhoso. As crianças e adolescentes que estão para adoção não vão deixar de ter menos carinho, amor por os pais q os adotaram serem gays, querendo ou não são SERES HUMANOS. Q amam e vivem decentemente. Então eles estão de PARABÉNS. Tenho filho, sou etero e fico mt feliz de ver que a instituição chamada “FAMILÍA” não está acabando. Realmente DEUS fez Homens e mulheres, mais se 2 pessoas do mesmo sexo não são felizes, porque não tentar com pessoas do mesmo? O que importa e que terão pais maravilhosos, casa, comida, estudo e principalmente AMOR.

  • Ana Carolyne diz: 7 de dezembro de 2012

    Ainda bem, todos têm o direito de serem felizes e não será alguém com um comentário julgador que vai fazer elas desistirem. Respeitar, o mínimo que se pode fazer e nem todo mundo sabe. Se um dia tudo for destruído tenho certeza que não será pela felicidade de um casal homessexual e nem de duas crianças que morava em um orfanato e por causa da idade teriam mais complicações na hora da adoção e tiveram a felicidade de ser adotada por pais que vão amá-las e sim por culpa de pessoas que tem um pensamento pequeno, que só pensam em si mesmo e que culpam as pessoas por serem felizes, porque na realidade, não conseguem ser.

  • Marcelo diz: 7 de dezembro de 2012

    Vergonha é esse pre conceito da sociedade….Principalmente por parte dos casais heteros que tem preferência na adoção apenas de bebês…Destruido estavam esses dois jovens que certamente passariam o resto da vida no abrigo porque nenhum casal HETERO iria querer adota-los….agora eles terão uma vida, um lar, uma família, e certamente estão súper felizes por isso….e com 12 e 13 anos pelo visto eles já tem uma cabeça bem mais evoluida que sua Fernanda!

  • Angela diz: 7 de dezembro de 2012

    Genteeee, quanta ignorancia Dona Fernanda!!!

    Que falta de amor, falta de respeito e de consciencia! Se a adoção legal e registrada das crianças terem 2 pais a ofende tanto, porque a senhora mesmo não as adota? Se você fosse essas crianças, preferiria o abrigo ao lar com dos pais?

    Pelo amor de Deus, cresça e abra sua cabeça dura – e bota dura nisso, porque se tranquilizar que o mundo vai acabar mesmo é não ter amor pelo que estão perto de ti e nem por você mesma!

    VERGONHA É SABER QUE EM 2013 AINDA TEM GENTE QUE PENSA COMO A SENHORA!
    QUE VERGONHA PRA NÓS, SEUS CONTERRANEOS!

    E viva a adoção! Hetero ou homoafetiva, criança abandonada precisa de uma familia que a ame incondicionalmente, como ela é!

  • Bruna dos Santos diz: 7 de dezembro de 2012

    Muito legal, assim provamos mais uma vez que o sentido da familia é o amor e não como ela é formada!

    Parabéns a todos os envolvidos

  • Ricardo diz: 7 de dezembro de 2012

    Fernanda, como vc é careta. Vc deve ser daquela que tem filho é joga no lixão!!! É acha isso lindo. Isso sim é uma vergonha! Preconceituosa. Deves ser vc uma mal amada, uma recalcada. Vai rezar, pedir perdão. Sua medieval!

  • Marcelo diz: 7 de dezembro de 2012

    Fernanda, poderia explicar?
    As crianças estavam abrigadas e dificilmente seriam adotadas.
    Esses dois homens merecem o respeito e os parabéns de toda a sociedade.
    Corajosos, fortes e seguros, aliás, bem mais que você.
    Procure constituir sua família, ajudar as pessoas e, acima de tudo, respeitá-las.
    Absurdo é a ignorância de um pensamento ultrapassado e muito pouco racional. Aceite a diversidade. Nesse caso, como em muitos outros, ela apenas fortalece um vinculo social e, sim, familiar.

  • Lucas diz: 7 de dezembro de 2012

    Sim Fernanda…as famílias brasileiras são muito equilibradas não??Por isso talvez sejamos a sociedade urbana mais violenta do mundo e tendo uma educação terrível, pq educação tbm se adquire em casa. Sim…as famílias brasileiras são bestiais em sua maioria simplesmente porque não dispõe de cérebro…assim como você!! Gente burra e ignorante!

  • Raphael diz: 7 de dezembro de 2012

    Tenho amigos que não possuíam o nome do pai (desconhecido) na carteira de identidade e isso os constrangeu a vida toda… Agora imagino essas duas crianças com a identidade: Pai: JOSÉ Mãe: JOÃO. Louvável a atitude da adoção. PONTO FINAL. Daí em diante, é um ESTUPRO a liberdade e ao direito das crianças, para atender simplesmente ao capricho de dois gays que necessitam de auto-afirmação perante a sociedade e obtiveram os seus 15 minutos de fama, para a “causa”. Lamentável. Se eu fosse juíz, a sentença seria outra…

  • Julio diz: 7 de dezembro de 2012

    Lindo Exemplo! E Fernanda, o absurdo e o que deveríamos sentir vergonha é o abandono das crianças.Agora os dois irmãos terão uma família, que sem dúvida está rodeada de amor.

  • Ana Paula diz: 7 de dezembro de 2012

    Parabéns ao casal pela adoção, quanto as criticas de “absurdo” por que em vez de criticar, essas pessoas não seguem o BELO exemplo de amor ao próximo e não adota uma criança? Fácil julgar os outros, dificil é dar exemplos.

  • Rodrigo diz: 7 de dezembro de 2012

    Realmente Fernanda, um grande absurdo. Quem essas criancinhas pensam que são, depois de 12 anos que ninguém as quis, escolher 2 gays como pais? Deviam ficar no orfanato mais 5 anos, até você ir lá adotá-las. Mas pensando bem, você podia ter sido mais rápida, né? Beeeeeeeeeeeijo!

  • Fabrício Schweitzer diz: 7 de dezembro de 2012

    A economia da heteronormatividade já não engana mais. A força esmagadora de seus “dogmas” parece ter se voltado contra si própria. Quanto a destruição da família…elas se autodestroem!

  • Jaqueline diz: 7 de dezembro de 2012

    PARA TODOS OS PRECONCEITUOSOS!
    Já que todos estão falando mal dos DOIS HOMENS que adotaram as duas crianças, e que estão achando um CÚMULO uma família ser construída por um casal gay e duas crianças… que tal VOCÊS adotarem??? já que pelo jeito tem famílias “PERFEITAS” com HOMEM E MULHER, SUPER ESTRUTURADA… que tal vocês fazerem a diferença ao invés de falar mal??????
    Bando de acomodados que só sabem apontar defeitos.. se dizem de DEUS, mas DEUS NUNCA rejeitou ninguém, pelo contrário.
    Envergonhem-se da medriocridade que vcs são!!

  • Raphael diz: 7 de dezembro de 2012

    Aos bitolados e recalcados: Louvável a atitude da adoção, lastimável constranger duas crianças a terem na carteira de identidade: Pai: JOSÉ – Mãe: JOÃO. Desnecessário isso, deixa de lado o ato de amor e passa somente a ser um ato de afronto a sociedade, de auto-afirmação as custas de duas crianças incapazes de decidir por si próprias.

  • Jaqueline diz: 7 de dezembro de 2012

    Raphael, lastimável é ter na carteira de identidade “PAI: _________ e MÃE:_____”
    EM BRANCO!
    Com certeza essas crianças estão maravilhadas pela FAMÍLIA que tem. E a nós resta aplaudir a atitude desse casal e não julgar, afinal quem somos nós para julgar os outros?

Envie seu Comentário