Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Distribuição de lucros na Casan fez água

28 de fevereiro de 2013 24

O juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública Luiz Antônio Fornerolli determinou em caráter liminar a imediata indisponibilidade dos bens de 14 ex-diretores da Casan no valor de R$ 10 milhões.

A ação civil pública movida pelo Ministério Público questiona a distribuição de R$ 32 milhões entre diretores e funcionários nos anos de 2008 e 2009 a título de divisão de lucros na gestão do ex-presidente Walmor de Luca.

Diz o magistrado em sua sentença: “(…) Com total desrespeito à coisa pública, preferiram os administradores e diretores da sociedade de economia mista realizar a distribuição de lucros em seu benefício a investir em favor da própria Casan, que como muito bem registrado, encontra-se à míngua de recursos e necessita anualmente de empréstimos milionários para cobrir seus custos operacionais”. Cabe recurso.

comentários

Comentários (24)

  • Carlos dos Santos diz: 28 de fevereiro de 2013

    Walmor de Luca que é marido da Deputada e Secretária da (in)Justiça e (nadade)Cidadania?

    Dinheiro público no bolso de particular, casas milionárias, coberturas, carros de luxo, aluguéis, laranjas, frutas de todos os gostos?

    Ministério Público Estadual “dependente” e (nada)”autônomo”, com pires na mão pedindo recurso ao Governo e suas leis passam pela Assembleia?

    Tribunal de Contas com Conselheiro com sigla partidária no coração e bandeirinhas escondidas nas gavetas?

    Imprensa comprometida, esperando o dinheiro milionário da publicidade dos governos?

    E o povo que se _________ ! (preencha com a palavra que pensar)

  • Historiador diz: 28 de fevereiro de 2013

    Cabendo recurso não vai dar em nada. Tudo é um jogo de cena no qual cada um quer o seu quinhão, logo vem um “cala a boca” bem remunerado e, nós, cidadãos pagaremos mais uma indecência. A mídia sempre quer nos fazer crer que o Poder Judiciário é apolítico quando na verdade ele está alinhado com o Executivo e o Legislativo num vínculo tal que as necessidades da sociedade são postas de lado em função dos interesses de governo. Volto a dizer, não vai dar em nada, não se devolverá um centavo sequer.

  • Max Antonio diz: 28 de fevereiro de 2013

    Afinal de contas, até quando a Casan e a Celesc vão continuar como empresas estatais? Já que a privatização neste país também virou um caos, convém enfiar tudo no buraco para ver no que dá para o futuro. Certamente o povo pagará todo o rombo advindo da malversação do dinheiro público. Em tempo: cadê o nome dos envolvidos? E por falar em privatização, o setor de telecomunicações está no maior marasmo possível. É uma total falta de consideração para o cliente, onde os serviços estão à mercê da maior incapacidade possível. E a incompetente ANATEL por onde anda?

  • Carlos Ferreira diz: 28 de fevereiro de 2013

    Sr. articulista, divulgue os nomes dos 11!

  • Renato Maurício diz: 28 de fevereiro de 2013

    Se a empresa estava endividada, como pode ter tido lucro e ainda por cima distribuir Lucros/Dividendos? Algo cheira mal. E os auditores independentes da época será que apresentaram alguma ressalva no Balanço?

  • Carlos Ferreira diz: 28 de fevereiro de 2013

    Desculpe….divulgue o nome dos 14

  • Joke diz: 28 de fevereiro de 2013

    É o que eu sempre digo. Municipalizem o sistema de água e esgoto em Florianópolis. A Prefeitura deveria assumir o sistema e dar um pé na bunda da Casan. Enquanto boiam os cocôs em nossas praias, na Lagoa da Conceição, Estreito, Coqueiros, etc, enquanto falta água na Ilha, nossos ilustres dirigentes da Casan distribuem lucros entre si, além de majorar as tarifas acima da inflação. Será que esse nosso novo prefeito Césa Souza Júnior, que tem a concessão dos serviços nas mãos, não vai dar uma porrada na mesa e expulsar a Casan de Florianópolis, como já o fizeram Joinville, Balneário Camboriú, Itajaí, Lages, Palhoça, Tubarão, etc?

  • MARCIO NUNES diz: 28 de fevereiro de 2013

    E AQUI EM CRICIUMA ESTAO COBRANDO 100% NO VALOR DE CONSUMO DA AGUA PARA O ESGOTO, QUER DIZER QUEM PAGAVA Cr 50,00 reais de agua agora paga mais Cr50,00 ,ASSIM FICA FAÇIL DISTRUBUIR LUCRO, POR CONTA DOS CONSUMIDORES, MAS ACHO QUE NAO VAI DAR EM NADA.

  • Edson Moraes Lessa diz: 28 de fevereiro de 2013

    Só uma pergunta: “Tereria” ??? o nobre presidente, reunido os 14 e, candidamente solicitado aos contemplados, uma “colaboração” para o caixa 2 da campanha da esposa???

  • Angelo diz: 28 de fevereiro de 2013

    “municipalizar” não vejo como solução, pra mim é ainda pior. A distribuição de lucros dentro do que se propõe (reinvestimento do lucro), entendo que foi indevida – embora pelo que sei, a Casan é uma S/A, e pela letra da lei, as sociedades anônimas tem distribuição de lucros… isso atrai inclusive executivos de alto gabarito. É algo para se pensar (embora concordo que em princípio, causa revolta!) Mas vi que um colega acha que deveria haver privatização… Ora, se privatizar, ai é que haverá legitimação para distribuição de lucros!!! Antes nas mãos do Estado do que na de particulares, se o problema é distribuir lucros… o ‘certo’ em tese é devolverem e impor multa caso haja nova distribuição.

  • Roberto Fretta diz: 28 de fevereiro de 2013

    Ah, entendi !
    Então se a empresa tivesse dado prejuízo os diretores teriam que tirar dinheiro do bolso deles pra cobrir o rombo, é isso ?
    Meu Deus, isso foi escancarado heim…

  • Emerson diz: 28 de fevereiro de 2013

    Não Entendi, se o Ministério Público questiona a distribuição de R$ 32 milhões entre diretores e funcionários, porque só bloqueou R$ 10 milhões? CADÊ OS OUTROS R$ 22 MILHÕES?

  • eduardo r. diz: 28 de fevereiro de 2013

    a casan é a pior estatal q eu já conheci na vida…um lixo, ou melhor, um esgoto!! merda de serviço, incompetência a céu aberto!!!

  • Roberto Ribeiro Jr diz: 28 de fevereiro de 2013

    SEGUE:

    Ante o exposto, DEFIRO o pedido formulado pelo representante do Ministério Público, a fim de determinar a indisponibilidade dos bens dos réus nos valores, que incidirá da seguinte forma: a) R$ 4.881.089,50 (quatro milhões, oitocentos e oitenta e um mil, oitenta e nove reais e cinquenta centavos), sobre os réus Walmor Paulo de Luca, Pedro Bittencourt Neto, Jucélio Paladini, Nery Antônio nader, Nelson Gomes Mattos, Marco Antônio Koerich de Azambuja, Antônio Varella do Nascimento, Laudelino de Bastos e Silva, Valmir Humberto Piacentini, Osmar Silvério Ribeiro, Cezar Paulo de Luca e José Ari Vequi, pela participação nos lucros referente ao exercício de 2008 dos administradores da CASAN e da multa civil imposta aos réus e prevista na LIA; b) R$ 1.452.325,50 (um milhão, quatrocentos e cinquenta e dois mil, trezentos e vinte e cinco reais e cinquenta centavos ), sobre os réus Pedro Bittencourt Neto, Jucélio Paladini, Nery Antônio Nader, Nelson Gomes Mattos, Marco Antonio Koerich de Azambuja, José Ari Vequi, Walmor Paulo de Luca, Antonio Varella Nascimento, Laudelino de Bastos e Silva, Adelor Francisco Vieira, Cezar Paulo de Luca, Osny Souza Filho e Paulo Eli, pela distribuição de lucros referente ao exercício 2009 aos administradores da CASAN; c) R$ 4.015.422,76 (quatro milhões, quinze mil, quatrocentos e vinte e dois reais e setenta e seis centavos), sobre os rés Pedro Bittencourt Neto, Jucélio Paladini, Nery Antônio Nader, Nelson Gomes Mattos, Marco Antonio koerich de Azambuja, José Ari Vequi, Walmor Paulo de Luca, Antonio Varella Nascimento, Laudelino de Bastos e Silva, Adelor Francisco Vieira, Cezar Paulo de Luca, Osny Souza Filho.

    INFORMAÇÃO PÚBLICA: Veja mais em http://www.tjsc.jus.br – Proc. 023.13.006273-4

  • Decio diz: 28 de fevereiro de 2013

    Nao da para esquecer que VALMOR DE LUCCA (Esposo da incompetente Ada de Lucca) recebeu os valores sempre em duplicidade como Presidente da CASAN e Presidente do Conselho Administrativo. Lembro inclusive que no passado o Deputado ANTONIO PLINIO DE CASTRO SILVA, hoje Prefeito de Sao Jose do Cedro denunciou da Tribuna da Assembleia esta imoralidade praticata pela CASAN, e foi duramente atacado pela entao Deputada ADA DE LUCCA, tudo em nome dos interesses maiores da Familia DE LUCCA.

  • Helena Rubenstain diz: 28 de fevereiro de 2013

    Ando tão distraída ultimamente… quem era mesmo o governador nesta época ?
    Fala, não cansa minha beleza… verdade, quem era o governador nesta época ?

  • Luciano diz: 28 de fevereiro de 2013

    Meu Deus ! Que perda de tempo fazer comentários sobre desvio ( roubo ) de verbas públicas… voces não vem que todos, eu disse todos os políticos são ladrão , e não venha aqui algum safado político querer questionar pois se voce politico se achar ofendido , por favor coloque seus bens , patrimonio, contas a disposição de um cidadão direito, não da justiça, que também tem rabo preso, e veremos … cambada de ladrão!!!

  • agenor acacio pacheco diz: 1 de março de 2013

    Essa empresa é a maior cabo eleitoral do gov. estadual, e ela tem forte “admiradores” em todos os escalões do três poderes, por uma razão mto simples, ela emprega os QI de todos eles, claro a nível de direção. Tdo começou com o finado Lício da Silveira, q querendo ser deputado, ñ poupou dinheiro do contribuinte para “agradar’ seus asséclas, (desde o mais humilde funcionáriao até o alto escalão, com aumentos salariais astronômicos, gente analfabeta, se transformou de dia pra noite em “caixa alta”, eu mesmo conheço dezenas deles, que após a aposentadoria, com os PDIs da vida, ficaram todos ricos, sem sequer saber o q fazer com tanto dinheiro. Digo q esta Empresa é o maior “buraco sem fundo” da economia popular. Com o esgota ela tá arrazando com os condominios, é claro q apresenta “lucro” pra eles diretores, mas os empréstimos ficam para o povo pagar. Tenho asco dessa gente, e gostaria de ver a água e esgoto privatizada, pra acabar com essa farra deles. O que me consola é saber q este dinheiro q roubam, é maldito, e já levou uns pro inferno, e certamente leverá a todos. Tbem não acredito em devolução..

  • david rage agains’t the system diz: 1 de março de 2013

    Me digam só uma coisa: por que esse paízinho é assim? Por que o povo deixa!! Não é radical o suficiente pra meter uma bala na cabeça do safado que rouba dinheiro público!! povo pacífico, massa de manobra e simples cordeirinhos… nunca vai mudar

  • Paulo diz: 1 de março de 2013

    Privatizar não e a solução, essas empresas tem que ser administrada por funcionarios de carreira e não por politicos, esses caras não entende de nada, só da sua conta bancaria, qual o orgão e empresa estatal da certo com politico administranto.

  • CACABO diz: 1 de março de 2013

    Os promotores esqueceram de gente nesse balaio como o atual secretário adjunto da Secretaria de Justiça e Cidadania que trabalha ao lado da Ada de Luca, também levou sua participação nos lucros da Casan.

  • Luis diz: 2 de março de 2013

    Privatizar CASAN e CELESC é ação moralizatória, de saúde finnceira pública. Tirem estatais e pseudoestatais das mãos e bolsos da canalha política. Por aí drenam muto esgoto e propina.Para não falar de um certo sindicalismo pseudoesquerdista que propugna pela manutençao de privilégios funcionais às custas dos caixas dessas empresas. Ta aí o conluio perfeito a segurar a privatização: políticos empregam e desviam e servidores se locupletam com vantagens desproporcionais.

  • Joss diz: 6 de março de 2013

    Privatizar/Municipalizar a Casan, com certeza não é o caminho… o único lugar em que deu certo foi em Joinville, que assumiu o sistema em pleno funcionamento e absorveu técnicos especialistas. Palhoça? é uma vergonha… ninguém fala que a prefeitura não consegue nem pagar a conta da água que compra da Casan para vender aos munícipes.
    O problema da Casan é a nomeação de gente política para os cargos de diretoria, quando deveriam ser técnicos.

  • Pedro diz: 20 de março de 2013

    Os comentários, não todos, mas a maioria, conseguem ser mais ridículos que a farra destes diretores.
    Criticar a distribuição destes lucros pode ser até plausível, visto que a empresa não estipulou qualquer meta para que tal distribuição fosse merecida realmente, mas criticar distribuição de lucros a executivos, como se isso só ocorresse no meio público, é no mínimo demonstração de nenhum conhecimento na área administrativa e corporativa no país, ou melhor, no mundo, visto que a pratica ocorre em empresas privadas de todo o mundo, inclusive com participações muito mais poupudas que esta. Segundo, é engraçado e até compreensível ver os comentários sobre farra com dinheiro público, mas o que o povo não se atém, é que isso não é dinheiro público, não é contribuição tributária, esse dinheiro advém do pagamento que os cidadãos efetuam a uma empresa por um serviço prestado. Casan ou qualquer outra estatal não faz favor, presta serviço, e quem paga, também não faz favor, presta sua contrapartida. Se privatizar, ai deixa de ser dinheiro público? A tarifa e o serviço serão os mesmos.
    Apenas discordando de mim mesmo, após a auferição do lucro, aí sim, parte do dinheiro passa a ser público, mas não porque veio de “contribuintes”, e sim, porque o principal acionista, e controlador da empresa é o Estado de SC, e dessa forma, a parte do lucro que lhe cabe, será pública, mas repito sem cansar, tarifas de água e esgoto são tarifas sobre serviços, não são impostos. Concluindo, esclareço que se a tarifa de esgoto é 100% do valor da tarifa de água, está barato, pois o tratamento de esgoto é muito mais caro que o tratamento de água, então agradeça o desconto.
    Não tenho nenhuma ligação com o governo, ao qual adoro criticar, mas odeio ver criticas infundadas, feitas por quem não conhece aquilo que quer malhar o pau.
    Falem mal, mas falem BEM mal, saibam criticar, não deixem rabo para que sua critica seja rebatida facilmente por qualquer bobão, como eu.

Envie seu Comentário