Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Deputado cobra transparência na publicidade do Pacto por SC

27 de março de 2013 9

Os deputados estaduais aprovaram nesta quarta-feira, 27, pedido de informação apresentado pelo deputado Dirceu Dresch (PT), solicitando que o governo do Estado informe o valor investido em publicidade para a divulgação do programa Pacto por Santa Catarina.

O deputado pede informações sobre número de inserções na televisão, veículos de comunicação em que foram feitos anúncios e o custo de produção das peças publicitárias.

Dresch é autor de projeto de lei, em tramitação no legislativo, que torna obrigatória a divulgação do preço pago pela propaganda institucional feita pelo governo do Estado e autarquias, na própria peça publicitária.

comentários

Comentários (9)

  • Kátia diz: 27 de março de 2013

    Seria de interesse da população esta informação, pois é um absurdo a quantidade de vezes que aparece a propaganda. Quanto custou e quanto está custando aos cofres do governo. Propaganda de obras que ainda não sairam do papel. Quando se diz que recursos existem, o que não existe é prioridade. Estes recursos que estão sendo destinados a estas propagandas, poderiam estar atendendo aos pagamentos dos credores do estado. Cabe uma explicação a sociedade, ao João, a Maria…. enfim, porque gastar tanto em publicidade e propaganda se o Estado deve muito e diz que não tem recursos?

  • Reinaldo diz: 28 de março de 2013

    E quanto vai ser pago a mais pelos empréstimos feitos, mensalmente? E em quanto ficará o comprometimento da receita do estado? Qual a sobra orçamentária para investimentos? Sem essa de crescimento da arrecadação que é só para inglês ver, com a receita atual prevista,sem correções mágicas.

  • Elino da Silva diz: 28 de março de 2013

    Esses safados são de chorar mesmo… pacto pela educação? Que pacto? Os deputados e o desgoverno do calombo fizeram um pacto em torno deles… aumenta só o sálario deles… o auxilio moradia e por ai afora… BANDO DE SAFADOS… JUDAS!

  • aldo diz: 28 de março de 2013

    Os deputados às vezes acabam surpreendento. Boa iniciativa essa de mandar vir à tona os valores gastos com publicidade com as obras do pacto. Esperando que um dos deputados leia o meu comentário, sugiro também que a publicidade inclua a quilometragem entre um ponto e outro das obras anunciadas. E as datas do início e o fim

  • serafim mantelli diz: 28 de março de 2013

    Com toda a certeza estes gastos com publicidade e propaganda daria para duplicar tranquilamente a SC 403.

  • liaseal diz: 28 de março de 2013

    Ótima iniciativa, mas deveria aproveitar para ter mais transparência também com gastos ligados a atividades religiosas, tais como procissões, construção, reformas e restauro de igrejas e seus templos, incluindo capelas ‘ecumênicas’ em órgãos públicos, até mesmo sobre o carnaval que muita gente não aprende que é atividade ligada a uma certa religião que determina as datas dos eventos, ou a quaresma vem depois do/por quê?

  • james diz: 28 de março de 2013

    Seria interessante ter estas informações na propaganda do governo federal (PT) também.

  • Marcel diz: 29 de março de 2013

    Primeiro o dever de casa! Depois do Governo Federal! afinal o governador prometeu: “- as pessoas em primeiro lugar!”

  • Deoclésio Pereira dos Santos – Imbituba diz: 1 de abril de 2013

    Quanta bobagem sr. deputado. Os governos têm obrigação de prestar contas dos seus investimentos em obras. Veja o caso do governo federal, que tem dezenas de propagandas todas as noites sendo veiculadas pelas emissoras de televisão. Certamente, sr. Rafael Martini, os proprietários da RBS devem estar bem felizes com os investimentos que as empresas do grupo estão recebendo em propagandas, tanto do governo do Estado quanto da União.

Envie seu Comentário