Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Relato de um servidor público...

13 de maio de 2013 5

Boa tarde Rafael,

A greve terminou e nestes dias nada foi feito. Aliás, minto. Foram entregues, na Penitenciária da Capital, 20 coletes e 20 pistolas usadas .40 refugo da SSP.

Os próprios defensores públicos se pronunciaram publicamente em matéria ao Diário Catarinense quanto à estrutura de nossas cadeias.  Ressaltaram a falta de efetivo e a falta de verba. Assim, agora, o governo admite que a Penitenciaria em Imaruí não será mais realizada por questões jurídicas. Quando entramos em greve, além de reajuste salarial, nosso pedido foi a aprovação dos concursados e lançamento de novo concurso. Pedimos a estruturação e equipamentos para as unidades prisionais.

E o que foi feito até agora?

Bem , estou no sistema há 10 anos e nunca vi um diretor e uma Secretaria inventarem tantas desculpas. O complexo de São Pedro de Alcântara já não conta com todos os reforços disponibilizados. Estamos trabalhando 24 x 24 horas e depois de 3 meses fazendo isso direto todos cansaram.

O complexo da Penitenciaria da Capital hoje ,com o reforço, dá um plantão completo. Se alguém faltar no reforço, outros colegas já ficam sobrecarregados. O que me causa estranheza é o governador não ver o caos e a falta de gestão que o sistema penitenciário vem passando por estes anos da gestão, frente à nova Secretaria de Justiça e Cidadania.

Serviços terceirizados sem fiscalização, a cozinha da penitenciaria da Capital, essa terceirizada recebe um valor hoje que corresponde ao dobro do que era antigamente e com a qualidade muito pior.  Não sou amigo de detento, mas tenho que concordar que é um lixo e frenquentemente vem estragada e com cheiro de podre.

Outra coisa me deixa intrigado é como o Conselho Regional de Engenharia ainda não fechou a penitenciaria da capital. As vigas que sustentam as alas no teto estão tortas, envergaram e o teto esta para cair.

A vigilância Sanitária não fiscaliza e, para aparentar um local com bom ambiente, o diretor compra cal e manda passar na cadeia inteira. É uma cadeia feita de cal.

Finalmente, pedimos com todo respeito ao Ministério Público e a Procuradoria Geral do Estado para que reveja a lotação de todos os funcionários da DEAP.

Isso por que?

Hoje na Deap estão trabalhando pessoas lotadas em unidades prisionais. Assim, elas não perdem a gratificação de hora extra e periculosidade. Ou seja, recebem por uma coisa que não fazem e isso é crime e que seja cobrado na mesma proporção que é feita aos detentos.

Nós, digo isso aqueles que estão nas cadeias, trabalhando diretamente com detentos, não concordamos com cursos, por exemplo, de escolta de autoridades. Cursos e cursos para formação de policiais que não somos.

A polícia faz a parte dela e nós fizemos a nossa parte.

Obrigado.

comentários

Comentários (5)

  • Jose Geraldo Da Silva diz: 13 de maio de 2013

    O governo,todos eles, tratam os presidios como como saneamento, obra que não tem visão eleitoreira, é esquecida;

  • LUIZ diz: 13 de maio de 2013

    olha não ta pra entender não; porque o governador não assina o TAC que ja esta pronto para dar o canetaço . eu e mais 319 bobos passamos no ultimo concurso e so falam pra nos esperar que semana que vem sai a bendita lista dos nomes que entraram com ação .
    por favor chamam nos ; e abram outro concurso pra agente prisional.

  • CARLOS diz: 13 de maio de 2013

    o governador deveria chamar as pessoas que PASSARAM NO CONCURSO e entraram com ação contra o estado; digo isto porque o novo concurso de agente prisional um dos quesitos é ter superior completo.
    quero ver esses jovens que tem canudo encarar uma penitenciaria .é PAGAR PRA VER…..SENHOR COLOMBO ASSINE O TAC JÁ………………………..

  • Filipe diz: 13 de maio de 2013

    O que mais me da nojo no Sistema Penitenciário é o “puxa-saquismo” da mídia em relação as Unidades que são administradas pela iniciativa privada. Falam em níveis elevadíssimos de ressocialização, más não falam a verdade. E a verdade é que os presos que estão sob a administração da Montesinos e da Reviver são escolhidos a dedo. Vamos fazer um teste simples: Em Joinville tem a Penitenciária Terceirizada e o Presídio Administrado pela DEAP. Coloca os presos do presídio na penita e vice-versa, para ver o que vai dar. Transfere os presos de Blumenau e região para a Penitenciária Terceirizada de Itajaí, mesma coisa com os dois presídios de Lages. Quero ver se eles conseguirão manter a ordem na cadeia tão bem como os Agentes mantém, com os pouquíssimos recursos a disposição!
    Por que que todas as novas unidades prisionais, que não estão caindo aos pedações estão sendo presenteadas a empresas terceirizadas? Porque que as unidades que ganharão reformas e serão ampliadas sem licitação, devido ao decreto emergencial, são praticamente as unidades terceirizadas?
    Em quanto isso trabalhamos com ratos, baratas e cadeias caindo aos pedaços?
    Sem deixar de esquecer que o percentual de 20% de terceirizados que consta em lei, foi enfiado goela a baixo como condição para aprová-la. E esses 20% Já não se esgotaram faz tempo?

  • SANDRO LUIZ SIMES diz: 15 de maio de 2013

    Por Favor Rafael Martini publique este texto em sua coluna visor.
    Sou um dos 320 aprovados no ultimo concurso de agente prisional de sc.
    em dezembro de 2012 o SR Governador propos um Termo de Ajuste de Conduto com o MP de SC. Prometeu e ja se passaram quase 5 meses e ate agora nada.
    todos que entraram com açao contra o estado ja gastaram muito com esta açao.
    Rafael so queremos o nosso cargo de agente pois fizemos o concurso e passamos .
    SENHOR GOVERNADOR FAÇA A SUA PARTE E ASSINE O TAC JA .

Envie seu Comentário