Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Catraca livre é palhaçada, diz secretário dos Transportes

10 de junho de 2013 36

A proposta de catraca livre feita pelo sindicalista Ricardo Feitas foi classificada como uma “palhaçada” na prefeitura de Florianópolis.

Para o secretário de Transportes, Valmir Piacentini, Freitas deveria “agir com seriedade e cumprir as decisões da Justiça do Trabalho”, que prevê frota mínima para atendimento à população.

“Não existe previsão legal para essa irresponsabilidade (catraca livre). Esse cidadão (Freitas) deveria parar de fazer palhaçada com coisa séria e responder à Justiça”, afirmou Piacentini.

comentários

Comentários (36)

  • Paulo Rilho diz: 10 de junho de 2013

    O secretário parece estar acuado. A prefeitura usa de subterfúgios jurídicos para ilegitimar a greve. O transporte público é precário. O usuário deveria estar ali na frente do TRT com os grevistas, apoiando e fazendo pressão. É preciso que se faça uma nova licitação.

  • Fabiana diz: 10 de junho de 2013

    Quando é para favorecer o povo é palhaçada???ADOREI a idéia de catraca livre…

  • Alexandre S. diz: 10 de junho de 2013

    Está na hora dos políticos também deixarem de fazer palhaçada com o povo.

    *Com o devido respeito aos palhaços de profissão.

  • Harvian Saggiorato diz: 10 de junho de 2013

    Palhaçada é lesar quem realmente TRABALHA nesta cidade. Realmente não tem mais jeito…

  • Willyan Smaniotto diz: 10 de junho de 2013

    Não acho que seja uma palhaçada. Afinal, quem paga essa conta sempre que existe greve ,somos nós trabalhadores acho que está na hora dos verdadeiros vilões que fornecem transporte publico da pior qualidade possível, dividir essa conta conosco. Garanto que seria muito mais rápido a negociação e a chegada a um acordo.

  • Antonio Dorvalino dos Santos diz: 10 de junho de 2013

    Estou achando que este secretário ganha comissão sobre as passagens cobradas. Primeiro Ponto. Se transporte de ônibus dá prejuízo, os empresários do setor que me desculpem. Só burro trabalha com prejuízo. Segundo Ponto. Acho que existe um acordo entre patrões e sindicatos para tanta greves em períodos curtos. Portanto havendo acordo basta aumentar as passagem que o povo paga e todos se dão bem. Safados.

  • Nilson Ancelmo de Souza diz: 10 de junho de 2013

    O secretário dos Transportes de Florianópolis fala como se fosse proprietário das empresas. Se falasse como usuário teria outro entendimento. Sou contra greves arbitrarias e também contra sistemas de transportes públicos ineficientes. Os governantes tem toda responsabilidade. Alguem já parou pra fazer a conta de quanto estas empresas ganham com o transporte público subsidiado.

  • PAULO CESAR RODRIGUES diz: 10 de junho de 2013

    POR QUE PALHAÇADA? O OBJETIVO PRINCIPAL, AGORA DEIXOU DE SER RETORNO DA FROTA? VAI ONERAR QUEM? É SECRETÁRIO DOS TRANSPORTES, EM CERTAS OCASIÕES, FICAR DE BOCAR FECHADA, MOSTRA AMADURECIMENTO E EVOLUÇÃO.

  • João diz: 10 de junho de 2013

    A prefeitura está no lado de quem? Com certeza que do lado dos grevistas e dos usuários do transporte coletivo que não…

    Palhaçada é ter que ler isso vindo da Prefeitura.

  • Roberto diz: 10 de junho de 2013

    Acho justo. A determinação judicial de ônibus nos horários de pico é interessante pois evita prejuízos aos trabalhadores e às outras empresas, porém acaba por prejudicar a greve, pois menos ônibus circulam e mais lotados, gerando melhor custo-benefício para a empresa de transportes. A catraca livre é uma maneira de equilibrar a luta.

  • Liliane diz: 10 de junho de 2013

    Palhaçada é eles disponibilizarem vans que custam 7 reais dos bairros até o centro. Ai eu que trabalho na Lagoa da Conceição e moro em Canasvieiras tenho que gastar 28 reais para ir trabalhar e voltar para casa. Palhaçada é ficar horas esperando uma van que nunca passa ou passa lotada. Palhaçada é Florianópolis ter uma passagem que custa quase 3 reais!! Palhaçada não é o que os grevistas estão fazendo ou falando, eles estão lutando por seus direitos, independente de quem concorde ou não. Palhaçada é deixarem (prefeitura e a quem mais cabem as decisões) a situação chegar em greve e deixarem o povo com cara de palhaços, pagando NOVAMENTE por algo que não tem culpa. Isso sim é palhaçada Senhor Valmir Piacentini. #revoltada

  • Reginaldo Osnildo diz: 10 de junho de 2013

    Art. 7º São direitos dos trabalhadores urbanos e rurais, além de outros que visem à melhoria de sua condição social:
    XIV – jornada de seis horas para o trabalho realizado em turnos ininterruptos de revezamento, salvo negociação coletiva;
    XXXIV – igualdade de direitos entre o trabalhador com vínculo empregatício permanente e o trabalhador avulso.
    Art. 8º É livre a associação profissional ou sindical, observado o seguinte:
    III – ao sindicato cabe a defesa dos direitos e interesses coletivos ou individuais da categoria, inclusive em questões judiciais ou administrativas;
    Art. 9º É assegurado o direito de greve, competindo aos trabalhadores decidir sobre a oportunidade de exercê-lo e sobre os interesses que devam por meio dele defender.
    § 1º A lei definirá os serviços ou atividades essenciais e disporá sobre o atendimento das necessidades inadiáveis da comunidade.
    § 2º Os abusos cometidos sujeitam os responsáveis às penas da lei.

    OS DOIS ÚLTIMOS PARÁGRAFOS DO ARTIGO NONO NÃO PODE SER USADO PARA BOICOTAR OS ANTERIORES.

  • Milene Chagas diz: 10 de junho de 2013

    Palhaçada é essa administração. Todo apoio a greve!

  • Ronilda diz: 10 de junho de 2013

    Não acho que seja palhaçada, acredito que, se o Prefeito está realmente interessado em manter o transporte em andamento, que se liberem as catracas.

  • Ex-militante esquerdoide diz: 10 de junho de 2013

    Este RICARDO FREITAS não está acima da LEI! É um esquerdoide oportunista mesmo. Porém o poder público tem reiteradamente pecado sobre a atual condição dos transportes públicos. Quem quiser se esclarecer: coloquem no GOOGLE sobre este homem.
    Ass: ex-militante esquerdoide!

  • Rodrigo Rosa diz: 10 de junho de 2013

    Palhaçada é palhaço ironizando a palhaçada de outro palhaço querendo fazer, quem não é (o povo), de palhaço!
    O palhaço que sugere a catraca livre fez isso de palhaçada, pois no fundo não quer isso. O palhaço que critica age defendendo outros palhaços que não foram citados (empresários).
    Aqui o povo não quer pão e circo…

  • tony diz: 10 de junho de 2013

    Ta na Hora de ter um transporte publico municipal e acabar com este sindicalismo oportunista. O que o secretário quis dizer é que não há como praticarem a catraca livre pois a lei de greve não prevê, pura Demagogia de sindicalistas profissionais para mais uma vez inverter os valores, quando estudantes vão a rua protestar contra aumento de passagem a policia usa bombas e balas de borracha e a população vai contra os estudantes, “INVERSÃO DE VALORES” esse povo merece sofrer mesmo pois nunca aprende.

  • Joao Inacio diz: 10 de junho de 2013

    Sou a favor, mas sim Sr. Prefeito, mas que sejam contratados mais vans e ônibus para substituir o Transporte Coletivo, e libere ao público sem pagar, e coloque toda a despesa com as vans e os ônibus na conta do sindicato, mesmo que ultrapasse milhões, quero ver até quando essa “palhaçada” de espancar, agredir e acuar os motoristas e cobradores vai!!!! E Srs. juízes, decretam a prisão imediatamente desses “líderes” que ameaçam o trabalhador, afinal isso vem acontecendo já há anos, então chega, vamos dar um basta nessa situação. Enfim, chega do povo pagar as contas e ficar na pior sempre, vamos dar um fim nesse “sindicalismo autoritário”.

  • Henrique diz: 10 de junho de 2013

    PALHAÇADA!! É uma grande Florianópolis não ter um metro para atender a população, está na hora de parar a maquina do péssimo transporte urbano de Florianópolis, METRO JÁ!!! E diga não a mais uma ponte que não irá resolver nada para melhorar o trânsito, se o poder publico não tem capacidade para planejar a colocação de um metro ai vai a dica: coloquem as linhas partindo de Tijucas, Palhoça, Biguaçu, sul da ilha e norte da ilha. e chega de palhaçada…..

  • Midael diz: 10 de junho de 2013

    Se a maioria aqui que postou soubesse que a “categoria” quer ganhar R$ 1.800,00 + R$ 460,00 de “Vale Alimentação” e trabalhar APENAS 06h00min por dia, acho que iria rever seus comentários, com essa carga horaria rola realizar no máximo 5 horários por dia!!! ENTENDAM!!! Greve não é pela qualidade no seu TRANSPORTE e sim para AUMENTO DE SALÁRIO e REDUÇÃO NA CARGA HORÁRIA!!!
    Levando em consideração que a maioria muitas vezes não tem ensino médio completo e tirando a carteira de motorista tem apenas um fraco curso de condutores.
    Hoje o que falta no transporte publico é a publicação do balanço e DRE das empresas através de auditores livres da Prefeitura ou DETER havendo subsidio ou não…
    O DETER junto ao município também iria avaliar as reclamações e pesquisas de mercado sobre as empresas caso negativo colocaria a concessão em risco onde isto haveria a participação do Ministério Público.
    E conforme o DRE e o BALANÇO.seria definido um salário justo para os colaboradores que seria diferente conforme a empresa!
    O Ministério Publico, DETER, Município, Empresários e Sindicato, tem que estarem unidos e deveriam ser JUSTOS COM A POPULAÇÃO!!!!!
    Pq até agora nessa PALHAÇADA só quem se FU@$&€ foi a POPULAÇÃO!!!!

  • helena diz: 10 de junho de 2013

    Respeito a greve, mas uma classe trabalhadora que prejudica trabalhadores cai no meu conceito, imagine o cidadão autônomo não trabalha não ganha e quando falo em “ganho” me refiro ao pão de cada dia… serviço essencial tem que ser mantido, mesmo que de forma parcial, desrespeito ao cidadão comum, palhaçado da política, das empresas e infelismente da categoria…
    Se as empresas operam no prejuízo simples, vamos abrir nova licitação,já que a vida de luxo desses empresários não pode ser prejudicada, tenho certeza que teremos empresas interessadas…

  • Deisy diz: 10 de junho de 2013

    Políticos, sindicato, motoristas, cobradores…todos vermes, incompetentes, bizarros…é a melhor definição que consigo dar. Tristeza profunda…

  • zequinha diz: 10 de junho de 2013

    Eles querem trabalhar menos e ganhar mais. Por quem os motoristas e cobradores não são estudar. A justiça tem que determinar a greve ilegal e aplicar multa. Não pode ficar negociando multa. Se o judiciário aplica tem que cumprir. Se não cumprir demite.

  • Rosa diz: 10 de junho de 2013

    Palhaçada é o nosso sistema de transporte público ineficiente, com seus escassos horários;
    Palhaçada o sistema de transporte de péssima qualidade que nos é oferecido;
    Palhaçada é o superfaturamento das empresas de ônibus por meio das elevadas tarifas de ônibus;
    Palhaçada é a indiferença com que os nossos representantes políticos tratam os trabalhadores de Florianópolis;
    Palhaçada é assistir essa novela em que sempre os Prefeitos ficam a favor dos Empresários de ônibus e os vilões são aqueles que legitimamente estão exigindo seus direitos;
    Palhaçada é não pensar em uma solução inteligente que contemple tanto os usuários quanto os cobradores;
    Palhaçada é a tarifa que está sendo cobrada pelas vans que foram disponibilizadas para a população;
    Parabenizo Ricardo Freitas pela criativa proposta de oferecer catraca livre aos usuários de transportes, por um lado vai fazer valer o direito de ir e vir dos trabalhadores, por outro lado vai mexer com o “bolso” das empresas de transportes urbanos, que só pensam em lucrar!

  • Peter Frank diz: 10 de junho de 2013

    paulada nas costas, bomba nos pés e spray de pimenta nos olhos.

    Pensem nisso…
    hospitais, escolas e empresas sem funcionar em virtude da Greve! e nada acontece…
    já pensou se fosse os estudantes? seriam chamados de baderneiros e tomariam um couro institucional (paulada nas costas, bomba nos pés e spray de pimenta nos olhos).

    Pois então senhor “Poder Publico” vai a sugestão, põem a policia na rua, garante a saida dos trabalhadores que não apoiam a greve, mas são intimidados a aderir (“quem levanta a mão vai apanhar”) vocês ouviram.

    Segue a sugestão “paulada nas costas, bomba nos pés e spray de pimenta nos olhos” em todas as pessoas que impedirem nosso direito de ir e vir…

  • Marcelo diz: 10 de junho de 2013

    Palhaça, piada é essa administração, que ao invés de cumprir promessas de campanha, “abrir a caixa preta” do transporte coletivo, na hora que acontece a greve e todos sabem a data do dissídio da categoria, e agir preventivamente, faz somente declarações desastradas e desencontradas como essa. Quero ver se não resolvem as diferenças em 2 horas de catraca zero?

  • E digo mais..!!! diz: 10 de junho de 2013

    Essa greve já caiu nas graças dos motoristas e cobradores há mais de 10 (DEZ) anos. A prefeitura, sempre com segundas intencoes, oferece aumento de subsidio e libera aumento do preço da passagem. Os motoristas e cobradores reclamam de trabalhar igual qualquer outro trabalhador, ainda querem reduzir jornada e ganhar mais (pra ficar jogando dominó na praça e enxer a cara de cana). Os empresários adoram a greve pois sabem que vão aumentar seus lucros (alguém acredita que eles trabalham no prejuízo há mais de 10 anos? jura…), não punem os funcionarios pois sabem que precisam deles, e jogam a culpa na prefeitura.
    A população todo ano chupa o dedo, abre-se debates do transporte. Semana que vem começa a Copa das Confederações e ninguém mais vai lembrar da greve e do sério problema dos transportes na Capital.

    E digo mais: esse é um problema que nunca será resolvido. É lucro para todos, menos para o povo, que continua tomando no lombo. Abraço.

  • Paulo Beno diz: 10 de junho de 2013

    O Povo raciocina com a emoção, por isso que o Brasil não anda.
    Esse tal de Freitas, quando sugere a catraca livre não quer dizer que está preocupado com o povo, ele quer dizer que por ele a greve não para, a não ser que a categoria receba um reajuste superior à inflação do período. O secretário quando diz que a sugestão é palhaçada, quer dizer que o poder público não pode se submeter, nem ao sindicato dos empregados e nem ao dos patrões.
    O governo tem que ser firme com esse bando de aproveitadores, se quiser ganhar mais que vá fazer faculdade e virar médico, engenheiro, etc…
    Palhaça é esse bando de retardado achar que tem o poder de parar uma cidade e pior é ler as mensagens acima e ver que o povo é ignorante.

  • julio cesar gonçalves serapião diz: 10 de junho de 2013

    Quem deve estar dando risadas nesta hora é o Dário Berger, pois quando esta mesma situação foi no mandato dele, todos o criticavam e chamavam de incompetente.
    Sugestão: teleférico de graça, moto boy (dos remédios) para levar passageiros, metro de superficie grátis e as barcas também. Essa prefeitura ja sabia o que esses safados iriam fazer isso novamente.

  • julio cesar gonçalves serapião diz: 10 de junho de 2013

    Estava lendo o que o leitor Midael escreveu. Concordo plenamente com o que ele disse, 90% dos trabalhadores não ganham o que esses caras ganham, Precisam trabalhar as 8hs normais para ganhar o minimo e ainda fazer bico para ajudar na renda. Agora R$ 1.800,00 e + R$ 460,00 para trabalhar apenas 6hs, isso é uma palhaçada mesmo. Esta faltando uma pessoa de peito para fazerem esses caras arrumar outro emprego e dizer que o salário nao pode ser esse.

  • antonio gomes diz: 10 de junho de 2013

    VAMOS ACABAR COM A HIPOCRISIA, SE O FILHO DE UM COBRADOR OU MOTORISTA DE ONIBUS ESTIVESSE MORRENDO E OS MÉDICOS EM GREVE SEM ATENDIMENTO MINIMO ELE IRIA MUDAR DE IDEIA OU NÃO? OU ELE DIRIA MEU FILHO PODE MORRER OS MEDICOS ESTÃO COM RAZÃO, NO DOS OUTROS É REFRESCO.

  • gualberto cesar dos santos – fln/sc diz: 11 de junho de 2013

    Quem diria que os florianopolitanos estão a viver – e não é a primeira vez. Forçados pela ditatura de lideres sindicalistas que independem de transporte público para buscar o sustento de suas famílias. A Procuradoria do Município bem que poderia buscar o contra ponto jurídico dessa questão legal. Ninguém está acima da Lei. Razoabilidade tem que ser buscada por ajuste de conduta. O Prefeito não pode ser subestimado em seus deveres e direitos como cidadão pessoa física e jurídica. A equidade juridica tem que ser buscada em defintivo. Isso é um caos. Cheira a rebeldia. E o comportamento dos vereadores? Omissão?

  • Márcia Regina Goulart Stemmer diz: 11 de junho de 2013

    A catraca livre já foi usada em greves anteriores no Rio de Janeiro. Em menos de 6 horas houve negociação e acabou a greve.
    Esta seria a forma mais rápida e justa de acabar com a greve. Tem que doer no bolso daqueles que, no fundo, se comprazem com a paralisação do transporte, pois a população sofrida e necessitando se locomover acaba por aceitar sem maiores questionamento o aumento da tarifa que vira na sequência.
    A catraca livre não prejudica ninguém, exceto os empresário do transporte, que lucram fábulas sem prestar conta efetivamente e prestando um péssimo serviço aos usuários.
    CATRACA LIVRE JÁ

  • COUTO diz: 11 de junho de 2013

    O PREFEITO DIZ QUE É A FAVOR DO POVO PORQUE ELE NÃO LIBEROU A CATRACA LIVRE É ELE NÃO QUER PREJUDICAR OS SEUS AMIGUINHOS DONOS DAS EMPRESAS DE ÔNIBUS O POVO QUE SE DANE NÉ NÃO TEM QUE CRITICAR OS OPERADORES PORQUE O AUMENTO REVINDICADO É 7% MAIS O MENOS O POVO TEM QUE ACORDAR PORQUE SE FOSSE PRA DAR AUMENTO PARA DEPUTADO VEREADOR PREFEITO SENADORES GOVERNADOR AÍ OS AUMENTOS SÃO 35% 60% 40% AI O POVO NÃO FALA NADA ACEITA

  • Buraco que anda diz: 11 de junho de 2013

    Só falta o sinfren(sindicato dos frentistas de florianópolis) agir a favor da greve né. Ou há alguma maracutaia por detrás da negociação da “droga combustível” envolvendo o Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis Minerais de Florianópolis (Sindopolis)? Heim?

  • Midael diz: 11 de junho de 2013

    Concordo com o Paulo Bento!!!! Obrigado Julio Cesar!!!!
    Porém volto a dizer que a solução está na fiscalização!!!
    Primeiro lugar: Motorista ganhando R$ 1.800,00 e R$ 460,00 de vale alimentação em dinheiro e trabalhar 6h00min por dia, onde o aumento está acima da infração, isto já de longe para uma categoria onde a maioria não tem nem o segundo grau e muitos nem o primeiro completo já está muito errado!!!! Levando a hora extra em 100%!!!!!
    Como já havia escrito jornada de trabalho de 06h00min não significa está dirigindo todo esse tempo, significa realizar no máximo 5 viagens e olhe lá!!!!
    E essa greve tem haver com tudo isso!!! Vocês acham que os caras estão parados pensando na população ou na qualidade no transporte público?! Nem bom dia, boa tarde ou boa noite os caras se prestam quando você entra no ônibus!!!! E volto a dizer que está um absurdo o salário desta categoria, um formando em administração tem um piso de 1.500,00 e vai ganhar com sorte no máximo R$ 250,00 de vale alimentação e 1.200,00 de salário para trabalhar 08h00min no início de carreira!!!
    Sobre termos uma frota idosa, sobre a qualidade dos ônibus, poltrona, limpeza, pneus, ruído e super lotações o DETER deve realizar esse trabalho junto ao ministério público e cobrar respostas sobre as reclamações recebidas dos usuários!!! Onde não havendo melhorias a concessão deve ser cancelada e assim então entrará a Prefeitura Municipal da região conforme atuação da empresa!!!!
    Sobre o salário que está realmente um absurdo destes profissionais, tem que ter um estudo através do Ministério Público, Prefeitura Municipal, Sindicatos e DETER através de auditores livres no balanço patrimonial das empresas e no Demonstrativo de Receitas e Despesas onde através deste estudo será acordado um salário justo a todos os trabalhadores levando em consideração a valores referentes a investimentos de melhoria na prestação de serviço para a população!!!!
    Acho que tem muita gente mais acima, antes do meu primeiro post que falou muita bobagem, o empresário tem direito de ganhar bem, porque ele trabalhou muito para formar uma empresa o funcionário tem direito de ser remunerado de uma forma JUSTA e ser muito bem tratado pela empresa por ser um processo chave e ser a ferramenta mais valiosa o cliente é o maior ativo, graças a ele que existe os salários e a comida na mesa, status, felicidade, sonhos, ativos, investimentos, então o mesmo deve estar satisfeito com o serviço recebido e deve pagar de uma forma justa pelo mesmo!!!
    Porém o que eu vejo é um funcionário com muita pouca formação e vontade querer ganhar cada vez mais e usar a greve para isso, não se importando com empresa e cliente.
    Empresa através de seus proprietários querer lucrar cada vez mais e aumentar o valor da sua prestação de serviço através de cada greve.
    Clientes que também acham que todos têm que andar sentados, com internet, serviço de bordo, bagageiro, poltrona reclinável, ar-condicionado, horário a cada 15minutos, e não aceitam pagar mais por isso e ainda cobram passe livre para estudante, levando em consideração que muitas vezes são estudantes federais onde a maioria é filhos de pais ricos se dirigindo as ruas cobrando essa catraca livre para eles.
    E prefeitura na qual não usa sua força junto com os órgãos competentes, para frear esse ônibus desgovernado onde cada um quer mais e para si, tipo venha só ao nosso reino, começar a trabalhar de uma forma justa, transparente para TODOS!!!!

Envie seu Comentário