Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Prefeitura de Florianópolis lacra 20 salas de cinema

16 de julho de 2013 20

Fiscais da prefeitura de Florianópolis estão neste momento lacrando 20 salas de cinema nos shoppings Beiramar, Floripa e Iguatemi.

A determinação é pelo não cumprimento da legislação, que determina que todas as salas exibam, antes de cada sessão, o vídeo com 30 segundos com imagens das pessoas desaparecidas.

Florianópolis tem 22 salas de cinema. O Paradigma é o único a cumprir a lei.

 

 

 


comentários

Comentários (20)

  • F N Monteiro diz: 16 de julho de 2013

    Deveriam lacrar o CINEMARK no Floripa Shopping por prática abusiva contra o consumidor: utilizam-se como forma de atrair clientes a facilidade de aquisição pelos terminais (“totens”). Contudo, ontem a noite (15/07), dia de promoção e de maior frequencia de assistentes, apenas um dos quatro terminais estava ligado, contudo sem funcionar e sem que os funcionários se dignassem a colocar um aviso, fazendo que os consumidores enfrentassem duas filas: a do terminal (estragado e sem aviso), e depois se dirigissem para fila dos caixas, a única que estava funcionando. O caos, sem contar a imundície de salas e banheiros. Lástima.

  • Richard Henrique diz: 16 de julho de 2013

    Está Correto, Leis Foram Feitas Para Serem Cumpridas. Parabéns Prefeitura de Floripa

  • Fabio diz: 16 de julho de 2013

    Eu entendo que lei é para ser cumprida e respeito a dor das famílias de pessoas desaparecidas. Deve ser uma dor angustiante que não desejo a ninguém. No entanto quando li apenas o título desta nota imaginei tratar-se de alguma fiscalização relacionada à segurança destes ambientes, devido à tragédia da Boate Kiss em Sta. Maria. Seria mais importante obrigar as salas de cinema exibir animações com as orientações de saída de emergência, não falar ao celular, etc… como vi no Teatro Amazonas em Manaus. Muito interessante e importantíssimo.

  • Rubens diz: 16 de julho de 2013

    Se há lei, tem que ser cumprida, mas que tem pouco resultado, ah! tem.

  • antonio gomes diz: 16 de julho de 2013

    QUE OS FISCAIS ATUEM NA FISCALIZAÇAO DA FACELADA QUE ESTA FICANDO FPOLIS, FAVELA PODE CONSTRUÇOES BONITAS E FUNCIONAIS NAO PODE, INVADIR DUNA PODE, CONSTRUIR NA MATA ATLANTICA PODE, CONSTRUIR UMA ARENA DE GRANDE PORTE PARA VOLEI E FUTSAL NAO PODE. ONDE ESTAO ESSES FISCAIS.

  • gilmar azevedo diz: 16 de julho de 2013

    Ridiculo….com tantos outros itens para se preocupar,segurança,higiene entre tantos outros que deveriam ser fiscalizados para impedir uma tragedia como em outros lugares,interditam cinema por não divulgar video como este.Respeito a dor de familias que tem seus familiares desaparecidos,mas pior a dor dos que perdem em tragedias.Para mim só tem efeito de midia esta lei e atitude..Hipocresia nada mais!!

  • Alex diz: 16 de julho de 2013

    Esta ação devereia ser conjunta também com o Procon, pois é um absurdo o que cobram por um saco de pipoca, um refrigerante etc, os famigerados Combos.

  • Eduardo diz: 16 de julho de 2013

    Prezado Fábio, acho que vc não tem ido aos cinemas aqui de Floripa. Ao menos em uma das 3 redes passa exatamente esses tipos de avisos!!!

  • Victoria diz: 16 de julho de 2013

    Entendo que lei devem ser feitas para serem cumpridas e entendo e respeito ainda questão ” desaparecidos”. Mas gostaria de ponderar:
    - Porque lacrar ? façam cumprir de outra maneira. No fundo o povo é quem paga, pois é punido por não poder usufruir;
    - Porque só os cinemas tem esta obrigação? e as emissoras de TV ? talves estas sejam poupadas por veicular “horário político”…..este deserviço à nação é mais nobre e importante;
    - Cá pra nós…. pra isto esta tal de fiscalização funciona…

  • Pedro diz: 16 de julho de 2013

    Quanto a Lei mencionada, acredito que seja inócua e eleitoreira. Existem formas bem mais efetivas de se divulgar esses rostos, como caixas de leite, busdoor ou boletos de serviços públicos. Aliás, o cinema me parece o lugar menos apropriado para esse tipo de divulgação.

  • gerson rumayor diz: 16 de julho de 2013

    Os resultados posso garantir, serão muito maiores que se pode imaginar. Existe o efeito dominó. Muitas ações em prol da causa, que hoje atinge aproximadamente 200mil registros por ano no Brasil, passarão a acontecer. Lutamos pelas delegacias especializadas, por um cadastro nacional que de fato funcione, pela frente parlamentar de apoio aos desaparecidos civis, por um banco de DNA, e outras mais… essa lei é um alento aos familiares, uma esperança doverbo esperançar, mais um passo, entre tantos necessários, agora precisamos de apoio mais que nunca, e ter a satisfação de ver uma lei sendo cumprida…

  • Daniella diz: 16 de julho de 2013

    A Prefeitura deveria é lacrar o CIC isso sim!
    Pois tal liberação pelo Corpo de Bombeiros foi para “boi dormir”.
    Sexta fui na peça BOOM e pode-se ver que muita coisa ainda precisa ser feita no teatro na parte de segurança, vi muita gente tropeçando na escada por ser um degrau maior que o outro, por não ter onde se segurar.
    E o próprio ator foi vítima da tal reforma, ao subir a escada colocada no palco, fez um belo de um corte que dava pra ver por quem estava sentado na fileira G, inclusive destampou tal escada e verificou-se faltar parte de alguma coisa que poderia ser uma proteção.
    ABSURDO ISSO!!!!
    E vão lacrar salas de cinema por não passar filme de pessoas desaparecidas???? Tenham dó né?!

  • Caio Fonseca diz: 16 de julho de 2013

    Respeito a dor das famílias, mas esta lei é ridícula! Já pensaram se tudo que for de interesse público tiver que ser divulgado antes dos filmes? Vão começar a exigir vídeos contra o tabagismo, vídeos “se beber não dirija”, conscientização contra diversos tipos de violência, campanha de prevenção ao câncer de próstata, etc etc

  • Lemos diz diz: 16 de julho de 2013

    Esse tal de Gilmar Azevedo é mesmo um desigual…..vai se internar cara

  • Edgardo Toscano diz: 16 de julho de 2013

    Vergonha o CINEMARK no Floripa Shopping: sem papel nos banheiros, sem funcionários nos guichês e o preço aumentou de forma abusiva nas férias.

  • Luciane diz: 16 de julho de 2013

    Certíssimo! Só mexendo no bolso das empresas para que elas passem a cumprir a lei, e mais ainda, respeitar o Poder Público!
    Lei assinada há quase 1 ano, tiveram todo esse tempo para se adaptar, e ficaram desafiando a Prefeitura como se fossem ficar impunes…

  • Giromar diz: 16 de julho de 2013

    Os cinemas de São José já exibem. E quem diz que a lei é ridícula, imagine a dor de ter um parente desaparecido. Não me venha com essa de “respeito as famílias e blá blá blá” e não quer que uma lei simples seja cumprida. Vá reclamar com quem criou a lei, e não com quem quer que ela seja executada corretamente.

  • FAbio diz: 16 de julho de 2013

    É verdade Eduardo, fui recentemente no cinema do Continente Park e não passou. Mas fica em São José.

  • simas diz: 16 de julho de 2013

    mas que saco, hein? nunca encontram essas pessoas mesmo

  • aldo diz: 16 de julho de 2013

    Trinta segundos com a aparição de no mínimo cinco pessoas desaparecidas. É mais ou menos como aquela mensagem que aparece no encerramento da propaganda de remédio: s perti o sitma u medco devra se procurdo (assim, bem ligeirinho). Agora, um detalhe, coincidentemente estava saindo do cinema no exato momento da inserção deste post (15h55min) e ao menos nos cinemas do shopping beira-mar não observei nenhuma movimentação de fiscais

Envie seu Comentário