Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Delegado-geral da PC proíbe permanência de presos em delegacias no Estado

06 de agosto de 2013 0

Portaria publicada no no Diário Oficial de SC do dia 1º deste mês determina em seu artigo 1º que fica vedada a custódia de preso, ainda que provisório, em dependências de prédios da Polícia Civil do Estado de Santa Catarina.

 §1º Na hipótese de prisão em flagrante será permitida a permanência do preso tão-somente até a lavratura do auto respectivo e a entrega da nota de culpa pelo Delegado de Polícia, oportunidade em que o preso será imediatamente conduzido ao estabelecimento penal competente.

§2º Havendo eventual recusa do estabelecimento penal respectivo em receber o preso contra o qual haja mandado de prisão ou nota de culpa legalmente expedida, caberá aos Policiais Civis incumbidos da condução do preso certificar a negativa de recebimento, identificando o agente/servidor estatal que se recusou a recebê-lo.

Art 2º Deverá o Delegado de Polícia de Plantão ao qual seja comunicado a recusa de recebimento do preso, remeter imediatamente, através de ofício, cópia do documento ao Juiz de Direito de Plantão, ao Promotor de Justiça de Plantão, ao Presidente da OAB local, à Corregedoria da Secretaria da Justiça e Cidadania, e a sua chefia imediata, informando o local onde o preso se encontra recolhido ilegalmente em decorrência do descumprimento da legislação pertinente.

Art. 3º Revogam-se as disposições em contrário.Art. 4º Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação.Florianópolis, 31 de julho de 2013.

Aldo Pinheiro D’ávila, Delegado-geral da Polícia Civil

Resolução Nº 007/GAB/DGPC/SSP/2013

comentários

Envie seu Comentário