Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Preconceito na rede

07 de novembro de 2013 4

O advogado Vinícius Ouriques Ribeiro da Silva, da Comissão dos Direitos Humanos da OAB/SC, fez contato com a 2ª Promotoria de Justiça de Brusque para iniciar investigação sobre a carta que circula nas redes sociais. No texto sem autoria, um suposto grupo de moradores do município do Vale fala em “aviso aos baianos”, ameaçando de morte os migrantes nordestinos. O MP, que já sabia do caso, está apurando informações sobre o crime de racismo.

comentários

Comentários (4)

  • Rodrigo diz: 7 de novembro de 2013

    Primeiro que não é racismo, segundo que só sentindo na pele o que os nativos de Brusque estão sentindo para aflorar essa atitude, ou você acha justo morar a vida toda numa pacata região e alguns forasteiros mal educados que não se importam em conhecer a cultura, o modo de vida das pessoas locais, já chegam barbarizando e achando que são donos da cidade? não é bem assim parceiro. Aqui em Florianópolis existe muito disso, só não chegou a esse ponto, mas é só você reparar em discussões quando envolve Florianopolitanos e Gaudérios. Se acontecer algo grave em Brusque, foram avisados, e aconteceu por justa provocação da vítima.

  • Gui diz: 7 de novembro de 2013

    O Advogado moralista deveria era parar de advogar na vara da fazenda pública enquanto ocupa o cargo de Assessor Juridico do Gabinete do Prefeito de Florianópolis.

    Outra coisa essa materia ja foi publicada aqui, pela segunda vez, o colunista ta ganhando algo pra valorizar o nome do advogado?

  • Jamil diz: 7 de novembro de 2013

    “forasteiros”, “Se acontecer algo grave em Brusque, foram avisados”…Preconceito + Ameaça = Povo Ignorante. Somos Brasileiros e temos o direito de viver em qualquer cidade do Brasil. Um Catarinense pode viver em Porto Seguro e um Baiano pode viver em Brusque, simples assim. Somente é preciso respeitar as leis brasileiras, se estão fazendo algazarras, enquadrem na lei..se outros estão sendo preconceituosos, enquadrem na lei.

  • Juliana Desterro diz: 9 de novembro de 2013

    Leis são para serem cumpridas.Aqui em Florianópolis se fossemos brigar com o pessoal que vem de fora “avacalhar”,estaríamos sempre em guerra.Porque Florianópolis recebe pessoas de todos os cantos do país,questão de educação.Alguns tem um pouco,outros nem tanto e outros nenhuma educação.Sentiu-se prejudicado?Mova ação contra os arruaceiros,
    baderneiros ,que existem em todos os lugares.

Envie seu Comentário