Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Advogados são investigados por suposto estelionato

06 de dezembro de 2013 4

A Justiça do Paraná revogou  o mandado de prisão contra o advogado Edelmo Naschenweng, de 71 anos, proprietário do escritório Naschenweng Advogados Associados com sede no Centro de Florianópolis. Sua filha Sabrina Naschenweng, também advogada, chegou a ser detida na última quarta-feira.

Ela  foi detida por policiais paranaenses da Delegacia de Estelionato e Desvio de Cargas (DEDC) no seu apartamento na Praia a Daniela, em Floripa e conduzida a Curitiba, onde permanceu por apenas 10 horas. O escritório é investigad por supostamente aplicar golpes de estelionato no Paraná e também em Santa Catarina.

Naschenweng é figura conhecida em Florianópolis, já foi diretor da Casan e assessor do gabiente do vice-governador no início dos anos 1980. O  advogado Marluz Dalledone, que representa Sabrina em Curitiba, informa que já foi tudo esclarecido, tanto que a prisão foi revogada em questão de horas.

Na OAB-SC, somente neste ano foram registradas mais de 10 queixas contra a atuação da advogada. A OAB/SC, oficialmente, não se manifesta sobre o caso. A prisão de Sabrina foi destaque no site da PC do Paraná www.policiacivil.pr.gov.br e na imprensa paranaense.

O escritório atua principalmente em direito tributário e previdenciário. Boletins de ocorrência contra Sabrina foram registrados em Florianópolis, Curitiba, Maringá e Foz do Iguaçu.

Edelmo Naschenweng entrou em contato com este Visor e fez questão de ressaltar que não existe nenhum indício contra ele ou sua filha que comprove os crimes de estelionato. Naschenweng tem convicção que tudo será devidamente esclarecido e questiona:

“Se a polícia do Paraná veio cumprir dois mandados em Florianópolis, porque só executou um (da sua filha). Eu tenho endereço fixo residencial e do escritório há anos, não sai de casa nem por um instante, por que então não foram até lá?”

comentários

Comentários (4)

  • Ze netto diz: 6 de dezembro de 2013

    Faltou contar o resto da história:
    Gazeta do Povo
    Foi presa nesta quarta-feira (4) em Florianópolis (SC) uma advogada acusada de praticar diversos golpes no Paraná. Sabrina Naschenweng, de 39 anos, e o pai dela se apropriavam do dinheiro de ações judiciais de seus clientes. Edelmo Naschenweng, de 71 anos, também é advogado e teve sua prisão decretada, mas está foragido. Outras duas funcionárias irão responder ao inquérito policial em liberdade.

    Segundo investigações da Delegacia de Estelionato e Desvio de Cargas (DEDC), o escritório de advocacia Naschenweng Advogados Associados, com sede em Florianópolis e filial em Curitiba, fazia um contrato com seus clientes. Quando havia ganho de causa, enviava uma carta com uma procuração em anexo solicitando uma nova assinatura. Com o documento, o escritório sacava todo o dinheiro da ação judicial sem repassá-lo ao cliente, que não conseguia mais contatar os advogados.

    No Paraná, há cinco inquéritos policiais e três boletins de ocorrência contra o escritório, nas cidades de Curitiba, Maringá e Foz do Iguaçu. Outros processos criminais por apropriação de valores de clientes foram abertos contra o Naschenweng Advogados Associados em Santa Catarina.

    Batizada de Operação Patrono, que significa “protetor”, a ação foi realizada por policiais civis da DEDC do Paraná com o apoio da Diretoria Estadual de Investigações Criminais da Polícia Civil de Florianópolis (DEIC). A DEDC aguarda o envio pela OAB das denúncias que o órgão recebeu de clientes do escritório. Só quando tiver essas informações poderá ter uma exata noção do valor apropriado pelos advogados indevidamente.

    A reportagem tentou entrar em contato com o escritório Naschenweng Advogados Associados no início da noite desta quinta-feira (5), mas ninguém foi localizado para comentar o assunto.

  • eduardo r. diz: 6 de dezembro de 2013
  • ME FAZ RIR diz: 7 de dezembro de 2013

    A polícia do PR e SC estão erradas !! Milhares de BO, Inqueritos e Ações correndo na Justiça daqui e PR e todos estão conspirando contra Edelmo e Sabrina ???? Me faz rir..A RBS que devia fazer uma matéria aqui sobre este golpe.. muita coisa ia aparecer..milhares de clientes prejudicados iam se manifestar… como é daqui, provavelmente algo tem de estranho para ainda não ter um mandado de prisão!!! Viver de rico e socialite com o dinheiro dos outros é fácil!

  • me faz rir II diz: 11 de dezembro de 2013

    Com filho promotor… eh fácil dar golpes e se esconder né… essa Sabrina sempre foi pilantra… o fiho promotor eh o melhorzinho da familia pq ela e o pai são dois bandidos…. cadeia neles…

Envie seu Comentário