Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Trem da alegria parte mais carregado do que nunca

17 de dezembro de 2013 46

Deixa ver se eu entendi: quer dizer, então, que o Ministério Público resolveu conceder um abono de R$ 4 mil para cada um dos seus 600 servidores para não ferir o princípio da “isonomia” com os funcionários do legislativo e do TCE, as locomotivas do trenzinho da alegria?

Ao menos esta foi a tese do procurador-geral do MP em reportagem do DC na página 6 de hoje para defender o presentinho de Natal.

E o Tribunal de Justiça também resolveu seguir a mesma lógica e bancou R$ 4 mil para cada um dos 6,7 mil servidores.

O argumento da presidência é de que se trata de uma tradição. Que no futuro poderá ser discutida. Por enquanto, deixa como está.

Se somarmos estes valores ao que foi gasto com os 1,8 mil funcionários da Assembleia e e os 780 do Tribunal de Contas, que levaram a mesma bolada, chega-se a R$ 40 milhões.

Dinheiro público destinado única e exclusivamente para cerca de 10 mil servidores. Isso, claro, sem contar o 13º salário, direito sagrado de todo o trabalhador brasileiro.

Enquanto isso, o Executivo quebra a cabeça para conseguir oferecer um reajuste às diárias dos policiais civis e militares transferidos para o Litoral para trabalhar na Operação Veraneio. O valor é o mesmo desde 2001. Eles recebem R$ 100 por dia para pagar hospedagem e alimentação.

Ah, e vale lembrar que o benefício dobrou em relação ao valor de 2012, quando cada um dos integrantes do topo do cadeia alimentar do funcionalismo recebeu R$ 2 mil.

Quem mandou não fazer concurso para o legislativo, judiciário, MP ou TCE? Agora, aguenta…

comentários

Comentários (46)

  • aurelio pereira diz: 17 de dezembro de 2013

    Esses caras estão de brincadeira, PÔRRA não temos dinheiro para as escolas públicas, hospitais, postos de saúde, segurança (policiais-CIVIS/MILITARES), mais temos para estes PARASITAS ENGOMADINHOS, que acham que são mais importantes que qualquer CIDADÃO COMUM, ora PELEGADAS (MINISTÉRIO PÚBLICO/ASSEMBLÉIA LEGISLATIVAS/TRIBUNAL DE CONTAS E TRIBUNAL DE JUSTIÇA) vão criar VERGONHA NESTA CARA e deixam seus olhares p/ baixo pois verão uma realidade que nos envergonha à todos! PARASITAS, DELAPIDADORES DO ERÁRIO PÚBLICO! Que PAÍS É ESTE?

  • Lucas diz: 17 de dezembro de 2013

    Ainda da tempo de fazer concurso público Rafael. É só estudar!

  • Juquinha diz: 17 de dezembro de 2013

    Discordo apenas da última frase:
    Quem mandou não fazer concurso para o legislativo, judiciário, MP ou TCE? Agora, aguenta…
    Pois coloque uma nota querido Rafael dizendo quantos % os agraciados são comissionados!!

  • Aurélio diz: 17 de dezembro de 2013

    É vergonhoso. Assembleia Legislativa, Tribunal de Contas do Estado, Tribunal de Justiça, MP, instituições que deveriam dar exemplo de moralidade, concedem “abonos” sem qualquer justificativa legal, com base no princípio da “tradição”. É muito vergonhoso. Dinheiro público, do contribuinte, sendo muito mal utilizado, em benefício de privilegiados. E depois o contribuinte otário fica se questionando o porquê de termos impostos tão altos. É para sustentar esse pessoalzinho aí, obviamente.

  • PGJ piada diz: 17 de dezembro de 2013

    Sr. Rafael Martini.. parabéns pela sua notícia. Assusta o contribuinte, mas não essas castas.. Um Estado ter um Procurador Geral de Justiça como esse, com a justificativa da tradição da benesse sem amparo em lei é piadinha de mau gosto.. E esse sr é o tal fiscal da lei, do bom uso do dinheiro público… O mesmo que defende que o seu colega em Joinville não impediu a PM de entrar na Arena Joinville.. Ou seja, pra ele o português é outro e as contas públicas também…

  • Luis diz: 17 de dezembro de 2013

    Nossos podres poderes competem por vantagens, sinecuras, mordomias. Não e a toa que vivemos sob o império das nulidades, da impunidade. Venais, despudorados, dividindo o butim do exaurido orçamento público, devorando o que falta na saúde, educação e segurança. Sentiria vergonha de integrar esses MPSC, TC e ALESC.
    Justo e perfeito??? Hipócritas, sujos!

  • MARCELO diz: 17 de dezembro de 2013

    falando em Trem da alegria, foi noticiado que o aumento do teto iria beneficiar cerca de 2000 servidores. Mas nesta conta creio que não computaram aposentados e pensionistas, portanto o rombo vai ser bem maior…

  • Jacinta da Silva diz: 17 de dezembro de 2013

    Pois é Rafael, se o Executivo realmente aplicasse o dinheiro aonde deveria, COM CERTEZA esses Poderes fariam a devolução, NÃO TENHO DÚVIDAS QUANTO A ISSO. No caso, quem se beneficiaria seriam os políticos que sobraria mais para a corrupção não concordas? Os servidores se mataram a estudar, se matam a trabalhar em prol da comunidade, acho viável receberem um auxílio já que fazem bastante pelo povo não concordas?

  • Daiana diz: 17 de dezembro de 2013

    Pois é Rafael, se o Executivo realmente aplicasse o dinheiro aonde deveria, COM CERTEZA esses Poderes fariam a devolução, NÃO TENHO DÚVIDAS QUANTO A ISSO. No caso, quem se beneficiaria seriam os políticos que sobraria mais para a corrupção não concordas? Os servidores se mataram a estudar, se matam a trabalhar em prol da comunidade, acho viável receberem um auxílio já que fazem bastante pelo povo não concordas?

  • Jean Franco diz: 17 de dezembro de 2013

    Estudar e ter um bom padrinho político, não é Lucas? Infelizmente o serviço público está tomado por carreiristas que não são avaliados quanto à sua vocação para os cargos… concurso público virou uma espécie de mega-sena onde se busca estabilidade e salários com gratificações gordas, mais ou menos o que acontece com a medicina: status… a vocação e o preparo para servir a sociedade ficam no último plano… salientando que esta é a situação da elite do funcionalismo, especialmente no legislativo e no judiciário… já o servidor do executivo, professor de escola pública, esse é massacrado todos os dias pela mídia…

  • Gabriel diz: 17 de dezembro de 2013

    A pergunta que fica no ar sobre a notícia que saiu no site do DC de hoje sobre o abono de 4 mil para os funcionários do MP, inclusive com o aumento de 2 para 4 mil, “para ter isonomia” com os outros poderes, segundo o próprio Procurador Geral, é ONDE ESTÁ A VARA DE MORALIDADE PÚBLICA QUE NÃO ENTROU AINDA COM UMA AÇÃO CONTRA ESTE ABUSO?
    SERA PORQUE ESTÃO TAMBÉM SE APROVEITANDO DESTE TRENZINHO DA ALEGRIA DE FINAL DE ANO?
    COMO É QUE ESTE PROCURADOR DA “MORALIDADE PÚBLICA” TERÁ MORAL DE QUERER COBRAR MORALIDADE DE ALGUÉM?
    É o fim da picada. Não existe mais bom senso e muito menos respeito para com a sociedade.
    Que me responda o Sr,. Procurador Geral de Justiça. Se é para ter isonomia com os valores pagos pelos Outros poderes, então porque também não é pago para os funcionários do Executivo?
    Ou melhor ainda. Se é para ter isonomia, que a faça com estes funcionários que são a maioria, NÃO PAGANDO ABONO NENHUM e DEVOLVENDO O DINHEIRO PARA SER APLICADO EM OUTRAS AÇÕES DO GOVERNO. OU OS SENHORES DO MP, TJ E ASSEMBLÉIA SE ACHAM MELHORES QUE OS OUTROS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS? QUE DISCRIMINAÇÃO É ESTA?
    Novamente, CADE A MORALIDADE PÚBLICA DO MP? É FÁCIL COBRAR DOS OUTROS.
    Agora, junte-se a isto a já imoralidade da ajuda de moradia que os senhores promotores e procuradores também recebem mensalmente (acima de 4 mil reais).
    Finalmente devemos nos perguntar. Dá para acreditar em quê? Em quem?

  • CAIO diz: 17 de dezembro de 2013

    METADE NÃO É CONCURSADO, ENTRAREM NO TAPETAO

    FAZ UMA RECICLAGEM PRA VE SE PASSAM AGORA

  • Marcelo Heitor da Luz diz: 17 de dezembro de 2013

    Nesta horas é que se vê que é cada um por si e nada mais! Não tem um deste privilegiados com estes abonos, que tenha um pouquinho de vergonha na cara, e devolva o abono ao seu órgão Público empregador, fazendo que seus colegas e superiores se sintam envergonhados e em receber e dar, tal gratificação de final de ano. Pode ser um sindicalista, socialista, comunista, religioso, etc… fazendo tal ato, já daria o exemplo para acabar com este deboche da sociedade que paga tudo. Nesta horas é que não olham para a realidade que os cerca, mas são todos defensores de primeira hora da ética e da moral dos outros.

  • Marcelo Candemil diz: 17 de dezembro de 2013

    Isso sem contar o vale alimentação, que, no caso da assembléia vem dobrado neste mês, valor próximo de R$ 1000,00, enquanto professores, com valor médio de R$120,00, não recebem em janeiro pois estão em férias. Realmente nas férias não é preciso comer.

  • Bruno diz: 17 de dezembro de 2013

    Vamos nos recorrer ao fiscal da lei, opa, eles também ganham a gratificação, então que tal entrar com uma ação judicial para corrigir esta terrível imoralidade com dinheiro público, não dá, eles também ganham. Puxa e agora, a quem recorrer, a assembléia, eles também ganham. Lamentável.

  • ana diz: 17 de dezembro de 2013

    Acho justo!
    Quem quiser ser funcionário público, é só começar a estudar. É muita dor de cotovelo, todo mundo critica, mas grande parte adoraria um emprego público.
    Estudem, se dediquem, e depois que entrarem, me digam se é verdade a lenda que corre q funcionário público não trabalha, não se ferra, não é cobrado, não tem meta, não tem chefe louco e deslumbrado, não cumpri horário, não é xingado ( duplamente, pelos chefes e pelo público!) e se ganha realmente bem pra tudo q faz ( praticamente pau pra toda obra). A vantagem é a estabilidade, apenas. O resto é balela.
    Criticam uma ajuda de fim de ano para simples trabalhadores que se matam o ano todo pra prestar um bom atendimento, que passam em concurso, mas são jogados sem treinamento algum e aprendem a nadar SOZINHOS em um ninho de cobras e privilegiados. Funcionários concursados que tem q fazer o trabalho de comissionados apadrinhados e ganham menos que eles. Pq não publica o valor do abono de desembargadores e juízes??? Garanto que além do alto salário ( diferente de servidores comuns), vários retroativos, inúmeras vantagens, o abono deles é considerável. Deixa de ser demagogo e pede pra eles repassarem o deles para o executivo e não para os trabalhadores do funcionalismo público, que mantém aquilo de pé!
    Vc acha q não merece um abono de fim de ano da empresa onde trabalha?? A diferença é q ela não deve fazer isso, mas se fizesse, vc iria gostar…funcionário público tb é empregado, tb é trabalhador, e gosta de ser valorizado. Vamos deixar de ser hipócritas!

  • Make diz: 17 de dezembro de 2013

    Nobres senhores e senhoras, esses 40 milhões se trata de dinheiro que poderia ser transformado em merenda escolar, Segurança Pública, Escolas, Hospitais, Universidades… Será que conseguem não se sentir mal, em ver o dinheiro do povo ser tão mal e injustamente aplicado dessa forma? Será que chegará o dia em que viveremos em uma sociedade menos injusta e mais igualitária? A julgar pelo andar da carruagem e no que depender dessa gente, parece que não…

  • Comissionado diz: 17 de dezembro de 2013

    Querido Juquinha, não vamos generalizar, nem todos os comissionados são pendurados no sistema, vários trabalham realmente, temos que parar de achar que só pq são comissionados não trabalham. Funcionário público tb merece respeito, pq muitas vezes trabalham em condições degradantes, não recebem salários dignos e fazem jornadas muito além das 8h e jamais recebem horas extras.

  • Joao Schultz diz: 17 de dezembro de 2013

    E OS SERVIDORES CIVIS DA SSP… 30 ANOS lutando por um plano de cargos e salários.. esses aumentos que tiveram dentro da SSP.. n beneficiaram esta categoria q ganha em média 8000 reais e vai dos professores das creches da PM até técnicos do Detran VERGONHA GOVERNADOR E AGORA???

  • verdadeiro diz: 17 de dezembro de 2013

    E ainda recebem verba do FUNDEB, enquanto professores passam por aperto e dificuldades…vergonha, lixo de estado !
    O povo tem que ir pra rua e queimar tudo !

  • MARCELO diz: 17 de dezembro de 2013

    Já fui funcionário público, então posso afirmar com segurança que no serviço público TRABALHA QUEM QUER. Metas, pressão, produtividade isso só existe no setor privado. Quer prova maior? olha a quantidade de barnabés comentando aqui em horário de expediente e defendendo esse abono imoral. além disso, a presatção de serviços no Judiciário é de uma qualidade sofrível, péssimo atendimento e morosidade inacreditável.

  • verdadeiro diz: 17 de dezembro de 2013

    Bando de malandros mamando nas tetas do governo omisso !!!!

  • Aurélio diz: 17 de dezembro de 2013

    Sou funcionário público. Recebo meu salário mensal, meu 13º (que já é um abono) e 1/3 de férias. E mais o vale-alimentação. Nada mais do que isso. Qualquer coisa a mais do que isso, para mim, se não é ilegal, é imoral.

    Funcionário público, como o próprio nome diz, é e um empregado do povo, da população, presta serviços para o cidadão. O salário do funcionário público é composto pelos impostos que a população paga. Todos os servidores, seja da Alesc, do TCE, do MP, etc, são FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS, e não devem receber qualquer tipo de regalia financeira.

  • Luiza diz: 17 de dezembro de 2013

    E o pior: TCE proíbe que sejam realizadas festas de final de ano ou estrega de cestas de natal…. prefeitura e economia mista que se virem né?

  • Adorei diz: 17 de dezembro de 2013

    To nem ai…. Sou funcionário público comissionado… Meu chefe é um louco varrido… acha que vai mudar o mundo… trabalho 12 horas por dia… sofro pressão o dia todo.. Realmente não é facil… Garanto que existe muito neguinho que não faz metade do que eu faço… e ainda acho que os 4.000,00 que recebi muito pouco pelo que trabalho… E fica a pergunta… QUEM NÃO GOSTARIA DE TRABALHAR NA AREA PÚBLICA??? TER UM BOM SALÁRIO E RECEBER UM GRATIFICAÇÃO DESSA…. Se depender de mim fico mais 10 anos aqui… e to nem ai para o que falar…

  • João paulo diz: 17 de dezembro de 2013

    Os paladinos da justiça e da hipocrisia.

  • Celso diz: 17 de dezembro de 2013

    A turma do emprego vitalício , da aposentadoria integral e do expedientizinho de 06 horas realmente não é fraca. É isso ai povo! continuem malhando o pau nos políticos e deixem a turma do CORPORATIVISMO MANDAR. YAHHOOOOOOOOOOOOO!!!

  • Altieres diz: 17 de dezembro de 2013

    A maioria que comenta no fundo também queria isso, é a falsa moralidade dando o ar da graça novamente, estudem, ralem finais de semana, deixem de ir à praia e paguem o preço, esse dinheiro está no orçamento dos poderes e acho justo receberem sim, pois servidor público trabalha e muito, deixemos a falsa moralidade de lado, querer tirar isso dos servidores públicos, que em sua grande maioria trabalham em prol de uma sociedade melhor revela nosso grau de ignorância, do jeito que estão falando parece que escolas e hospitais estão deixando de ser construídos por causa disso. A verdade que a dor de cotovelo reina, infelizmente.

  • Juquinha diz: 17 de dezembro de 2013

    Ô querido Comissionado, jamais verás, na história desse estado, um comissionado reclamando de trabalho e salário? Menos né “quiridu”. Porque então esses sujeitos(as) não dão de ombro para esses políticos exploradores que lhes oferecem emprego comissionado e vão, sei lá, trabalhar num supermercado, num posto de gasolina, porquê, porquê? Gostam de, como você diz: trabalham em condições degradantes, não recebem salários dignos e fazem jornadas muito além das 8h e jamais recebem horas extras…..Ah! Pra bajular político ganhando no mole, isso sim.
    No “face” dessa turma político solta um peido e ele vai lá curtir.
    Tuas palavras soam como uma piada.
    Te proponho o seguinte: manda um comissionado trocar o salário com um concursado no setor que ele trabalha.
    Depois me conta tá?!

  • Sérgio diz: 17 de dezembro de 2013

    Tá, devolve a sobra pro executivo, e ele vais te sentir satisfeito com ele torrar os 40 milhões com propaganda? Claro que não, boa parte deve ir para o jornal onde trabalhas, quem sabe no final das contas eles te dêem um perú de natal.

  • Sérgio diz: 17 de dezembro de 2013

    Tá, devolve a sobra pro executivo, e vais te sentir insatisfeito vendo ele torrar os 40 milhões com propaganda? Claro que não, boa parte deve ir para o jornal onde trabalhas, quem sabe no final das contas eles te dêem um perú de natal.

  • Jean diz: 17 de dezembro de 2013

    Devemos mesmo nivelar por baixo. Já que professor ganha mal, vamos baixar o salário dos servidores também. Quanta hipocrisia. Na certa que o abono dos servidores é dinheiro de merenda. Basta que aqueles que desviam bilhões, quando não trilhões, usem essas verbas para o que deveriam. O abono dos servidores é justo e digno. Os que reclamam são muito ignorantes ao achar que esse dinheiro, caso ficasse junto ao governo, seria usado em alguma creche. Quando o Sr. Lalau desviou 170 milhões e foi multado em 600 mil (ótimo negócio), ninguém questionou sobre o valor da multa, ou sobre o destino dos 169.300.000,00 que sobraram. Se isso é inveja, basta estudar, passar num concurso e auferir as vantagem que o servidor público tem. Mas tem que estar preparado pra ouvir esse monte de matérias sensacionalistas e vazias de argumentos. Só aqui mesmo.

  • JOAO JOSE DA SILVA diz: 17 de dezembro de 2013

    Enquanto isso os agentes penitenciários do estado ganharam R$ 100,00 reais de incorporação de abono. Isso não é piada

  • MarceloII diz: 17 de dezembro de 2013

    Pressão, cobrança e depender do próprio esforço só conheço na iniciativa privada!! Vergonha!! Como gostaria de vê-los trabalhando e dependendo dos seus resultados para poder se manter empregado.

  • Fernando diz: 17 de dezembro de 2013

    Muito engraçado tratarem os servidores do judiciário como privilegiados por receberem um abono de 4 mil. A maioria ganha menos que um Sargento da PM ou que um professor 40 horas em fim de carreira, trabalha em geral dois períodos, sofre a pressão de ter como chefe magistrados, que na grande maioria exploram o trabalhador de maneira mais intensa que a iniciativa privada. E que vive fazendo contenção de despesas e quando existe um saldo ao final do ano e recebe uma parte pequena deste valor é tratado como marajá. Proponho a estes que criticam e são da iniciativa privada que doem suas participações nos lucros para o poder executivo estadual, para que esse use como bem entender. O mal da imprensa é querer ver o servidor público escravizado e mal pago, criticando qualquer benefício. E só para lembrar alguns, aposentadoria integral é coisa do passado e bons salários tb. Entrem no portal transparência vejam,profissionais de nível superior, pós graduados, não possuindo cargo comissionado ganha menos da metade de um médico do PSF. Paremos de hipocrisia, este abono além de legal, é justo e infelizmente irá acabar em breve, por força de uma imprensa invejosa e recalcada.

  • Adorei diz: 17 de dezembro de 2013

    Volto a falar.. ADOREI A GRATIFICAÇÃO… espero que ano que vem venha no mínino uns 6.000,00…. Morram de inveja…

  • Gabriel diz: 18 de dezembro de 2013

    Muito bom Rafael, falou tudo. Ana, tenho pena de você. Se acha “A funcionária pública”. Funcionários Públicos tem aos montes e na minha opinião, a maioria mais importante que você. Ou por acaso você se acha melhor que um professor? Porque pelo jeito você não é um deles, caso fosse não estaria defendendo esse abono uma vez que não teria recebido. Inúmeros funcionários não receberam esse vale peru ridículo e imoral. Apenas recebeu quem é pago pra ficar quieto pro outro também receber e assim vai. Fala-se em isonomia, então todos deveriam receber, nem que fosse um valor bem menor, mas pra todos. Ou melhor ainda, pra ninguém e investe-se esse dinheiro em mais saúde, educação e segurança que está faltando e muito.

  • Policial (patati-patata) Civil diz: 18 de dezembro de 2013

    Esse Vale-Perú dá mais de dois vencimentos meus… Pode isso Arnaldo?

  • alex diz: 18 de dezembro de 2013

    Que país é este ? Sujeira pra todo lado !

  • Marcelo diz: 18 de dezembro de 2013

    Concordo com a Ana. Falar até papagaio fala…

    Aos que trabalham na iniciativa privada façam com que seus patrões paguem um abono para vocês… se não estão pagando é porque vocês não são merecedores ou porque o patrão de vocês só visa o lucro do bolso dele, ok? O que mais vemos por aí são empresas privadas que estão faturando milhões… e vocês não ganham um aboninho? Que triste…

    Só quem está dentro sabe como o servidor público trabalha, já foi o tempo, meus queridos, de dizer que “o servidor público não trabalha”, que “não faz nada o dia inteiro”, que “só cumpre horário”. Todos possuem obrigações… mas não nego que um ou outro aja com malandragem… isso tem sim! Assim como deve ter também nas empresas privadas, ok?

    Será que os serviços prestados pelas empresas privadas estão uma maravilha assim como falam???

    Vamos falar da qualidade dos serviços das empresas privadas?

    No mais um Feliz Natal e Ano Novo… serviço público entrará de recesso a partir do dia 20 e volta só dia 7/01… descanso para quem trabalha!

  • Servidor diz: 18 de dezembro de 2013

    Aos que estão “corneteando” o abono do servidor público:

    Duas perguntas para vocês:

    1) O servidor não pediu o abono, então porque a crítica direta ao servidor?

    2) Se vocês fossem servidores públicos e caísse este abono na sua conta, vocês devolveriam?

    Não precisa responder, eu já sei a resposta.

  • MARCELO diz: 18 de dezembro de 2013

    Fernando, servidores do Judiciário que em GERAL trabalham DOIS períodos? só se um deles for durante madrugada. Cansei de ir ao fórum ou ligar para lá durante a tarde escutar que o fulano responsável já saiu ou não está disponível, e não há ninguém para prestar a informação.
    Vamos falar a verdade, uns poucos abnegados trabalham bastante, a maioria faz corpo mole, pois não têm uma VERDADEIRA cobrança de metas ou fiscalização.
    Aliás, tem muitos servidores EFETIVOS que deveriam estar na linha de frente, mas que se refugiam em cargos comissionados em gabinetes de magistrados por vontade própria.

  • Camila Sagioratto diz: 18 de dezembro de 2013

    Parabéns a todos que estão criticando o Ministério Público, dizendo que os paladinos da justiça, nada fazem, aliás, também aproveitam da situação! Santa Catarina é o Catarinistão do Sul!

  • Jota diz: 18 de dezembro de 2013

    Quer dizer então que, os funcionários ‘incompetentes’ que ‘não conseguem’ executar o orçamento da LOA, esse dinheiro ao invés de retornar a FAZENDA, é distribuída ‘isonomicamente’ entre a quadrilha?

    Vergonha!

  • luis diz: 18 de dezembro de 2013

    Rafael, alem de privilegiados ainda ociosos, infestam o blog tentando justificar a mamata.desocupados. Que o dep Jailson consiga limitar o orcamento dos poderes perdularios. E que os sindicatos da saude, seguranca e educacao nao percam o mote: isonomia com a manicure do promotor, o ascencorista do TC , o motorista do deputado e a telefonista do forum. Patrimonialistas, improdutivos, parasitas.

  • geremias diz: 18 de dezembro de 2013

    Prezados,

    Trabalho no judiciário e recebi esse abono. De fato quem olha de fora, a revolta é natural e com certeza esse tipo de prática deveria ser evitada.
    Melhor seria uma remuneração mais justa e não tais artifícios. Mas dizer que o dinheiro está sendo mal gasto, desperdiçado etc.. É muito relativo. Se não der o abono e aumentar o salário dos servidores destes poderes também não é contraditório, também não irá onerar os cofres públicos? E não irá causar nenhuma revolta porque não será divulgado!
    A questão é cada vez mais os poderes fazerem mais com menos. Mas isso é ideologia, enquanto a sociedade não mudar, se conscientizar, cada qual das suas obrigações, tenderemos sempre a visualizar uma parcela pequena da realidade sem perceber o contexto em que cada coisa está envolvida.

Envie seu Comentário