Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Que peixe é esse?

30 de dezembro de 2013 34

Marlin Azul - 28 dez 13 - 440 kg

*Por Diogo Vargas (diogo.vargas@diario.com.br)

O pescador esportivo Humberto Silvestre, 53 anos, é um dos integrantes da equipe que pescou um marlin-azul no canal da Barra da Lagoa, em Florianópolis, no sábado. Ele entrou em contato com o DC para corrigir alguns dados a respeito da façanha:

Que marlin é esse?

O peixe capturado trata-se de um marlin azul (Makaira nigricans) que habita todo o litoral brasileiro, descendo a corrente do Brasil de outubro a março, na plataforma continental, que aqui em Florianópolis situa-se a mais de 60 milhas náuticas da costa.

Como o capturaram?

O marlin foi capturado por uma equipe que pratica pesca esportiva. Modalidade praticada no Brasil e no mundo todo. São vários os campeonatos realizados em busca do marlin azul, é o maior troféu da pesca esportiva.

Foi algo raro mesmo então?

As equipes normalmente liberam os peixes, este por se tratar de um recorde para a região sul foi embarcado. O peixe foi capturado por Geraldo Figueiredo, Lucas Palmar, Humberto Silvestre e Eduardo Clezar, mediu 4m de comprimento e pesou 440kg. São medidas gigantescas. Para pesá-lo tiveram de cortá-lo. Foi 1h40min de briga para capturá-lo.

comentários

Comentários (34)

  • Acioly Netto diz: 30 de dezembro de 2013

    Uns matam por ignorância, peixes de algumas gramas, que adultos poderiam pesar mais de 50 Kg. Outros matam por ambição, toda a vida marinha. E estes matam por esporte. Matar por esporte é próprio de seres muito evoluídos. Parabéns!

  • Sandro Silva diz: 30 de dezembro de 2013

    Maravilhoso este feito. Parabéns!

  • Camilla diz: 30 de dezembro de 2013

    E qual foi o destino dado ao peixe após a foto?

    Legal seria se tivessem depois realizado um almoço ou algo do gênero com a carne do peixe, para que ele não tivesse morrido “à toa”! Alimentaria muita gente, mas não sei se a carne é recomendada para o consumo!

    É muito triste quando matam um animal desses apenas por esporte!

  • Joyce Ganassali diz: 30 de dezembro de 2013

    Uhhul, que orgulho hein!

    Mataram um animal com mais de 400kg raríssimo na região. Joinha pra vcs. ¬¬

  • ELZA MIRANDA diz: 30 de dezembro de 2013

    Então, o Ministério Publico já tem os dados deste “PESCADOR ESPORTIVO” QUE COMETEU CRIME AMBIENTAL contrariando a lei que proíbe a pesca deste peixe no Brasil… resta saber se vão tomar akguma ATITUDE ou se vão FINGIR QUE NÃO VIRAM…
    O que mais lamento, neste país, é que fazem leis para serem desrespeitadas e os infratores covardes ainda se PREVALECEM DO FATO, COMO SE FOSSEM HERÓIS…
    Por isso, exatamente, por isso, MERECEMOS DILMAS, RENANS, LULAS, FELICIANOS, E OUTROS TRASTES que FAZEM LEIS PARA RIR DELAS…
    FELIZ ANO NOVO!

  • Marcelo diz: 30 de dezembro de 2013

    Mesmo se tratando de um recorde, minha opinião é de que deveriam devolvê-lo ao Mar. Recordes desse tipo são Vaidades e não superações como os de um Atleta.

  • Amigo de Floripa diz: 30 de dezembro de 2013

    Marlim azul de 440 kg capturado no canal da Barra da Lagoa???
    Talvez o barco da pesca seja do local né, porque este peixe ali só se estivesse moribundo.

  • Maurício Cardoso diz: 31 de dezembro de 2013

    Eu só faço uma pergunta para esses 4 seres abjetos: O que vocês farão com esse peixe se a carne dele praticamente não se come pois é muito ruim? Vão jogá-lo fora, é óbvio! É de uma ignorância que beira a insanidade.

  • fariasjf diz: 31 de dezembro de 2013

    Lamentável. Uma linda obra da natureza abatida; fauna e flora realmente estão ameaçadas pelo homem.

  • Guilherme diz: 31 de dezembro de 2013

    Triste…

  • carlos eduardo diz: 31 de dezembro de 2013

    Parabéns! Uma lembrança para a vida inteira, a destes senhores – pescadores, com muito orgulho. E, atravessará a dimensão do tempo em causos que certamente se multiplicarão nos ouvidos dos seus descendentes. A atividade pesqueira foi e poderia seria mais importante para a região, beneficiada por correntes geladas vindas do pólo, ricas em nutrientes para toda a cadeia.
    O que falta? Mar e peixe aos quatro cantos….
    Dinheiro que vai pra ar-condicionado e acabamento de luxo em repartições inócuas poderiam e deveriam ser revertidos em ações produtivas, como
    fundações de pesquisas, laboratórios para suporte destas, pesquisadores em oceanografia , aquisição de um navio especialmente equipado para isto, etc.
    Quem quiser uma referÊncia procurem saber como é o nível de articulação entre iniciativa privada, governo e universidades do Canadá.

  • Cristina Oliveira diz: 31 de dezembro de 2013

    Esses pescadores não devem praticar corretamente a pesca esportiva, pois esse peixe, por ser raro, não deve ser retirado do mar e o material usado na pesca desse animal é especial e feito para não ferí-lo. Não há mérito algum em ver esse animal morto ao lado dessas pessoas de pouca ou nenhuma consciência ecológica e que o usam para aparecerem e em processo de engorda de ego, hoje. Amanhã, graças a atitudes como essa, o máximo que poderão usar para uma fotografia e quando muito, será um lambari de rio poluído… Ao invés de sentirem-se orgulhosos pelo feito macabro, deviam sentir-se no mínimo, envergonhados. Mas vergonha é algo que não se compra e nem se vende… Ela está ligada ao caráter, educação, valores sociais, coisa que pelo visto não há em nenhuma das pessoas da foto… Lamentável!!!

  • Cristina Oliveira diz: 31 de dezembro de 2013

    Eu só queria saber qual é a diferença entre posar ao lado de um rinoceronte, um leão, um elefante, todos mortos e posar ao lado de um peixe desses… Existe alguma diferença???
    Claro que não e tanto que os matadores sentem-se orgulhosos em serem fotografados ao lado da caça… Coisa mais feia e de péssimo exemplo, impossível!!!

  • ivaldo kuczkowski diz: 31 de dezembro de 2013

    Polícia federal neles….

  • Odilon Sehn diz: 31 de dezembro de 2013

    Parabéns ,Geraldo, começas o Ano de 2014,arrasando .
    Um abençoado Ano novo.SAUDE,PAZ,AMOR E REALIZAÇÕES.

  • Marli Blue diz: 1 de janeiro de 2014

    Parabéns aos “Silvestre” e sua gangue por subtraírem da natureza um exemplar raro.
    Já que seres humanos não são tão raros e não estão em extinção, quem sabe um exemplar da família destes idiotas possa ter destino parecido em 2014.

  • Sérgio diz: 1 de janeiro de 2014

    Que cena grotesteca:os pescadores inqualificáveis junto de sua presa incomível.

  • Inteligente diz: 2 de janeiro de 2014

    Bando de ignorantes, leiam esse texto. ai talvez vao aprender algo : http://www.pesca.sp.gov.br/noticia.php?id_not=11788

  • Inteligente diz: 2 de janeiro de 2014

    Pessoal, antes de julgar este ato um CRIME, busquem mais informacoes. Fazendo isso, voces vao descobrir que nao houve nenhum ato criminoso, irao descobrir tambem que a pesca deste peixe só eh proibida quando a finalidade é vender sua carne.No caso deste exemplar, a carne foi TODA DOADA para a populacao do canal da lagoa, Só seria crime SE o peixe tivese menos de 250KG, porém, o peso oficial foi de 440Kg ou seja, foi permitida por lei a captura do peixe.Esta historia de a carne do Marlim Azul ser ruim é ridicula, aposto q quem disse isso nunca teve a oportunidade de come-lo, pois é um peixe muito dificil de ser encontrado, e sua venda é PROIBIDA por lei!

    entao pessoal, antes de falar alguma merda a respeito disso, LEIAM, deixem de ser ignorantes!! Só pesquisar no Google que irao encontrar..

  • Jonas diz: 2 de janeiro de 2014

    Apenas uma correcao, o peixe nao foi pescado na Barra da Lagoa, e sim em Alto Mar, 60 milhas da costa!! 200 metros de profundidade, atentamente.

  • Cristina Oliveira diz: 2 de janeiro de 2014

    Não está em jogo aqui se foi crime – baseado no código penal – ou não, e sim, que se trata de uma foto ridícula, que foi postada mostrando um animal morto como troféu e como sendo um grande feito, quando na verdade deveriam é sentir vergonha por terem retirado do mar um belíssimo exemplar de um animal cuja carne nem saborosa é e portanto, se doaram o peixe para os moradores do canal, certamente que não foi por se tratar de boa vontade com filantropia e sim, por terem matado o animal e não terem o que fazer com ele. Além do péssimo exemplo, demonstraram também serem pessoas de pouca inteligência e nenhuma desculpa esfarrapada justificará o ato. Feio mesmo!!!

  • Cristina Oliveira diz: 2 de janeiro de 2014

    E senhor INTELIGENTE… Matar um animal desnecessariamente e apenas para o prazer de matar, nunca foi mérito para ninguém. Portanto até o momento, os únicos ignorantes que podemos ver estampados na foto, são os quatro da espécie humana que cometeram o absurdo de tirar a vida de um animal desses, que estava tranquilo em seu habitat!!!

  • Acioly Netto diz: 2 de janeiro de 2014

    Ignorante é quem precisa ler uma lei, para saber o que é certo, ou errado. Quem não tem bom senso, nem intelecto, para pensar sem uma lei, muitas vezes criada por outros ignorantes, e desonestos, que sequer fizeram algum curso de direito.
    Basta se perguntar: Alguém precisa fazer isto? Isto ajuda o que? Melhora o que?
    Isto promove a evolução da sociedade?

  • Maurício Cardoso diz: 2 de janeiro de 2014

    Caro Inteligente, penso que você está confundindo a carne do swordfish, que realmente é uma delícia, com a do marlin que é indigesta. Muito comum essa confusão. O dia em que você tiver a oportunidade de ir a um grande centro de pesca profissional, com a Flórida, nos EUA, por exemplo, verá que tem regras e conhecimentos específicos em nível científico sobre a atividade de pesca desse animal. Você atestará que peixes como o marlin só serve para “briga”, para testar a habilidade do pescador. Quando um peixe dessa magnitude é fisgado, eles o soltam assim que ele para de brigar ou o levam para um taxidermista para ser empalhado e servir como troféu, muito comum entre os americanos. Eles chamam essa pescaria de “catch and release” ou “pesca e solta”. Você não verá um pedaço desse peixe em lugar nenhum para consumo. Acredito que você deve ser um entusiasta da pesca, mas com pouco conhecimento e muita raiva. Cuidado, todo mal vem da ignorância.

  • ELZA MIRANDA diz: 2 de janeiro de 2014

    Caro “Inteligente”,só mesmo alguém “detraquê” para se auto-intitular assim…
    Sem nenhum demérito ao Google, a sua cultura é mesmo absurdamente limitada.
    Deveria poupar-nos de suas manifestações primárias e desinformadas.
    Mas, mesmo sem cultura, poderia ter um pouco de vergonha, bom senso ou bondade…Infelizmente parece não possuir nenhum destes atributos…

  • Inteligente diz: 2 de janeiro de 2014

    Pior que ja comi parceiro, pode ate nao ser a melhor carne do mundo, mas nao é para ser jogada fora.. O swordfish e o marlim branco sim, tem uma carne muito saborosa, mas nao quer dizer q a do azul é “indigesta”

  • Cristina Oliveira diz: 3 de janeiro de 2014

    Caro senhor INTELIGENTE… Lamento informá-lo, mas sua inteligência é tão limitada quanto a atitude dessas pessoas que mataram o animal e o usaram para satisfazerem seus egos alquebrados, uma vez que para mais nada serviu a matança do animal, além da foto lamentável tirada com eles ao lado da caça. Não é mérito, não é correto, não é uma atitude cabível para os dias de hoje e acima de todas as muitas e muitas razões existentes contra tal ato, há uma coisa que jamais deveria faltar a todos os humanos, que é o respeito à vida de todas as espécies, que somos dependentes. E por fim, EXEMPLO e RESPEITO são duas palavras que devem ser usadas sempre e justamente elas é o que mais faltou nessa foto tão desnecessária. Desprezível e triste é a cena que em plena época das comunicações e da necessidade de nos voltarmos para os cuidados com o meio ambiente, já tão castigado pelos atos dos humanos, ainda aconteçam coisas assim, para depor um tanto a mais contra a espécie humana que é quem mais destrói, mata e dilacera o equilíbrio entre as espécies na terra. Portanto, nada do que o senhor diga em defesa disso, mudará o que foi feito e que não tem retorno. Feito está e quem cometeu tal ato, mesmo que não tenha percepção alguma de nada – e muito provavelmente não deve ter mesmo – colaborou um tanto a mais para as inúmeras perdas que somos acometidos dia após dia…

  • Fernando Gaucho diz: 4 de janeiro de 2014

    Parabens Beto, ao inves de transformar minha inveja em ver este trofeu em recalque como muitos acima transfiro a mesma em determinacao para um dia pegar um desses, se pensassem quanto gera de renda cada peixe desse em marina, iscas, embarcacoes etc nao falariam tanta bobagem, por que nao se empenham em evitar a poluicao do mar com esgoto cloacal e a proliferacao de casebres na beira dos rios, lagos e mares sem autorizacao, isso sim destroi o habitat destes bichos

  • Elza A. diz: 6 de janeiro de 2014

    Parabéns a você, Fernando Gaucho…POR ESTIMULAR O DESREPEITO ÀS LEIS, que são feitas por razões óbvias, neste caso especificamente,para PRESERVAR A VIDA E PARA EVITAR A EXTINÇÃO DESTE TIPO DE animal NO PLANETA…É por pessoas COMO VOCÊ, QUE não “PENSAM”,que temos vários exemplos de DESRESPEITO ÀS LEIS, O EXTERMÍNIO DE FLORESTAS, da fauna e, inclusive os moleques armados nas ruas, desrespeitando as a vida e a propriedade alheia também…Sabe, meu caro, ELES TAMBÉM “TEM SUAS DESCULPAS e JUSTIFICATIVAS”…

  • Elza A. diz: 6 de janeiro de 2014

    Caro Acioly, Você, de forma leiga, está se referindo ao DIREITO NATURAL, o Direito à Vida..”Acioly Netto diz:
    Ignorante é quem precisa ler uma lei, para saber o que é certo, ou errado. Quem não tem bom senso, nem intelecto, para pensar sem uma lei, muitas vezes criada por outros ignorantes, e desonestos, que sequer fizeram algum curso de direito.
    Basta se perguntar: Alguém precisa fazer isto? Isto ajuda o que? Melhora o que?
    Isto promove a evolução da sociedade?”
    TE RESPONDO, meu caro leigo: SIM. PROMOVE SIM. BOAS LEIS TE DÃO RESPALDO para exigir o seu cumprimento e para te proteger.Sem leis boas,sem garantias.

  • Morador de floripa diz: 7 de janeiro de 2014

    Fernando, sem contar a quantidade absurda de barcos de pesca de madeira pescando com kilometros de espinheis pelos mares, isso sim mata toda a diversidade marinha, desde golfinhos/tartarugas/tubaroes/MARLINS. Isso sim que é um absurdo, sem falar dos “arrastoes” que por onde passam, matam TUDo oque encontra… Lembrando que os espinheis sao kilometros de linhas com milhares de anzois pelos mares, matando muito, mas muitos animais aquaticos..

  • Acioly Netto diz: 7 de janeiro de 2014

    É triste e ridículo ver gente defender um erro, citando erros maiores. Ninguém está comentando outros danos a natureza, estamos falando unicamente dessa façanha, abominável e dispensável. Aceitar este tipo de conduta, e atitude vai resolver os danos maiores? Tem gente que não discute para resolver problemas, mas pelo prazer de contrariar, aparecer como dono da verdade.

  • Luigi diz: 4 de fevereiro de 2014

    Ridículo matar um peixe desse só pra alimentar o Ego de babacas como vcs!
    No dia que acabar, ai não adianta amigo!
    Eu sou pescador esportivo, mas não esportivo que corre atras de recorde, eu gosto de pescar e nunca mataria um peixe desse!
    Não é atoa que vcs nunca vão chegar perto de ser um dia alguém respeitado no mundo da pesca esportiva!
    Nunca vai chegar aos pés de um cara como o Cap.Tuba (Antonio Amaral) que liberou mais de 200 Marlins e muitos maiores que esse ai!
    Alem de liberar o cara targueo os peixes para que possam ser estudados e preservados!
    Aprende a ser pescador esportivo!

  • Robson Gramlich diz: 27 de agosto de 2014

    Pescador esportivo? Recorde? Troféu? Foto?

    A briga e a emoção de capturar um gigante desses não é o suficiente?

    Queria eu ter o prazer de um dia capturar um desses. Te garanto que só as lembranças em minha mente seriam eternas e muito maiores do que tudo citado acima.

    Paro por aqui, pois não quero ofender ninguém.

    Abraço à todos.

Envie seu Comentário