Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts do dia 3 janeiro 2014

Você pode precisar

03 de janeiro de 2014 3
Defesa Civil / Reprodução

Defesa Civil / Reprodução

Por Diogo Vargas (diogo.vargas@diario.com.br)

A Defesa Civil de Florianópolis, dentro do programa Defesa Civil nas escolas, está distribuindo este folder em tamanho carteira de motorista para o cidadão guardar na carteira de documentos, facilitando a vida de quem necessitar de auxílio. 

“Prevenção também é isso: Quando tudo vai bem, ninguém lembra que existe. Quando algo vai mal, dizem que é preciso existir.” escreve o Coronel Bombeiro Militar RR José Cordeiro Neto.

A distribuição parece uma ideia simples, mas é de fundamental importância para o acionamento rápido do socorro.

Alerta

03 de janeiro de 2014 0

 

Marcos Porto / Agência RBS

Marcos Porto / Agência RBS


Por Diogo Vargas (diogo.vargas@diario.com.br)

Siris apareceram agonizando nas margens do Rio Perequê, em Itapema, ontem. Seriam vítimas de esgoto. Em Laguna, na construção da ponte nova, um sinal de vida: um golfinho foi capturado pelas lentes do fotógrafo Caio Marcelo.

Caio Marcelo / Agência RBS

Caio Marcelo / Agência RBS

 

Contagem regressiva

03 de janeiro de 2014 0

A partir de domingo – e pelas próximas duas semanas – o DC trará uma novidade. Será uma atração especial para quem curte música e vive de bem com a vida. Uma atração especial para quem se planeja para curtir o Planeta.

O símbolo Cascão

03 de janeiro de 2014 44

É grande o estrago feito pela falta de planejamento das Casan – e de outras administradoras municipais – ao turismo de Santa Catarina e à percepção dos moradores locais sobre a qualidade de vida no Estado.

Olhem a brincadeira que circula desde ontem pelas redes sociais…

cascao e cebolinha

“Cosamailinda”

03 de janeiro de 2014 1

Por Diogo Vargas (diogo.vargas@diario.com.br)

A manezada curtiu e brincou sobre o cantor Daniel ter usado a expressão local “côsa linda” no show do Réveillon, em Florianópolis. “O nosso Estreito, Série A (Figueirense), com show do Daza, cascata na ponte e visual frontal total da Beira-Mar Norte só pode ser cosamailinda, largou o Nivaldinho Machado do Café Sorrentino.

Raios

03 de janeiro de 2014 1

Por Diogo Vargas (diogo.vargas@diario.com.br)

O presidente da Celesc, Cleverson Siewert, diz que a falta de energia na região do bairro Itaguaçu, em Florianópolis, na madrugada do dia 1º se deu em virtude de descargas elétricas sobre a rede. Revelou ainda que o atendimento ficou prejudicado por conta da logística necessária para o deslocamento das equipes de plantão com os problemas viários decorrentes dos festejos de final de ano.

Aliás

Em Jurerê, moradores estavam revoltados ontem porque um caminhão com adesivo da Casan distribuía água e os entregadores avisavam que o valor seria cobrado. Mas não sabiam o valor. “Pagamos pela água o ano inteiro e quando vamos usufruir está faltando, isto é um desrespeito ao consumidor”, esbravejava Marilia G. P. Teixeira.

"O mar engana"

03 de janeiro de 2014 0

Por Diogo Vargas (diogo.vargas@diario.com.br)

Em Florianópolis, um homem morreu afogado na praia de Canasvieiras, quarta-feira. Mas é a praia dos Ingleses, também no norte da Ilha, a que vem destoando com grande número de ocorrências.

A região perigosa fica entre a praia Central dos Ingleses e a praia das Gaivotas. “O mar ali parece não tão perigoso e não tão calmo, mas engana”, diz o tenente Bruno Azevedo Lisboa.

Os banhistas devem ter cuidado máximo também na Joaquina.

A tragédia das águas

03 de janeiro de 2014 0

 

MARIA GABRIELA DA CUNHA / CORPO DE BOMBEIROS

MARIA GABRIELA DA CUNHA / CORPO DE BOMBEIROS


Por Diogo Vargas (diogo.vargas@diario.com.br)

A temporada recém começou e a quantidade de mortes por afogamento em Santa Catarina assusta até os bombeiros. Foram 49 vidas perdidas desde 5 de outubro, início da Operação Veraneio – sendo 41 em pontos não vigiados por bombeiros. É bom lembrar que na operação anterior, entre outubro de 2012 e abril de 2013, foram 67 mortes nas águas catarinenses, 57 delas em pontos não monitorados por bombeiros e 10 em pontos protegidos.

Das 49 mortes na atual temporada, 31 delas foram em rios, lagoas, açude e cachoeira, onde não há monitoramento de guarda-vidas. A grande maioria foi no Oeste e Extremo Oeste. Nas praias de mar foram 18 mortes. Dessas, oito em áreas monitoradas pelos bombeiros e 10 em pontos sem o serviço de salvamento.

No litoral norte, entre Bombinhas e Itajaí, foram 10 afogamentos fatais.