Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

De olho

10 de janeiro de 2014 3

Por Diogo Vargas (diogo.vargas@diario.com.br)

A fiscalização de comércio, ocupações e construções irregulares será reforçada em Florianópolis. Foram nomeados ontem 39 novos concursados. As vagas são para administrador (2), técnico administrativo (2), engenheiro civil (30), engenheiro sanitarista ambiental (3) e engenheiro agrônomo (2). A equipe irá para secretarias do Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, Serviços Públicos, Instituto de Planejamento (Ipuf) e Floram.

comentários

Comentários (3)

  • Marcelo diz: 10 de janeiro de 2014

    Por favor, que esta nova equipe visite os Ingleses!!

  • Luis diz: 11 de janeiro de 2014

    E que não se incorporem ao exército em atividade a serviço da corrupção ambiental na terra da Moeda Verde!!

  • carlos eduardo diz: 12 de janeiro de 2014

    Quer dizer, agora irão regularizar os registros em habitações de famílias nativas que há mais de 30 anos estão irregularmente usando gato da CASAN ?
    E isto tem LAVANDERIAS, no meio também, daquelas que lucram no verão e até fecham no inverno sem pagar um tostão, ou, pagando taxa mínima – na ilha e no continente (serrinha, jurerê, canasvieiras, cachoeira, coqueiros, jardim atlântico, capoeiras, itacorubi…). Será que não tem hotéis, pousadas, clubes?
    Quem contou-me vende produtos de limpeza há anos -fácil de rastrear esta atividade clandestina, portanto. Mas quem vai peitar ? Fiscalizar e controlar o consumo ?
    Coincidentemente, pertencentes a parentes de funcionários da prefeitura, câmara, assembleia, ou da própria CASAN.
    Este sistema de privilégios para os vassalos é exatamente o que sustenta o poder estabelecido, há muito tempo.
    Uma ilha (*porção de terra cercada por oligarquias nos quatro cantos) aonde um vigia três, e, todos relatam ao suserano provando sua fidelidade aos juramentos a que foi subjugado – em troca do status de cidadão/ funcionário público.
    No final, culpam a população que alugou sua casa para ganhar algum, pois não tem os privilégios daqueles.
    É a velha arte de distorcer a percepção da realidade e manipular as decisões administrativas.

Envie seu Comentário