Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Em vídeo, prefeito Cesar Souza fala sobre a ocupação da SC-401 pela primeira vez

28 de janeiro de 2014 7

A declaração foi gravada hoje pela manhã, na comunidade do Morro do 25, durante a entrega de quatro casas para pessoas carentes.

 

 

comentários

Comentários (7)

  • Ricardo diz: 29 de janeiro de 2014

    Não entendi. Basta entrar na fila e ganha uma casa? É um convite para a invasão, creio. Entendo que invadir é crime e tem que ser tratado como tal – inclusive pra o pessoal do morro do 25. Alguém autorizou o prefeito a aceitar favelas? Sou contra…

  • Carlos diz: 29 de janeiro de 2014

    Comece destituindo terras enormes sem uso social prefeito e ninguém invade e ninguém espera 30 anos. :D

  • Mark diz: 29 de janeiro de 2014

    Esse papinho dele não me engana mais. Plano diretor? Trânsito caótico na cidade? Transporte público? Creches? Cadê q não vejo nada disso? Fala, fala, mas não ví acontecer nada. O sul da ilha está totalmente esquecido. Trânsito infernal todo santo dia para ir ao trabalho e para voltar.

  • Flavio de Castro diz: 29 de janeiro de 2014

    Sr. Mark, apenas para ver se eu entendi: o trânsito caótico no Sul da Ilha é culpa do prefeito, que está no cargo há um ano? ele é o culpado? brincadeira…

  • Jeferson diz: 29 de janeiro de 2014

    Não sei mais prá onde correr, se é prá fila prá ganhar casa ou se é prá bater uma bolinha no campinho perto de casa senão “….ele será destituído pq não tem uso social…”.
    Meu pai sempre me ensinou que um homem precisa trabalhar para merecer ter sua terra e seus bens. Na minha percepção, quem ganha coisa “de graça” é pq tem pai rico ou “espertinho” (para não chamar de outra coisa mais feia) que se aproveita de brechas em leis para se beneficiar.
    Triste mesmo é passar na 401 e ver um suposto “invasor” com uma S10 gabine dupla bem mais nova que o meu carro, dá até pena, vontade é de parar para dar um dinheirinho prá gasolina.
    Eu lamento, e vou indo prá casa reforçar meu “meio lote” com arame farpado, senão daqui a pouco invadem também.

  • Daniel diz: 31 de janeiro de 2014

    O Prefeito Juninho, convenientemente, atrás de um discurso xenofóbico que resgata a velha máxima do “dividir para reinar”, esquece que um dos grandes responsáveis pelo “passivo de moradias” que menciona existir em Florianópolis, e que existe também em todo país, é seu partido PSD (remanescente do ARENA do regime militar para quem não se lembra). Este partido está a mais de 50 anos no poder, inclusive durante os governos de Lula e Dilma, fazendo nesse tempo todo sua guerra social contra a pobreza.

  • Alexandre T. diz: 2 de fevereiro de 2014

    Flávio de Castro, os envelopes da licitação do tranporte, que renovam os contratos com transol, canasvieiras, etc por 20 anos sob condições absurdas, sem aumento de frota e aval para aumentos a qualquer mês do ano, serão firmados agora na segunda. Se ele não tem culpa do que fizeram com a cidade antes de assumir a prefeitura, o tem agora, realizando uma licitação que só beneficia o empresariado da ilha, e não a população diariamente explorada e fudida.

Envie seu Comentário