Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Presente vai pelos ares

01 de fevereiro de 2014 68

visor

Por falta de visão estratégica, muito jogo de empurra e até disputa de vaidades, a Polícia Militar de Santa Catarina está prestes a perder uma oportunidade histórica de contar gratuitamente com dois helicópteros, modelo Bell 412, capazes de transportar até seis vítimas em macas ou treze passageiros e voos por instrumentos à noite. Equipamentos que fariam toda a diferença no socorro às vítimas em tragédias climáticas como a do Morro do Baú, em 2008, e as enchentes em Blumenau. As duas aeronaves atuais da corporação, um Coala em Florianópolis e um Esquilo em Joinville, têm limitações técnicas. Levam, respectivamente, duas e uma maca nas operações de resgate.

Vamos aos fatos. Ainda em 2012, por conta da Copa do Mundo, a Polícia Federal em Brasília comprou dos helicópteros novos. Ela operava com os Bell 412, o mesmo utilizado pelas principais policias e bombeiros do mundo, como a de Nova York (foto). Com a aquisição, a PF resolveu doar os seus dois modelos para algum Estado da federação interessado. Sem nenhum custo para a transferência do patrimônio, orçado em R$ 30 milhões. A Secretaria de Segurança Pública de SC foi informada sobre a oportunidade única. Entrou no jogo e levou.

O próprio secretário Cesar Grubba foi a Brasília conhecer as aeronaves, a convite da direção da PF. Foi recebido por oito delegados-pilotos, que prestaram todas as informações. Em perfeito estado de manutenção, elas operavam normalmente. Ficou acertado a cessão de uso sem custos dos dois helicópteros para a PM catarinense por cinco anos. Ao fim do período, seriam doados em definitivo para o Estado. Foi então assinado um termo de cooperação entre a PF e a SSP-SC, publicado no Diário Oficial da União no final de 2012 (copia do documento). Grubba e o comandante-geral Nazareno Marcineiro chancelaram o documento.

Caberia à PM apenas os custos de pintura (personalização) e compra de macas, farol para busca noturna e cesto de água para combater incêndios. Além, é claro, da manutenção e combustível. A contrapartida seria compartilhar os helicópteros para eventuais missões da PF em Santa Catarina. Tudo acertado. Todo mundo feliz. Em 2013, os meses foram passando e nada de a PM finalizar a incorporação dos equipamentos. Até que foi marcado para o final de outubro um pregão presencial para a compra dos equipamentos e finalmente receber os “brinquedinhos”, considerados referência mundial no emprego de multimissão (seja policial ou defesa civil).

Até que uma semana antes da licitação de número 131, uma comissão com alguns oficiais do Estado Maior da PM reuniu-se e, acredite, mudou de ideia. Decidiu não aceitar mais a doação da Polícia Federal, alegando que os custos de manutenção seriam elevados. O edital, então, foi sumariamente cancelado. Com base nas informações desta comissão, Grubba encaminhou ofício à direção da PF informando que o Estado não teria mais interesse nas aeronaves. O mesmo argumento é utilizado pelo coronel Nazareno.

Em ata, a comissão alegou que o custo de manutenção das duas aeronaves chegaria a R$ 6 milhões/por ano. Este Visor ouviu pelo menos três especialistas em aviação de fora do Estado. Todos afirmaram que este item está supervalorizado. O valor para a manutenção de cada aeronave Bell 412 fica em torno de R$ 2,2 milhões ano, ou R$ 4,4 milhões, bem abaixo dos alegados R$ 6 milhões. Para se ter uma ideia, o Esquilo da PM de Joinville que transporta apenas quatro pessoas, ao contrário do Bell 412 que leva 13 passageiros, custa R$ 1,8 milhão ano em manutenção. Portanto, a diferença fica em torno de R$ 400 mil.

Outra alegação seria a de que a formação de oito pilotos para as aeronaves, com curso no exterior, sairia R$ 1 milhão. Uma das mais renomadas escolas de helicópteros na Europa, que fica em Portugal, estimou a habilitação para oito homens em R$ 460 mil. A PF também previa a entrega de R$ 1,5 milhão em peças sobressalentes, garantia de poucas despesas por um bom tempo…

Há na PM quem considera as aeronaves velhas (1982). Para se ter uma ideia, a Força Aérea Brasileira (FAB) ainda utiliza os modelos Bell 205,conhecido como sapão, aqueles da guerra do Vietnã, fabricados nos anos 1960. O Bell 412 é um helicóptero bimotor, ou seja, com muito mais autonomia e tecnologia durante os voos. Na foto, menor, enviada pela PF, dá para ver a aeronave que viria para SC em plena operação.Sem contar que no caso da incorporação das novas aeronaves seria possível transferir as atuais de Florianópolis e Joinville para outras regiões do Estado, criando mais duas bases como no Sul ou Serra, por exemplo.

Mas como Santa Catarina parece ter mais sorte do que juízo, a direção da PF ainda não oficializou a suspensão da transferência. Um movimento político está em andamento para reverter a decisão e trazer novamente os helicópteros para o Estado. O senador Luiz Henrique da Silveira entrou em campo. Classificou como inaceitável e equivocada a decisão do comando da PM. Por mail, a assessoria do governador Raimundo Colombo informou que a incorporação das aeronaves foi cancelada com base no laudo da PM.

Tal opinião não é compartilhada pelas policias do Distrito Federal, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. Ao saberem da desistência de SC, formalizaram pedido para receber os Bell 412. Quem sabe na próxima tragédia climática, a PM reveja sua posição. Afinal, investir R$ 600 milhões em obras de prevenção às cheias é muito importante. Mas quem irá prestar o pronto emprego no socorro, assim que for identificada a calamidade?

comentários

Comentários (68)

  • Marise Martins Schlichting diz: 1 de fevereiro de 2014

    Porque não é divulgado os nomes dos indivíduos da tal comissão que cancelou o referido ato de doação para SC das aeronaves?

  • Canela diz: 1 de fevereiro de 2014

    Bom, a pessoas que bateram o martelo, conhecem tudo de aeronave, até o Jornalista pesquisou errado os preços (para baixo) ora todos sabemos como funciona certas atividades do estado,(10%, 20%) e assim vai.
    Castiel é só ver as viaturas entregues ontem para a PM, todas tinham final de placas 7 e 8 isto quer dizer que… já estavam disponivel desde o ano passado, mais somente agora em 2014 foram entregues, P O L I T I C A G E M pura.
    Teremos eleições, acordo povo.

  • Eduardo Bastos diz: 1 de fevereiro de 2014

    Isto não aconteceria quando o comando da Policia Militar cabia ao Exército. Lamentável, para não dizer outra coisa!

  • Rogério Rosa diz: 1 de fevereiro de 2014

    Ninguém tem dúvidas sobre a incompetência do atual governo, ai incluídos a figura patética do governador, o secretário de segurança pública e, é claro, o comando da PMSC.
    Há outros inúmeros exemplos mostrando que o atual governo só sabe é fazer propaganda mentirosa, alardeando gastos e obras que nunca sairam do papel.
    Nem sairão.
    A reforma do Hospital Regional é outra propaganda mentirosa.
    Diga ai prezado leitor um único projeto que tenha sido concebido integralmente pelo atual governo, executado e concluído.
    Não falo obviamente de remendos e “puxadinhos” pra enganar eleitor trouxa.
    SC merece gente mais preparada para governar o estado.
    A paciência chegou ao limite.
    Basta de incompetência e demagogia com o nosso laborioso povo.

  • MARQUINHOS ALVINEGRO diz: 1 de fevereiro de 2014

    Vamos dar o troco nas urnas seu governador incompetente. Secretário de segurança sem vontade.Já não basta os ataques nos ônibus, agora mais essa. Cade a nossa policia.
    SOCORRO MEU DEUS…

  • Walmor diz: 1 de fevereiro de 2014

    É desse jeito que querem oferecer uma segurança pública eficiente para a população do nosso Estado. Será que não tem ninguém no Governo com poder suficiente para decidir um assunto importante desses para o Estado.

  • marcelo andrade diz: 1 de fevereiro de 2014

    Vai ver tem mais gente querendo doar para sc $$$$$$$$$$$$
    E uma comédia hahaha
    Parabens

  • héliosd diz: 1 de fevereiro de 2014

    Diante desta bela matéria muito esclarecedora é bom que se diga , ficou evidenciado que aceitar os helicópteros será pouco lucrativo.

  • ANESIO ANTONIO HAMMES diz: 1 de fevereiro de 2014

    Meu caro Rafael Martini, fico indignado ao ler esta noticia, um estado como o nosso que ja viveu grandes tragedia, e eu sou prova disso, pois em 82 trabalhei com um caminhão carreta por dois meses gratuitamente levando roupas, mantimentos entro outros. Fico triste com esta noticia, quem ja presenciou ou participou como voluntário como eu sei o quanto este povo ja sofreu, vivemos num estado que é no minimo atingido uma ou duas vezes por tragédias por ano, absurdo, acho que é picuinhas entre policia Federal e Estadual, vergonha.

  • fernando diz: 1 de fevereiro de 2014

    A policia militar em se tratando dos oficiais é um poço de vaidades, chega a ser bizarro quanto se trata do batalhão de operações aéreas então, os caras se acham astronautas, a de se ressaltar o excelente serviço no quesito resgate principalmente dos bombeiros.

  • antonio paulo diz: 1 de fevereiro de 2014

    Vcs nao entenderam ainda??? Ninguem ganhou nada, não teve esqueminha… receber 02 helicópteros de graca para que??? Melhor comprar…esperar uma emergencia…ai faz compra no emergencial, perco alto…entendeu???

  • Wallace diz: 1 de fevereiro de 2014

    Acabar com policia militar essa é a medida a ser tomada!
    Burocrata,ultrapassada e estupida, só serve para reprimir a população.
    Fora herança maldita da ditadura militar!
    Por uma Policia unica e resolutiva.

  • Julio diz: 1 de fevereiro de 2014

    Vocês já ouviram falar “É coisa de manezinho” pois é isso mesmo

  • Samuel Crespo diz: 1 de fevereiro de 2014

    Ninguém falou na propina..por isto não interessa!!!!

  • eduardo diz: 1 de fevereiro de 2014

    Esses oficiais da PMSC não estão preocupados com o bem estar e segurança da população,4 milhoes é caro? quantas vidas essas aeronaves salvariam? qual é o custo de uma vida? tem preço? Senhores esse dinheiro é da sociedade catarinense,e tem que ser usado para a mesma.

  • Luiz Carlos Pires diz: 1 de fevereiro de 2014

    Realmente temos um Governador que se deixa ser manipulado facilmente, até por comissão de Oficiais da Policia Militar, com o aceite de seu comando Geral Coronel Nazareno. Por isso que a bandidagem se multiplica dia a dia pois não temos comando e o Sr Governador fica de braços cruzados. O Hospital Florianópolis, que agora serve de propaganda política já era para ter sido entregue a três anos atrás.
    Será este o Governo que iremos reeleger?

  • Cesar Santos diz: 1 de fevereiro de 2014

    Caro Jornalista, óbvil que ocorrera o cancelamento ou desistencia dos bichinhos porque ficaram com medo de, após homologarem uma licitaçao de 6 milhoes, e estourar que na verdade custa metade, bem como o preço das habilitaçoes tbm estarem estimadas em dobro, o pessoal desse des-Governo fez o mais interessante pra eles, anularem por hora. Agora com pressão politica, vao reverter e licitar novamente, e se bobear, vai ficar ainda mais caro. Ta na cara, ou levam seu “lucro” como desejam, sempre volumoso em tudo, ou não interessa. É só mais um caso, dentre tantos. É muita gente grande pra dividir o bolo, então tem que superfaturar tudo em dobro, tudoooo. Estão fazendo isso desde quando assumiram, mas de vez em quando, vcs resolvem abrir o bico, dai vai pra midia, mas isso acontece muito pouco, infelizmente. Esse des-Governo Colombo esta engordando muita gente ja gorda, seja secretarios, presidentes de empresas, autarquias, até assessores estão construindo mansões em jurere internacional, imagina!!!! Com salário de cargo de confiança heinnnn!!!!! Fuy

  • Luiz Carlos Alves diz: 1 de fevereiro de 2014

    Por que não aproveitaram para a polícia civil ou bombeiros? pois pelo que sei a polícia civil é alugado.

  • João Carlos diz: 1 de fevereiro de 2014

    1. O custo de manutenção desse helicóptero É SIM 6 milhões, dá pra comprar um helicóptero esquilo por ano.
    2. É tão bom, que outros Estados e a própria PF não o quer mais (quer que a PMSC fique com ele, faça as manutenções e ofereça serviços gratuitos, óbvio, a manutenção é uma das coisas que mais pesa nele).
    3. Tem coisa por trás dessa reportagem, interesse de empresas, bancando essa reportagem OU desconhecimento do autor, fico com a primeira opção…

  • Gaúcho diz: 1 de fevereiro de 2014

    Porque será que a bandidagem fardada mudou de idéia?

  • Farias diz: 2 de fevereiro de 2014

    A solução parece simples, exonere todo o “Estado Maior” da PM de SC e aceite as “doações”, a segurança agradece.

  • Vanderlei Alves diz: 2 de fevereiro de 2014

    Parabéns ao DC e ao colunista pelo alerta feito a população… quantas desgraças mais precisaremos passar?? Quantas vidas ainda serão perdidas devido a negligência de algumas pessoas??

  • David diz: 2 de fevereiro de 2014

    Que vergonha para o comando da PM e governo do Estado. Quando a aquisição é interessante para os próprios, estes sabem perfeitamente aceitar, agora como é para a população, esta fica a ver navios. Exemplos? Vamos lá, as aeronaves que a pm tem em sua frota, contando agora com a aeronave adquirida pelos bombeiros no aniversário do BOA, na teoria estas aeronaves tem o condão de auxiliar na fiscalização e locomoção de pacientes, já na prática, não passam de táxi aéreo para o governo e oficiais. Não bastasse esses fatos, temos ainda as Ford Edges adquiridas pelo comando da PM, quantos veículos mais em conta, com custo beneficio melhor do que estes carros existem, e no entanto essas foram adquiridas, e agora vem o comando voltar atras do contrato celebrado, sob a prerrogativa de alto custo de operação!!! é bacana lembrar que quando a pm há pouco tempo atras, os helicópteros modelo esquilo utilizados pela PM e Bombeiros tinham um contrato de aluguel em torno de três milhões de reais…
    Isso sem levar em consideração o sistema adotado pelas corporações no Brasil totalmente antidemocrática, onde os oficiais realizam seleção interna, e realizam curso de formação de pilotagem totalmente sob as custas do povo, quando na realidade deveria ser feito concurso próprio para pilotos, assim como ocorre para os oficiais da aérea da saúde, bem como capelães. Por fim e não menos importante, todos os dias pelas manhas, e inicio da noite, constato viaturas saindo da ronda, simplesmente para ir pegar oficiais em suas residências, muitas das vezes saindo de Florianópolis, para ir pegar estes cidadãos até em Palhoça e Santo Amaro da Imperatriz, assim é obrigado a corporação não ter verbas mesmo… Pronto, desabafei! Espero que coloquem no ar, e ainda, sugiro que este respeitável jornal faça uma matéria sobre os fatos ventilados acima, afinal eles fazem o que querem e ninguém fala nada!!!

  • Luiz diz: 2 de fevereiro de 2014

    Vamos aos fatos, tudo é política, primeiro que a direita no Brasil nunca ligou para benefícios a população, o governador atual é de partido de direita, segundo, a PM de SC, desde que esse governo “assumiu”, manda e desmanda no próprio governo, que é muito fraco, as notícias publicadas e as cobranças feitas pelos veículos da RBS dispensam comentários, terceiro, os gastos com treinamento no exterior para esse fim, serão muito menores que as inúmeras viagens inúteis que o governo tem feito nesses últimos 3 anos, quarto, os três estados que correram atrás do governo federal são estados administrados por partidos de esquerda, quinto, o senador LHS que nada fez pelo nosso estado enquanto foi governador, abraçar essa causa, me diz duas coisas, ou ele aprendeu a fazer política para o povo e não para si mesmo, ou tem algum interesse político por trás disso, vale lembrar que recentemente ele resolveu se aproximar da Dilma, que é do PT e que o LHS, odeia, pra finalizar, essa possibilidade de voltar atrás e aceitar os helicópteros, também tem a ver com o fato de a Dilma vir a subir no palanque do Colombo.

  • Evandro diz: 2 de fevereiro de 2014

    Antes de criticar o relatório da PM, deve-se lembrar que na divisão de verba da SSP, mais os convênios, a PM recebe apenas cerca de 20% a mais que a polícia civil, sendo que analisarmos apenas o efetivo a PM é quase três vezes maior (ou seja 300% maior). Resultado: enquanto o Governador (nenhum anterior fez) não alterar esta divisão de verba, não poderemos receber estes “presentinhos”.

  • goncalves pinto diz: 2 de fevereiro de 2014

    um comandante egolatra e míope..

  • sergio diz: 2 de fevereiro de 2014

    É UMA VERGONHA ISSO, ENQUANTO NÃO MUDAR ESTA POLITICA O POVO BRASILEIRO NUNCA VAI SER TRATADO COMO CIDADÃO QUE PAGA IMPOSTOS E MERECE INVESTIMENTOS NA SUA SEGURANÇA SAÚDE ETC É UMA VERGONHA MESMO NEM DE GRAÇA PORQUE VAI GERAR MUITO GASTO HAHAHAHAHAHA.

  • ricardo diz: 2 de fevereiro de 2014

    O governo de Santa Catarina tem se mostrado dos mais incompetentes da história, tão ruim e omisso como os piores do nordeste, só sabem colocar placas de obras que não existem, ou que começam e terminam, o estado está atirado, as estradas estão na pior conservação, os hospitais nem se fala, e este governo ainda vai tentar a reeleição, só posso dizer, lamentável…

  • Renato Kammers diz: 2 de fevereiro de 2014

    É isso que da contratação de “Profissionais” através de concurso publico. Tanta gente competente que poderiam estar atuando em cargos importantes e temos verdadeiras ANTAS nestes cargos.

  • Crazy Horse diz: 2 de fevereiro de 2014

    Ai estão nossas autoridades demonstrando mais um show de incompetência. Até parece piada!

  • KAKO diz: 2 de fevereiro de 2014

    ai tem coisa!

  • Daniel Ramos De Oliveira diz: 2 de fevereiro de 2014

    Discordo da opinião do Blog, os Bell 412 são sim aeronaves muito antigas e com um projeto já ultrapassado, com o passar destes 5 anos de cooperação, o custo de manutenção automaticamente iria aumentar, e a FAB ainda utiliza os “Sapão”, pelo o simples fato de está aguardando que os novos Helibras tenham sua fabricação concluída, e eles não têm mais funcionalidade alguma para a FAB, e que também irá deixar de utilizá-lo devido ao alto custo de manutenção que possui.
    Concordo que poderia ser uma ferramenta a mais para tal tipo de missão de resgate, mas para tanto, temos o apoio garantindo da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, e outras unidades que possuem aeronaves igualmente grandes, e até mesmo da FAB se necessário, então não há necessidade do Estado manter 2 aeronaves que no dia-a-dia sua operação se torna muito mais limitada do que o KW 119 Koala Ke e Esquilo, que inclusive são aeronaves próprias para o emprego multimissão, e têm capacidade para realizar pousos em ruas, estádios, gramados, ou em qualquer outro de lugar que for necessário, algo que no Bell 412 é muito mais limitado.

  • Elsa Maria Cézar diz: 2 de fevereiro de 2014

    O povo, não sabe qual os critérios para a desistência, mas se tem a nítida impressão de que há algum outro interesse por trás dessa atitude. É burrice ou muuuiiita INCOMPETÊNCIA!!!

  • JANUARIO NASCIMENTO diz: 2 de fevereiro de 2014

    DE SUCATA A PM TA CHEIA.NA PM TA FALTANDO É MASSA HUMANA,OU MELHOR PRAÇA,NÃO OFICIAL PRA COMBATER A CRIMINALIDADE,PORQUE TEM MUITA GENTE PRA MANDAR E POUCOS PRA OBEDECER.

  • jonny jotan romao diz: 2 de fevereiro de 2014

    Qto ao comentario do Rafael, (acima), e muita arrogancia nao aceitar uma aeronave, so por ela nao ser modelo atual, ou limitada, gostaria de te perguntar, se quando uma ambulancia vem fazer um socorro de uma pessoa acidentada, (se for voce, vais perguntar o ano e o modelo da ambulancia), antes de entrar nela? suponho?, se o medico for Cubano entao…. voce vai preferir ficar ali mesmo, esperando um modelo novo, kkk

  • Valder diz: 2 de fevereiro de 2014

    Esses helicópteros com maior capacidade são extremamente necessários por aqui. Isso é fato. Mas, e a vaidade abalada com uma “doação” desse tipo? Nunca foi novidade que os cargos no governo Raimundo Colombo foram ocupados por puro vínculo partidário, abrindo mão do quesito competência. Segurança pública, saúde, turismo, Casan, Celesc… Tudo é um fiasco. E o pior, um fiasco bancado com créditos abertos sem qualquer planejamento e sempre com aquela suspeita de desvios e superfaturamento generalizado nessas licitações direcionadas. Tudo abafado com discursos de novos programas, novos investimentos… E quem vai pagar a conta? Nós, contribuintes, é claro. Os servidores são de extrema competência em sua ampla maioria, acima da média nacional, mas as chefias são genericamente toscas, burras, jegues com caneta na mão e ávidos por um contrato novo para faturar por fora. Um lixo público que o povo segue reelegendo.

  • Rogério Lamarque diz: 2 de fevereiro de 2014

    “É Senhores Oficiais, a vida da população em primeiro lugar, deixem suas arrogâncias políticas, suas ganâncias pelo poder e suas vaidades profissionais para aplicarem dentro dos quartéis da PMSC, já que isso prejudica somente os PPMM que já estão acostumados com isso, e não toda uma população, que paga seus impostos, que não são poucos, e merecem tratamento digno e não joguinho de interesses dos *****!!!!!”

  • Elizabeth dos Santos diz: 2 de fevereiro de 2014

    BURRICE NESSE CASO É ELOGIO PARA O GOVERNO CATARINENSE, O QUE ESTÁ ACONTECENDO COM ESSES GOVERNANTES ELES POR ALGUM ACASO TEM TANTA RAIVA DO POVO QUE FAZEM QUESTÃO DE PERDER ESSA GRANDE OPORTUNIDADE.
    ALGUÉM TEM QUE FAZER ALGUMA COISA, TEMOS QUE SAIR PELAS RUA E PEDIR JUSTIFICATIVA PARA TANTA BURRICE.

  • Luis Carlos Biazeto diz: 2 de fevereiro de 2014

    Ridícula a posição dos mandatários da SSC.

  • Francisco colombo diz: 2 de fevereiro de 2014

    Parabéns a A Secretaria de Segurança Pública de SC e SR Raimundo Colombo… economizamos $$$$$$$$$$… para que helicopteros se em SC quase não temos, ENCHENTES, CHEIAS, ACIDENTES NA BR DE DIFÍCIL ACESSO, CIDADES SEM ACESSO POR TERRA EM CHEIAS , DESMORONAMENTO, AFOGAMENTOS EM LAGOA E MAR, GENTE PERDIDA EM MATAS E TRILHAS,TORNADOS ENFIM CATÁSTROFES NATURAIS ….economizar é mais legal, gente morrendo tem o tempo todo.
    Se isso acontecer vamos nadando ou andando.
    Afinal o povo de SC e calminho, calminho… ah outro pra vcs, o Governador já tem seu helicoptero. TOLOS

  • Marcelo Evandro Priebe diz: 2 de fevereiro de 2014

    Acho que desistiram da incorporação das aeronaves pois talvez eles não lucrariam nada com isso. Isto quer dizer as aeronaves viriam de graça, se eles tiverem que comprar estas aeronaves, comseguiriam lucrar alguma comissão.

  • rafa nunys diz: 2 de fevereiro de 2014

    Parabéns A Secretaria de Segurança Pública de SC e Governador RAIMUNDO COLOMBO, afinal em SC quase não a Desastres naturais e nunca usaríamos este helicóptero .
    eCONOMIZAR É PRIORIDADE, salvar vidas NÃO.

    SC TEM UM POVO CALMO é nunca reclama de nada, parabéns catarinenses.
    outra, o governador já tem seu helicóptero, gostou? ou quer mais.

  • Rudolph diz: 2 de fevereiro de 2014

    Como foi uma doação, os governandes corruptos não tinham como ganhar nada. Pura safadeza.

  • Elin Ceryno diz: 2 de fevereiro de 2014

    Parece que é melhor continuar alugando, pois são favas contadas para a campanha eleitoral!
    Quanto sai o aluguel de aeronaves??

  • Joao da Silva diz: 2 de fevereiro de 2014

    Ja viram quanto eh a manutencao mensal desse elefante branco? Para ficar disponivel para a PF no momento que ela achar disponivel?? Reporter nada tendencioso, neh?

  • Christian diz: 2 de fevereiro de 2014

    Hummm, deixe me ver, pegar os helicópteros doados ou posteriormente alugar de uma empresa amiga e faturar meus 10 ou 20% … calma tenho que pensar …

  • Aldo Borges Proença diz: 2 de fevereiro de 2014

    Isso só pode ser brincadeira, o COMANDO DA PM fazer isso, ué agora é partido político e tem todo esse poder.
    Devem divulgar o nome completo e patente, para todos os catarinense saberem quem esta fazendo essa palhaçada com SC.
    Também o Brasil e o mundo conhecerem a verdadeira PM de SC.

  • Vitor diz: 2 de fevereiro de 2014

    Este helicóptero é considerado um dos melhores helicópteros já construídos na história da aviação. Hoje existem helicópteros mais modernos, e talvez mais baratos, mas que nao chegam nem perto da versatilidade e confiança deste.

    Nunca um helicóptero foi tão testado (e bem sucedido) em missões de resgate, apoio aéreo e ataque como este em várias guerras, como a mais conhecida: a do Vietnã. Isso atesta com sobra sua capacidade de operação.

    Talvez o ideal seria um Black Hawk, ou algum caro e complicado russo. Mas para a nossa realidade, este helicóptero é perfeito.

    este helicóptero pode ser operado na Amazônia quente e úmida, no desértico cerrado tão bem como em nosso clima (sul) com ambos os extremos (calor e frio, seco e úmido).

    Sou catarina. Aviação não é minha área mas é um hobby. Por favor, vamos cuidar bem do nosso povo. Recusar um presente destes é no mínimo, e para ser bem educado, burrice.

    O barato, neste caso, vai acabar nos custando bem caro.

  • Vitor diz: 2 de fevereiro de 2014

    … Ah! só pra não dizer que deixei a política de lado, também há o argumento neste sentido: no próximo desastre, sobre os quais minha geração pode aprender alguma coisa, quem tomar a decisão correta, pode usar isso como pretexto em sua campanha política-eleitoreira pós-calamidade.

    Trocando em miúdos: vocês, representantes nossos, que não conseguiram prevenir direito, podem se redimir e sair ganhando com uma remediação minimamente digna (a ambos).

  • Coronel diz: 2 de fevereiro de 2014

    Essa PM que está falando em economia é a mesma PM que desfila pela capital de ford Edge? podiam ter comprado duas viaturas muito boas com o valor de cada ford edge.

  • adelmar rosar diz: 2 de fevereiro de 2014

    Revoltante sobre todos os aspectos, so com a diminuição dos valores que gastam com propaganda ( inclusive em segurança) daria para pagar boa parte dos custos alegado

  • Robson Xavier Neves diz: 2 de fevereiro de 2014

    A que se ressaltar que a PM trabalha em ações de Defesa Civil nos momentos difíceis, pois não é a missão principal, como é o caso do Corpo de Bombeiros.
    Não conheço bem a aeronave em questão, porém é público e notório que o custo de manutenção de aeronaves desse tipo são altas. De outro lado, a Corporação já tem 2 aeronaves em operação que consomem boa parte do orçamento.
    Assim sendo, em uma análise sumária a matemática pesou, pois se tem uma 3ª ou 4ª aeronave e o orçamento da Corporação já era… ou se mantem a “doação” voando ou as viaturas nos pátios dos batalhões…

  • Wall diz: 2 de fevereiro de 2014

    E o lépido governador não toma nenhuma decisão quantos aos helicópteros? Isto é que dá governar apenas com marketing!

  • Danilo diz: 2 de fevereiro de 2014

    Por quê o governo de SC aceitaria duas aeronaves referência no mundo no que se destinam de graça? Assim não tem jeito de fazer uma licitação para ajudar os amigos… não tem jeito de fraudar e os “amigos” não tem como ganhar….
    Quer apostar que daqui a pouco sai uma licitação pra compra de duas aeronaves?

  • claudio diz: 2 de fevereiro de 2014

    bando de incopetentes, o pior governo de todos os tempos, o cara ainda e bem intencionado, mas fica um fantoche nas maos dos Luiz Henrique e dos Bornaushen.

  • jose carlos diz: 2 de fevereiro de 2014

    é fácil demais, e só o governo do estado deixar de gastar, em propaganda publicitárias, de que meu governo fez isso, fez aquilo,e festinhas, e um monte cargos comissionados, etc…….

  • Sérgio diz: 2 de fevereiro de 2014

    Por favor,nas eleições de outubro/2014,lembrem do que o Governo Colombo faz com o povo.Portanto,não esqueçam!!!Votem em quem quiser,mas,por favor,esqueçam o Colombo.Ele mostrou estar preparado pra ser incompetente.

  • Sérgio de la Orden diz: 3 de fevereiro de 2014

    Eu já não ia votar nesse governador por algumas razões: Ataques aos ônibus, negociação com presos, a rodovia SC 403 caindo aos pedaços e sem previsão de melhorar (em época de eleição pra mim não adianta entregar obra que não me engana)…Mas agora a incompetência dele foi ao espaço. Esses coronéis de m…., barrigudos, obesos mórbidos com suas bundas gigantes afundadas em confortáveis cadeiras não conhecem a rua, não sabem o que a população precisa em termos de segurança.
    BANDO DE INCOMPETENTES.

    Sabem por que não veio pra cá? Por que não dá para cobrar propina nesse caso.

  • Rafael diz: 3 de fevereiro de 2014

    SC: um estado DESgovernado. A cada ano que passa mais rápido ladeira abaixo vai SC. Esse RaIMUNDO Colombo é um despreparado, percebam que TODA notícia ruim tem um quê de “não sei o que estou fazendo, mas deve dar certo”, tanto em termos de segurança quanto de educação e saúde. Se é jogar um verde para disfarçar os esquemas que sempre aparecem no final das histórias, está dando certo. A violência aumenta cada vez mais e há muito desperdício de dinheiro em Santa Catarina, como se explica essa decisão? O povo não o acha inteligente o suficiente para tomar decisões que definem o rumo de um estado inteiro.
    SC está cada vez mais parecendo a “Alagoas do Sul”, uma nova terra do coronelismo e onde ter nome vale mais que ter atitude correta em prol de seus cidadãos.

  • Rafael diz: 3 de fevereiro de 2014

    E um detalhe que esqueci de comentar, que me chamou a atenção na (patética) entrevista do Sr. Cesar “Grudda”:

    “”DC – Temos poucos helicópteros no Estado, então. Nos recentes incêndios de grandes proporções na Ilha, por exemplo, o Arcanjo (helicóptero do Bombeiros) teve que se dividir no atendimento à outras ocorrências.

    Grubba – Sim, mas há estados que não têm nenhum.””

    O cara tá de “brincation”, só pode. Usar como argumento para não pegar os helis sob a falácia de que há estados que não os possuem é tirar uma com a cara do povo? Parece que a gente não precisa de equipamentos… Então é isso, ‘bora nivelar por baixo! Nessa linha SC tá bem na fita, já que há estados onde quase não há escolas públicas e hospitais! P*rra, raIMUNDO, é esse troço que tu colocou como secretário de segurança pública?! Não tinha postes disponíveis pro cargo?

  • Miguel José Teixeira diz: 3 de fevereiro de 2014

    Cadê a ideli que adora rolezinhos em helicópteros públicos?

  • José diz: 3 de fevereiro de 2014

    Para a PF doar, não pode ser coisa boa. Presente de grego. Vai ficar mais parado por falta de peça e manutenção do que voando… acordem…

  • Edson diz: 3 de fevereiro de 2014

    Povo ignorante…criticam sem conhecimento, sequer sabem que a manutenção desses helicópteros é caríssima, por que essa reportagem não falou o preço da manutenção???
    Interesse de alguma empresa que fará a manutenção??? Nunca ouviram falar em presente de grego?? Se informem antes de criticar!!!

  • Daniel Goebel diz: 3 de fevereiro de 2014

    Como pode o estado caminhar com sucessivos escândalos que rapidamente são jogados para baixo do tapete, os personagens são os mesmos, lembram do caso do Delegado Monteiro…! i ai como fica, fala-se muito de voto errado ,há, culpado somos nós que votamos neste ou naquele, eu falo de boca cheia que não votei no atual governador, mais quem mais estava a disposição ? puts que merda neh…nenhum me convencia, vamos ver como fica pra próxima.

  • Marcos diz: 3 de fevereiro de 2014

    Lendo os comentários percebe-se claramente o “efeito manada” que Martini almejava: pessoas que não sabem absolutamente NADA sobre o ocorrido e são TOTALMENTE IGNORANTES ao assunto aviação ficam vomitando asneiras típicas de brasileiros.

    Pegar essas duas aeronaves seria uma roubada sem precedentes. Estão paradas há dois anos e a PF não vê a hora de arrumar um trouxa para segurar essa bomba. Só um animal anencéfalo para não entender isso e as questões em volta.

    O que ninguém pergunta é quem produziu esse material para o Sr. Rafael Martini, que sempre vem com algum factoide em datas importantes da PM (ou é pura coincidência essa nota sair um dia após a promoção de mais de 1.400 PMs? Assim como o foi a foto da vaquinha… as fotos íntimas de um PM com sua companheira, dentre outros…)

    Pior que o povo, burro do jeito que é, sempre cai na tua. Parabéns!

  • Sérgio diz: 3 de fevereiro de 2014

    http://en.wikipedia.org/wiki/File:NYPD_helicopter_N319PD.jpg

    O atual helicóptero da polícia de Nova York não lhe parece familiar, Martini?

  • Valder diz: 4 de fevereiro de 2014

    Quando é uma doação federal, o governo faz cálculo, muito cálculo. Mas, quando é iniciativa própria… Essa precisão e eficiência na gestão pública tem feito de Santa Catarina destaque nacional em quesitos interessantes, como ataques a caixas eletrônicos e bancos, ataques a ônibus e postos da polícia, incêndios de longa duração, mortes por afogamento, mortes nas rodovias, falta d’água, falta de atendimento na saúde… Todos fatos que ocorrem em vários estados, mas não com tanta força como em Santa Catarina. E não nos esqueçamos dos repetidos e grandiosos programas e pactos para segurança pública, saúde, transporte e atendimento das repetidas calamidades… Muita publicidade, pouca realização.

  • Fernando diz: 4 de fevereiro de 2014

    Essa é mais uma desse nosso desgoverno, o pior é que esse governo consegue ser péssimo em todas as áreas e quer vender a imagem positiva com esses PACTOS de maquiagem eleitoreira. Fujamos desse estado ou tiramos todos esses governantes do poder, o grubba é um marketeiro falador, o colombo é um chuchu (sem gosto, sem cheiro, sem consistência). Cadê as escolhas tecnicas para os cargos? Secretario de SSP tem que ser dos orgaos da SSP, onde já se viu um promotor desse que só sabe fazer propaganda ser o titular de tal pasta…. esse ano eu e minha familia vamos das o troco nessa corja.

Envie seu Comentário