Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Suposto erro de médica cubana teria provocado a morte de paciente em SC

13 de fevereiro de 2014 27

O Sindicato dos Médicos do Estado de Santa Catarina está investigando a suposta falha cometida por uma cubana do Mais Médicos que teria provocado a morte de um paciente no Oeste.

A denúncia partiu de uma profissional brasileira, que alertou o Sindicato.

Ciro Soncini, presidente da entidade, diz que estão levantando mais informações sobre o episódio antes de se manifestar oficialmente.

Um advogado foi designado para checar todos os detalhes.

Vale lembrar que o sindicato tem por conceito ser contrário ao programa Mais Médicos, numa atitude classificada por muitos como corporativista.

Soncini entende que muitos prefeitos estão substituindo os profissionais brasileiros pelos estrangeiros para reduzir despesas.

 

comentários

Comentários (27)

  • Alberto Garbin diz: 13 de fevereiro de 2014

    E os muitos erros dos médicos brasileiros, o conselho de reserva de mercado, digo, o CRM, investiga?.

  • Schell diz: 13 de fevereiro de 2014

    Impressiona ver como esses de sempre não desistem. Agora, catam “pelo em ovo”. Nunca tiveram qualquer preocupação com a atuação dos médicos catarinenses. Nadica de nada. Omissão corporativa 100%. Nunca se preocuparam com os médicos nativos que “assinam” o ponto e “dão no pé”. Nunca se preocuparam com os erros dos médicos de SC. Ora, ora e ora, deixem os médicos trabalharem e darem sua contribuição para diminuir o déficit de assistência existente em SC (e no Brasil). Aliás, nunca ouvi esses de sempre terem preocupação com a falta de médicos catarinenses em “n” municípios de SC. Por favor.

  • walter sailva diz: 13 de fevereiro de 2014

    Se comecar procurar erro medico, e outras mazelas da profissao medica em santa catarina, e claro de medicos brasileiros ou seja catarinense iam descobrir coisa do arco da velha, esta de botar o olho so nos cubanos e desculpa esfarrapada, olhem para o seus telhados primeiro estariam ja fazendo um bem danado para o povo

  • Renato diz: 13 de fevereiro de 2014

    Que coloquem na cadeia estes médicos assim como os brasileiros que estão pais afora fazer barbaridades sem punição, e processem o governo, municipal, estadual e federal que coloca gente sem preparo para trabalhar como médico, seja ele estrangeiro ou não.

  • José diz: 13 de fevereiro de 2014

    Sr Alberto, basta entrar em contato CRM e verificar que todas as denúnicas médicas são investigadas e que há vários processos, inclusive com cassação em andamento.
    Basta ligar para CRM e verificar que em 2013 foram caçados profissionais.
    Essa história de bater ponto e dar no pé até pode acontecer mas não é a regra. Pode ter certeza que nesta hora há vários profissionais em emergências, ambulatórios, operando, em UTIs etc, desenvolvendo uma boa prática médica. Muitos fazendo das tripas coração para isso, ou os críticos não conseguem enxergar a situação das emergências/hospitais? É culpa tb do médico a falta de ar condicionado, a falta de aparelhos e medicações para exercer a profissão? Por que o vencimento de 1550 reais para profissionais médicos e enfermeiros do estado, enquanto um profissional do TJ, MP, Assembléia recebe este valor de vale refeição?
    Ora, ora e ora …

  • Patricia diz: 13 de fevereiro de 2014

    “Por que o vencimento de 1550 reais para profissionais médicos e enfermeiros do estado, enquanto um profissional do TJ, MP, Assembléia recebe este valor de vale refeição?” … em resumo, querem ser tratados como “Magistrados” … se assim for … todo aquele q possuiu Doutorado(título e não adjetivo) deveria receber como os Magistrados … Fato é, q nenhum Médico Brasileiro quer trabalhar no SUS, e ainda, querem impedir quem assim, o deseja … Médico brasileiro(raríssimas exceções) tem um único objetivo … ficar milionário as custas dos pacientes …

  • Sérgio diz: 13 de fevereiro de 2014

    A comunidade médica brasileira é extremamente podre.

    Zilhões de médicos sem a menor condição de trabalhar, que consultam o Google para dar diagnóstico para paciente. Escola de medicina privada mesmo é “pagou, passou”, sendo ainda afirmam isto sem nenhum constrangimento.

    Encobrem erros grotescos de seus integrantes.

    Passou da hora de um EXAME DO CRM, igual ao da OAB. Certamente que 80% não seriam aprovados.

  • Wagner diz: 13 de fevereiro de 2014

    “Suposta falha”? Menos suposições e mais afirmações, senhor jornalista. Lembra do Caso Escola Base?

  • Leonardo diz: 13 de fevereiro de 2014

    Aqui em nossa cidade (São João Batista), vieram 2 médicos cubanos. Lí no jornal aqui da cidade ( veja capa: http://jornalbatistense.com.br/sjb/258-circula-hoje-a-7%C2%B0-edi%C3%A7%C3%A3o-do-jornal-batistense.html )

    Relata erros médicos como: Dosagem errada de medicamentos, recusa de exames e até receita de vitamina para dor estão nos erros!

    Que tal investigar aqui também!!!!??

  • Berloque Gomes diz: 13 de fevereiro de 2014

    Moral de jaleco !!!
    Vocês sabem qual o índice de erros médicos em SC? Sabem quantos resultaram em morte? Porque o “combativo” sindicato não divulga? Ah sim, provavelmente um número baixíssimo. Baixo porque esse mesmo sindicato protege o profissional de forma irrestrita, sob a batuta corporativista, é claro. Quem não sabe, e os profissionais de saúde sabem mais, que ocorrem muitos erros médicos, diariamente, que são imediatamente abafados antes da costura no cadáver. Agora, esses conservadores de plantão, querem denunciar um erro médico supostamente cometido por uma médica cubana, para detonarem com o programa Mais Médicos. Quanta hipocrisia. Quanta insensatez. Quanta covardia.

  • josé diz: 13 de fevereiro de 2014

    Dra Patrícia, nem todos funcionários do TJ, MP e Assembléia não são magistrados. São na sua grande maioria técnicos (nível de segundo grau) que recebem esse auxílio alimentação.

  • Ricardo – Florianópolis diz: 13 de fevereiro de 2014

    Irresponsabilidade e notícia tendenciosa. “Suposto erro”: Suposta quantia em dinheiro que o jornalista está ganhando para fazer uma reportagem desta…

  • Fernando diz: 13 de fevereiro de 2014

    A maioria que critica medicos são recalcados, provavelmente por não terem tido capacidade de ser aprovado numa faculdade. Nessa hora,diversos profissionais estão se matando de dar plantões ou operando, pra salvar a vida de um filho ou pais de um cretino que só sabe criticar…

  • Alexandre diz: 13 de fevereiro de 2014

    Matéria absurda. Se fossem investigados todos os erros dos médicos somente em SC, daria pra ficarmos comentando até …
    A grande verdade é que a maioria dos médicos formados não só em SC, mas em todo o Brasil só pensam em dinheiro. Nenhum deles querem trabalhar no SUS. Cursos de medicina pagos deveriam ser extintos no Brasil.

  • Valerio diz: 13 de fevereiro de 2014

    Quando mais precisei desse “conselho”, percebi o quanto eles emcobrem e mascaram os erros grotescos e criminosos de muitos médicos desqualificados no nosso Estado…
    A saúde perde, e a população sofre!!! Esperei quase 2 anos por uma investigação totalmente superficial, que no final das contas foi dada como improcedente e arquivada….TODOS COM AS COSTAS QUENTES!! CRIMINOSOS!

  • Gladstone Oliveira diz: 13 de fevereiro de 2014

    Acho que antes de criticarmos os médicos Cubanos deveria ser analisado o que são feito a nossos profissionais brasileiros quando erram ou qdo aqueles que se julgam médicos nem se quer fazem uma análise primária no paciente, ressalto ainda que a culpa é de nossos governantes que tentam tapar um buraco com médicos estrangeiros, se fossem mais valorizados e fizessem uma prova que nem fazem na OAB para exercerem sua profissão com certeza teriamos melhores profissionais na área de saúde, mas antes de isto acontecer os governantes deveriam pensar menos em seus bolsos e equipar melhor os hospitais, postos de saúde e UPA, pois na hora do voto prometem tudo, bem povo é o momento de na hora de dar seu voto saber realmente quem vais fazer algo em prol do povo, mas vamos acreditar em nossos médicos e trabalhar em conjunto e sermos menos críticos, falar é muito fácil quero ver na hora de cobrar destes governantes que colocamos lá para nos representar, ainda acredito em mudanças mas dependem de nos o povo sair as ruas e cobrar, mas sem violência.

  • ANDERSON diz: 13 de fevereiro de 2014

    Pura inveja! Médicos brasileiros são mafiosos… Deviam publicar o nome do (ou da) covarde que fez a “denúncia”.

  • Sérgio diz: 13 de fevereiro de 2014

    Eu questiono o seguinte: Por que esses que são a favor dos médicos estrangeiros não são atendidos por eles? Vão sentir na pele como que é a diferença de nível dos médicos brasileiros para os estrangeiros. Ficar comentando na internet é muito fácil, mas garanto que caso tenham um problema sério de saúde irão escolher o ”melhor” médico. Os cubanos estão aí pra vocês também.

  • Camila diz: 14 de fevereiro de 2014

    Os médicos cubanos foram escolhidos para Cristo pelas entidades que representam a Classe Médica. Atendo diversas pessoas no meu dia a dia de trabalho e muitos dos casos que atendam são de pessoas que ficaram com algum tipo de sequela devido a erros médicos e não provocados por cubanos e sim por brasileiros. Os processos que correm no Estado para indenizar estas pessoas são super demorados. Também já tive caso na minha família que ficou na emergência do HU e havia um médico atendendo( não sei se ainda era estudante, já que é um hospital escola), que não sabia dar pontos. Não era cubano, eram brasileiro, que se formou em uma das nossas universidades!Sejam justos, façam uma avaliação dos médicos que estão atuando e verão que muitos deles não sabem nem diferenciar uma órgão do outro.

  • hermes felipe maia diz: 14 de fevereiro de 2014

    criticar médico é muito fácil, profissional que se valoriza não trabalha pelo sus, más condições de trabalho, falta de investimento das prefeituras, mal pago, reclamar das secretarias de saúde municipais e do prefeito ninguém se atreve. olhar com discernimento a criação de cursos de medicina eleitoreiros que vai aumentar a quantidade de médicos mas não a qualidade, o problema não está só no médico que se forma em faculdade medíocre mas no MEC, que cria cursos para tal. agora com o incentivo dado ao trabalho escravo nesta maracutaia com o governo cubano, com o intuito de fazer uma pré-campanha política, passando por cima da lei e trazendo médicos sem revalidar o diploma, só é bom para ignorantes e aculturados para os quais qualquer coisa serve, que não sabem o custo econômico e humano que há para a formação de um profissional médico. para o povo sem conhecimento vale fazer de conta que dá assistência médica, o que não acontece na maioria dos municípios, para muitos, dar saúde é comprar uma ambulância para fazerem consultas em outro lugar. consultas com alguma especialidade e exames mais elaborados levando meses para acontecer, quando acontecem, as mortes que ocorrem por falta de investimento dos mandatários municipais são jogadas nas costas dos profissionais. estas ninguém reclama.

  • Carlos Henrique diz: 14 de fevereiro de 2014

    “A denúncia partiu de uma profissional brasileira, que alertou o Sindicato”

    A família da “suposta vítima” não denunciou? A polícia não ficou sabendo? Mas a colega denunciou… para o sindicato?
    Já entendi tudo…

  • douglas diz: 14 de fevereiro de 2014

    Esses que criticam os médicos brasileiros e catarinenses são os que ficam se fingindo de doentes para não ir trabalhar e buscam atestado. Vão trabalhar

  • José Victor diz: 14 de fevereiro de 2014

    Sra. Patrícia, não deturpe o comentário do sr. José. O que ele quis dizer é há uma imensa discrepância entre os salários. Se a sra. acha 1550 reais é um salário justo para um profissional com seis anos de graduação, além de residência, realmente não há mais o que dizer. Será que ninguém pensa que nos rincões deste país não só falta médico mas também qualquer outro tipo de profissional qualificado? Será que infra-estrutura urbana, telecomunicações, rede de transportes e etc são tão descenessários? Será que ninguém pensa que a região do planalto central, atualmente com a maior densidade médica do país, tinha pouquíssimos profissionais qualificados em qualquer área antes da construção de Brasília?
    Por fim, a sra tem razão, sa. Patrícia.. Eu me formei em medicina para fazer cirurgias descenessárias, extorquir pacientes, roubar planos de saúde, em plena época em que a população envelhece mais e sofre cada vez mais de doenças degenerativas. Eu preciso angariar pacientes! É isso aí, sra. Patrícia! Melhor ainda: eu e meus colegas de turma nos formamos para matar gente.. A faculdade de medicina virou agora escola de assassinato e roubo.. Que patético… Tem plantões meus que fiz em julho de 2013 que não foram pagos pelas prefeituras. Os bancos me cobram juros abusivos, ameaçam colocar meu nome em proteção crédito, mas eu sou o mercenário! É isso aí!
    Realmente, me pergunto quando a saúde desse país será levada a sério…

  • GUTEMBERG BERNARDINO DE SIQUEIRA diz: 14 de fevereiro de 2014

    Vão tentar abafar o crime… mas não é só este erro, muitos outros estão surgindo e as receitas com erros grotescos tão brotando. Esse pessoal veio atender os pobres do Brasil sem provar que são médicos, sem fazer prova, sem saber nem português! Esse programa é eleitoreiro, não resolve nada no SUS. E nem salário eles recebem, só uma BOLSA sem direitos trabalhistas de menos de 1 mil reais. O resto é desviado pelo PT para Cubaaaa… que vergonha. Que nojo, que dó de quem depende de falsos médicos.

  • Dr Revoltado diz: 14 de fevereiro de 2014

    Fico cada dia mais triste por ter escolhido minha profissão. Sou médico, fiz 1 ano de cusinho, 6 anos de faculdade 5 anos de residência médica. Apenas para post exercer com dignidade minha especialidade, estudei 20.000 horas. Daria para fazer 5 faculdades. Exerço minha profissão com muito respeito e carinho com meus clientes. Cada vez que ouço estes comentários sobre os médicos brasileiros, me pergunto se eu escolhi o caminho correto. Oras, onde está escrito que médico deve se submeter as condições do Sus? Onde está escrito que médico não pode ganhar dinheiro? Que só pensa em dinheiro? Putz… é pedante ficar ouvindo esta história ridícula de doutorado, corporativismo, médico brasileiro também erra. … Que saco!
    Todos vocês são perfeitos?
    Será que estudaram 20% do que nós estudamos?
    Será que passaram vários feriados e finais de semana em plantões enquanto os familiares e amigos estavam se divertindo ou descansando? Será que ficaram sem comer ou dormir para poder atender seus clientes?
    Qual o pecado em não querer atender ao SUS e cidades pequenas sem um mínimo de condição de viver e de trabalhar?
    Bando de hipócritas! Sejam atendidos por cubanos que estudaram 4 anos em escola médica sem sequer saber interpretar uma tomografia. Tenham o que merecem! Gostaram do Mais Médicos? Então quando um ente querido de vocês estiver com alguma patologia grave, procure um cubano. Eles te receberão com “humanidade”, mas se vão resolver alguma coisa, só o tempo dirá!
    Que chato!

  • Rogério diz: 15 de fevereiro de 2014

    É lógico que ninguém é perfeito todos cometem erros inclusive os médicos, mas no caso dos cubanos eles não sabem o básico do básico e mal conseguem se comunicar com os colegas de equipe imagina com o paciente. La em cuba estudaram 3 anos e so fazem prevençao e promocao de saude, nao atendem doente; morre no dia seguinte, e ai?? Incopetencia desse governo que trás medicos sem diploma, sem passaporte e financia essa ditaura dos irmãos castro pois 9/10 da do dinheiro vai pra eles!! Nao dao etrutura nenhuma para se trabalhar e nao sabem pq nao vao pro interior! Piada

  • Rogério diz: 15 de fevereiro de 2014

    Faz assim vai la ser atendido por um cubano ou leve sua mãe a consultar e no outro dia ela morre? e ai?? Vai processar a Dilma ou o padilha

Envie seu Comentário